Diablo® III

Crônicas de "Berserk o Imortal"

“Não importa quanto tempo dure nossa batalha, o que importa é que não serei eu quem sucumbirá primeiro”

“Berserk o Imortal”

ATO I “VIDA MEDÍOCRE”

Em uma montanha próximo ao Monte Arreat, situa-se um moinho abandonado. Por anos nenhum mercador vai para aquele lugar, tanto que a estrada já não existe mais. O lugar sem nome parece estar esquecido pelos deuses. O vento sopra incessante enquanto as arvores balançam, pássaros voando ao longe e o silencio quebrado apenas pelo vento de um lugar morto. Porém algo naquele lugar está errado. O moinho ainda gira. Aquele moinho grande constituido por 10 hastes está sendo movido apenas por uma delas. Empurrando aquela haste um homem. Este homem nasceu de uma velha e doente puta, que o pariu e o vendeu como escravo. Começou a trabalhar cedo, aos 3 anos de idade. Foi vendido várias vezes até chegar a um moinho de pimenta-preta (pimenta do reino). Debaixo de temporais, calor e frio intenso, empurrou aquele moinho por anos e anos. Anos esses que foram cruéis com todos que ali viviam, pois foram sucumbindo um a um. Com a falência do moinho, os que sobraram partiram, exceto aquele homem desprovido de qualquer cultura ou noção dos acontecimentos a sua volta. Um dia acabaram os suprimentos e este homem recolheu uma espada enferrujada que estava no chão e foi obrigado a caçar. No inicio foi difícil, mas ele conseguiu sobreviver daquela forma.
Certo dia, uma caravana de bárbaros seguindo para o Monte Arreat, avistou uma luz refletida pelo sol, que piscava no alto daquela montanha. Os bárbaros sabiam que aquele lugar não era mais habitado por ninguém e não existiam nascentes de água por ali. Sabendo disso foram averiguar. Chegando no local, eles acharam estranho o moinho ainda estar em movimento. Ao se aproximarem mais de perto, perceberam que o moinho estava sendo empurrado por um homem que fedia muito. Por que diabos um homem fedorento estava empurrando aquele moinho? Pensou Milton O’Mock líder da caravana, ele então aproximou-se e foi falar com o fedorento homem:
- Quem é você? E por que empurras esse moinho em vão? -
Neste momento aquele homem foi tomado por uma epifania. Parou de empurrar o moinho e olhando para o horizonte, depois de uma pequena pausa respondeu:
- Eu... não sei -
Milton achando um absurdo reluta:
- Como não sabes? rodas esse enorme moinho atoa? Voce tem nome? -
O fedorento homem então puxando de sua memória lembrou-se de que todos os chamavam por escravo, e respondeu:
- Me chamo escravo -
Milton entendendo a situação não relutou mais, observando o porte físico do fedorento homem, achou um desperdício todo aquele trabalho inútil. Ele olha no canto e vê uma espada enferrujada com sangue coagulado, no mesmo cando algumas peles de animais da região. Milton prossegue com seu dialogo:
- Pelo jeito sabes manejar uma espada -
O fedorento homem deixa de olhar para o horizonte encarando o Bárbaro sem responder. Então é quando Milton percebe que aquele homem grande, barbudo e cabeludo não tem mais que vinte anos. Então ele toma a decisão de levá-lo para Arreat, pois toda aquela força seria muito útil para trabalhos manuais. Milton então diz:
- Como agora você faz parte do povo de Arreat, eu irei lhe batizar. Se chamarás Krogh -
- Krogh... -
Repete o fedorento homem que não será mais chamado por escravo. Sem nenhuma resistência, Krogh segue com seus novos companheiros para sua nova casa. No meio do caminho a caravana para perto de um rio e finalmente depois de alguns anos Krogh toma um banho. Ele também ganha roupas novas e a caminho do Monte Arreat os bárbaros lutam para conseguir catar todos aqueles piolhos e carrapatos das barbas e cabelos de Krogh, que ganha até algumas tranças. Krogh que viveu na mediocridade por toda sua vida vê agora um mundo novo a caminho do Monte Arreat...

Continua...
Editado por XxBerserkxX#1828 em 14/12/2012 19:04 BRST
Responder Citar
Inicio legal, espero a continuação! Parabéns!
Responder Citar
Quem não leu, tem que Ler,Yohoho...
Responder Citar

Por favor, relate qualquer violação do Código de Conduta, incluindo:

Ameaças de violência. Nós levamos isso a sério e alertaremos as autoridades apropriadas.

Mensagens contendo informações pessoais de jogadores. Incluindo endereço físico ou de e-mail, número de telefone, fotos e/ou vídeos inapropriados.

Assédio ou linguagem preconceituosa. Isso não será tolerado.

Código de Conduta dos Fóruns

Relatar mensagem # escrita por

Motivo
Explique (no máximo 256 caracteres)

Reportado!

[Fechar]