Versão brasileira - ruim igual a StarCraft 2?

Geral
Anterior 1 2 3 9 Próxima
e o tipico topico imbecil, a blizzard da opção de linguas,

se nao gosta de uma use a lingua inglesa e nem precisa vir no forum falar asneiras
Sr Sathanahs







Estou impressionado na capacidade que o tema "tradução para o português" pode aflorar os sentimentos mais colonizados entre nossos pares.

O problema dessa gente não é com a tradução. Mas com a nossa própria língua.
Sinceramente, não vejo o porque ficar reclamando da tradução.

Não gostou? Continua jogando em ingles e seja feliz! Ninguem será obrigado a jogar em PT-BR.

Eu, particularmente, achei muito boa e me diverti bastante no PTR com frases como "Vudu é pra Jacú", "E o leitinho das crianças?", "Meus bagulho é da hora cara", etc.

Obviamente, vai demorar um pouco para se acostumar principalmente com os nomes de ítens e lugares, mais é só questão de tempo.


kkkkkkkkkkk, to louco pra ver é isso: a nacionalização do Wow!! isso é que importa...
mas quando quis dizer "engaste" por soquete, não estou achando ruim, pelo contrário:
a blizzard possui sua excelencia por que ouve muito a opinião dos seus jogadores, e sei que traduções como a que citei podem ser corrigidas se a comunidade pedir (e não reclamar...)... no mais sou bom em inglês e mesmo assim não vou deixar de jogar o PT-BR... quero muito ver e ouvir WoW de um ponto de vista Brasileiro...

Aproveitando, quero citar minha total satisfação com a tradução das conquistas:
"quem quer dinheiro?", "sessão da tarde", "do chão não passa", "vestir a camisa", e um dos meus favoritos >>> "bora pro Bar!!"
hehehehe muito bom... melhor do que traduzir ao pé da letra...
Adoro discussões sobre tradução, pois nunca será alcançado um consenso.

É igual discutir religião e futebol. :)
A tradução é sensacional. Tanto a de Starcraft como WoW, porém como é sabido, Haters gonna Hate...
Não é questão de ser "hater". Eu não gostei, assim como também não gostei da de Starcraft 2. Eu não sou obrigado a gostar e apenas ofereci a minha opinião, além de citar alguns dos motivos pelos quais não gostei. Não estou oferecendo nenhuma ofensa aos que gostaram e gostaria que a recíproca fosse verdadeira.

Eu acho interessante e contra-intuitivo que os que gostaram da tradução são mais agressivos do que os que não gostaram. Deixa o pessoal ter a sua opinião em paz.

Como já disse em outro tópico, a localização do WoW é provavelmente a melhor localização de um jogo já feito para o Brasil. Prova disso é que vários gostaram. A única coisa que eu disse é que eu não gostei. Provavelmente nunca gostarei da localização de jogos, assim como não gosto de dublagem de filmes ou tradução de livros. Outras pessoas compartilham da minha opinião, como o criador do tópico. Não há nada de errado com isso.

E com isso retiro-me da discussão. Muita agressividade desnecessária por aqui :)
Acostumar ou nao, traduzir nomes proprios foi uma decisão triste.
18/11/2011 18:27Citação de Ikai
Acostumar ou nao, traduzir nomes proprios foi uma decisão triste.


Porque?
somente uma opnião...

Eu Gostei muito ....gostei muito mais muito mesmo do Starcraft 2 e do WOW, e que venha Diablo III, e se for posivel por favor traduz o WarCraft III tbm.
Adoro discussões sobre tradução, pois nunca será alcançado um consenso.

É igual discutir religião e futebol. :)


Rhastion disse tudo.

Eu pessoalmente adorei inclusive as traduções dos nomes de personagens e das cidades. É o mesmo princípio das traduções de Senhor dos Anéis: remeter pra quem está lendo a mesma noção que quem lê aquele termo na língua nativa tem. Mas (eu acredito) a maioria dos brasileiros está tão acostumada a encarar nomes em inglês como algo normal (compreensível, afinal, quase nunca tivemos jogos eletrônicos totalmente em português), as pessoas estranham, acham feio, criticam, pois querem continuar a tratar as coisas como estão acostumadas a tratar. Esse tipo de sentimento já existe bem menos na Europa e na América Latina, por exemplo, pois é muito comum já há muitos anos existirem jogos em espanhol, francês, alemão, italiano...

Mas é tudo parte de um processo. Estamos agora sofrendo um choque, e as opniões vão se dividir entre aqueles que abraçam a mudança e aqueles que se sentem mais confortáveis mantendo o "status quo". Posso garantir que daqui a alguns anos esse tipo de discussão não mais existirá, ou estará relegada a uma minoria descontente, e as pessoas em geral aqui no Brasil farão QUESTÃO de possuírem seus jogos inteiramente em português.
18/11/2011 18:54Citação de Rhastion
Acostumar ou nao, traduzir nomes proprios foi uma decisão triste.


Porque?


Primeiro, do ponto da sonoridade. Soa esquisito os nomes traduzidos (opinião pessoal), e essas traduções até mesmo entre os tradutores é uma questão de preferência, e não uma regra.

E Segundo, quem está iniciando no jogo e quer se aprofundar nas estratégias vai acabar precisando aprender o nome em inglês para fazer pesquisas em sites pelo mundo todo (pois inglês atualmente é a língua considerada "universal"), e isso é o pior, pois é um desserviço da própria empresa para o jogador.

Acho realmente muito chato esse lance de alguns tradutores quererem traduzir tudo para o português achando que com isso estão "valorizando" a língua. Ocorre que com o mundo globalizado as pessoas têm que se adaptar a termos em outras línguas, tais como "site", ou "mouse", ou até nomes (por acaso os tradutores quando vão comprar um tênis pedem da marca "Niquê" ao invés de "Nike"?).
Sinceramente, eu não acredito que isso seja nada além de falta de costume por falta dos brasileiros a terem títulos traduzidos dessa forma.

Alguém aqui saberia dizer se a tradução do jogo para Espanhol teve a mesma reação? Como a comunidade da América Latina reage hoje à isso, passado já um bom tempo do lançamento da versão?
18/11/2011 19:32Citação de Vulturnus
E Segundo, quem está iniciando no jogo e quer se aprofundar nas estratégias vai acabar precisando aprender o nome em inglês para fazer pesquisas em sites pelo mundo todo (pois inglês atualmente é a língua considerada "universal"), e isso é o pior, pois é um desserviço da própria empresa para o jogador.


Isso não foi problema com StarCraft II e creio que não será um problema aqui. O conteúdo estará disponível em ambos os idiomas, e quem é hardcore a ponto de fazer pesquisa, consegue assimilar os nomes de personagens em 2 idiomas distintos sem muita dificuldade.

O jogador tem que entender o sentido dos nomes no contexto do jogo, caso contrário ele estará perdendo grande parte do lore e ambientação a sacrifício de sonoridade.

http://us.battle.net/wow/pt/forum/topic/3530354760#3

O que está me dizendo é que não deve-se traduzir nomes, correto? Vamos supor que WoW fosse coreano, os nomes então deveriam ficar em coreano? Deveríamos aprender todos os nomes em coreano para jogar o game satisfatóriamente?

Bom... então boa sorte com a pesquisa.

http://kr.battle.net/wow/ko/forum/439267/
HAHAHAHAHAHAHAH Rhastion, sério, pra aguentar oq vc aguenta e ainda ser um CM presente como vc é, respondendo o povo com toda essa presença de espírito, não é trampo pra qualquer um. /bow

Mas é triste pensar que tem uma parcela crescente de jogadores que declaram abertamente não darem a mínima pro lore. A maioria desse pessoal que vejo são PvPers (ou JxJres, agora =P) mas já vi vários RAIDERS com essa opnião. Pra esse povo, realmente a tradução é um incômodo. É triste, mas fazer o q...
Isso não foi problema com StarCraft II e creio que não será um problema aqui. O conteúdo estará disponível em ambos os idiomas, e quem é hardcore a ponto de fazer pesquisa, consegue assimilar os nomes de personagens em 2 idiomas distintos sem muita dificuldade.

O jogador tem que entender o sentido dos nomes no contexto do jogo, caso contrário ele estará perdendo grande parte do lore e ambientação a sacrifício de sonoridade.


Ainda no SC 2 existem várias unidades que a comunidade brasileira simplesmente não assimilou e fala em inglês mesmo, tal como Marine, Marauder e Zergling. Mas quanto ao SC acho indiferente a tradução (até gostei, pra falar a verdade).

No WoW o problema da tradução é bem diferente. Se vc quer jogar WoW, infelizmente tem que pesquisar. A Blizzard não tem como disponibilizar a melhor estratégia para cada luta, a melhor rotação para o seu personagem etc. Isso sim que eu estava questionando no meu post anterior, pois, o jogador brasileiro que pegar lvl 85 vai ter que se virar para aprender os nomes das coisas em inglês.


O que está me dizendo é que não deve se traduzir nomes correto? Vamos supor que WoW fosse coreano, os nomes deveriam ficar em coreano?

Bom... então boa sorte.


Os nomes sim, deveriam estar na língua original. Aliás, a própria Blizzard às vezes ignora isso, pq não traduziram no SC 2 o nome do Jim Raynor para "Ti Raynor"? Afinal, James é Tiago em português, e o apelido para Tiago mais próximo seria "Ti". Dois pesos e duas medidas? Não vou nem entrar no mérito de como ficaria ridículo, mas mesmo assim, se é para traduzir nomes, então traduza todos.

Caso vc tenha acesso aos livros do Game of Thrones em português, leia a nota do tradutor. Achei a opção dele boa e achei suas justificativas coerentes, e quando o nome em inglês tinha algum significado importante para o texto, era feita uma nota do autor. Em nenhum momento ler "Winterfell" em um livro em português me causou qualquer tipo de mal estar.

A propósito, traduções também podem ser subjetivas, pois tanto podem ser literais como podem ser de sentido, a exemplo do senhor dos anéis do Strider (Andarilho) traduzido como Passolargo.

Tldr; nunca tivemos problemas com coisas em inglês, e estamos tendo problemas com traduções. Pq mudar algo que já era aceito?
18/11/2011 20:00Citação de Lexastarion
A maioria desse pessoal que vejo são PvPers (ou JxJres, agora =P) mas já vi vários RAIDERS com essa opnião. Pra esse povo, realmente a tradução é um incômodo. É triste, mas fazer o q...


Olha, eu me considero um PvPlayer antes de qualquer coisa, e sempre gostei da lore do WoW, desde WC 2 (que foi meu primeiro contato com o jogo), e já passei incontáveis horas lendo o WoW Wiki, no entanto, não se pode esquecer que cada um aproveita o jogo como prefere.

Eu ia digitar o quanto a lore é acessória ao jogo, mas na verdade, não é. Já joguei determinados jogos pq gostei da história, e outros que a história era um lixo mas a mecânica era boa. No fim, vc aproveita o jogo como achar melhor e não existe certo e errado nisso.
É uma discussão interessante, porém tenho ressalvas.

Os nomes sim, deveriam estar na língua original. Aliás, a própria Blizzard às vezes ignora isso, pq não traduziram no SC 2 o nome do Jim Raynor para "Ti Raynor"?


Porque nesses casos não há uma relação com a história. Veja que "Queen of Blades" foi traduzido por "Rainha da Laminas". Garrosh não foi adaptado, porém Hellscream tem um sentido em português e por isso é Grito Infernal. Isso dá um contexto para o personagem.

18/11/2011 20:29Citação de Vulturnus
Caso vc tenha acesso aos livros do Game of Thrones em português, leia a nota do tradutor. Achei a opção dele boa e achei suas justificativas coerentes, e quando o nome em inglês tinha algum significado importante para o texto, era feita uma nota do autor. Em nenhum momento ler "Winterfell" em um livro em português me causou qualquer tipo de mal estar.


São mídias distintas. Imagina se toda vez que tivesse um dialogo que referenciasse "Ironforge" tivesse que ter uma nota no texto dizendo (a cidade tem esse nome pois possui uma forja (do inglês, forge) localizada em sua área central, usada... ). Me soa incoerente com a proposta de interação do jogo.

18/11/2011 20:29Citação de Vulturnus
nunca tivemos problemas com coisas em inglês


Isso é uma visão individual. A maioria dos brasileiros não sabem inglês. E no quesito de acessibilidade, ninguém deveria ser obrigado a saber inglês para entender o significado de uma palavra em um contexto idiomático predominantemente português. Da mesma forma que um nativo americano não é obrigado a saber português em um ambiente idiomático predominantemente em inglês.

Podem existir aqueles que estão acostumados, mas isso não é a maioria. E quem já está acostumado, provavelmente continuará jogando em inglês.
Da mesma forma que um nativo americano não é obrigado a saber português em um ambiente idiomático predominantemente em inglês.

Podem existir aqueles que estão acostumados, mas isso não é a maioria.


Se são a maioria ou não, isso eu não posso afirmar, pois não é o tipo de dado ao qual tenho acesso, mas essa é a reação que as pessoas com quem tenho contato têm.

Com relação à "Rainha das Lâminas", isso é um "título" e não um nome, ao contrário de Hellscream, que é um sobrenome, e não acho que deveria ser traduzido. Os nomes das cidades eu não vejo pq traduzir. Por mais que Ironforge tenha esse nome por causa de uma forja gigante em seu centro, o termo é simples (forge/forja) o suficiente, e os motivos óbvios, para que até quem não fala inglês possa entender.

Aliás, as mídias são diferentes, e concordo que não pode ser aplicada mesma solução, mas tb não acho que todo nome do WoW precisasse ser explicado (traduza aqueles que realmente são essenciais), se não, imagine o exemplo:

- Ei.. aquele é Adão Ferreiro
- Ele é o ferreiro da cidade?
- Não... Ele é Adão Ferreiro, o economista. (Adam Smith)

Enfim, o que quero dizer com o exemplo tosco acima é que não se pode ser extremo nem para um lado nem para o outro. Mais uma vez, não sou contra toda tradução de nomes, mas acho que deve ter um bom senso, e só traduzir quando realmente for necessário para compreensão.

Por último, só um pensamento; não soa esquisito que para o bem da imersão, alguns nomes são traduzidos e acabam causando a quebra desta para algumas pessoas? Bom, isso é assunto pra outro dia...
Bom... então boa sorte com a pesquisa.

http://kr.battle.net/wow/ko/forum/439267/[/quote]

KKKK

Tûma kkkkk

Junte-se à conversa

Voltar ao fórum