Guia Rated BG's - v1.2 - Patch 5.0.5

Campos de Batalha
Limite de Postagens:
1 2 3 7 Próxima
Highly Rated
- Sumário -

1. Introdução.
1.1. Breve histórico dos RBG's

2. Composição de Cores
2.1. As melhores classes para RBG's
2.2. Flag Carrier, Healers e DPS
2.3. É possível montar um core fixo?
2.4. Vantagens/Desvantagens de cada classe/spec

3. Mapas e suas particularidades
3.1. Arathi Basin
3.2. Twin Peaks
3.3. Warsong Guich
3.4. Battle for Gilneas
3.5. Eye of The Storm 2.0

4. Addons obrigatórios para Rated Battlegrounds
4.1. Battleground Targets
4.2. Plate Buffs ou Tiny Plate Buffs

5. Conclusão e agradecimentos

- Fim do Sumário -

- 1. Introdução -

Inicialmente, gostaria de cumprimentar aqueles que irão se dispor a ler esse guia. Tenha em mente que esse guia está sendo escrito por mim, que não sou nenhum player extraordinário no PvP, muito pelo contrário, me considero um player de nível médio. O máximo de rating que cheguei na season passada (11) foi 2220 em RBG, mas, no decorrer dessas partidas pude adquirir um vasto conhecimento sobre a mecânica desse estilo de PvP ranqueado, bem como pude conhecer dezenas de táticas que podem levar a vitória.

Atualmente, na season 12, estou com 1974 de rating.

Então, espero que curtam o guia e se possível façam as devidas sugestões, colocando, se possível, motivo e argumentos pela mudança.

- 1.1. Breve história dos RBG's -

Como todos sabem, a primeira forma de PvP ranqueado proposta pela Blizzard foi a Arena, onde os players jogam em formação 2v2, 3v3 e 5v5.

A partir do Cataclysm, a Blizz lançou o conhecido Rated Battleground, onde os jogadores se enfrentam nos mapas de Battlegrounds padrões da Blizzard, com grupos pré-moldados.

Na origem, os RBG's tinham 2 (duas) formatações possíveis, sendo que as mesmas variavam conforme a semana, 15v15 e 10v10, sendo que era até possível jogar em Strand of the Ancients.

Segundo a própria Blizzard, devido a superior popularidade do 10v10, o 15v15 foi EXTINTO, e o mapa Strand of the Ancients foi retirado do "circuito" dos RBG's, restando somente Warsong Guich, Twin Peaks, Eye of The Storm, Gilneas, e Arathi Basin, ou seja, da forma como é atualmente.

Com os "Mistos da Padaria" e seus novos BG's (Temple of Kotmogu e Silvershard Mines), os RBG's sofrem uma sensível transformação, já que o estilo de jogo desses dois novos battlegrounds é deveras distinta dos antigos que faziam parte do circuito de Rated Battlegrounds.

- 2. Composição de cores -

- 2.1. As melhores classes para RBG's -

Via de regra, não há classe superior a outra dentro dos Rated Battlegrounds, o que existe, são classes mais úteis dependendo a formatação do seu grupo.

Atualmente, NÃO EXISTE COMPOSIÇÃO DOMINANTE em Rated Battlegrounds. É possível ver de tudo. Melee combinado com caster; Caster combinados com 2 melees (rogue e dk ou dois dks); Puro Caster; Puro melee. Isso é simplesmente MARAVILHOSO. A season 12 trouxe a realidade dos rated battlegrounds uma nova dinâmica de jogo, já que desfez o "feijão com a arroz" da necessidade de montar um Dot Cleave para ser competitivo nos RBG's.

O que NÃO MUDOU? Ainda se joga com 3 healers, 1 tank e 6 DPS... ou então 4 healers, 1 tank e 5 DPS. A regra é BASICAMENTE essa. Qualquer time de RBG competitivo vai ter uma dessas duas composições

- 2.2. Flag Carrier, Healers e DPS -

Pelo que se vê dos cores de RBG, o pessoal continua preferindo trabalhar com um Warrior de Flag Carrier/Tank. Veja bem: o War poderá ser utilizado como Tank em mapas como Arathi Basin, Gilneas e Eye of The Storm, a fim de que o mesmo fique em uma base capturada prevenindo o time adversário de roubar a base até que cheguem reforços.

Mas, na season atual, estamos observando vários DK Blood como FC, sendo que muitas equipes até o preferem. É uma questão totalmente pessoal já que, na minha opinião, depende também da pessoa que está atrás da tela. Não adianta querer colocar um warrior cotoco...

Quanto aos healers, a season atual trouxe uma verdadeira REVOLUÇÃO: A trindade majestosa (disc priest; pala holy e resto shaman) foi DESFEITA. Tanto Resto Druid como Monk Healer vieram COM TUDO nos Rated Battlegrounds.

O Resto Druid teve um substancial buff em sua sobrevivência e mobilidade, fazendo com que seu único defeito na season passado (morria muita fácil) fosse deixado para trás.

O Monk Healer, uma classe totalmente nova, é um healer que está deixando muito healer "de cara", já que ele tem uma mobilidade incrível, uma sobrevivência muito boa e cura feito uma.. enfim.

Dos cinco healers, tenho na minha modesta opinião que, atualmente, o pior deles é o disc priest. Lembrando que na season passada a maior utilidade do disc priest era spammar mass dispel. Como o mass dispel está com CD alto (15s) e Dot Cleave já não assusta como antigamente... somado ao fato de que está realmente fácil de deixar um Disc Priest.. bem, digamos que o Disc Priest é o mais fraquinho dos healers citados.
- 2.3. É possível montar um core fixo? -

É um sonho para muitos brasileiros. O que vejo muito nos realms BR são dificuldades para montar grupos de Rated Battlegrounds, tanto pela falta de quantidade quanto pela falta de qualidade.

Tem muitas pessoas que nem sabem o que é um Rated Battleground, e jogam WoW a bastante tempo.

Lembro uma vez, na minha antiga guild, puxei um RBG Low Rating com alts e um player (level 85 e com 70k de HK's) pediu pra entrar no grupo e quando faltava só um ele falou (sério): "Põe no Queue ae... já tem nove".

As pessoas simplesmente não se informam, querem jogar RBG mas não se prestam para ler um pouco sobre o assunto, entender o que é, qual a diferença para os Battlegrounds normais.

Jogar RBG exige dedicação, leitura, é uma forma de PvP tão dedicada quanto o PvE.

Mas, voltando ao assunto principal do item, é possível sim montar um core fixo, desde que você encontre 9 pessoas que tenham o compromisso de aparecer no horário estipulado e, SEMPRE avisar caso irão faltar.

RBG é compromisso. O RBG é como se fosse um futebol que você joga com seus amigos, se você não aparece, provavelmente os outros 9 vão ficar esperando você. É preciso ter responsabilidade, o que falta para muitos players de WoW.

Lembrando que com a adição do PvP Power e o desaparecimento (pelo menos por enquanto) do uso dos itens PvE no PvP, a comp. feijão com arroz "Dot Cleave" OBRIGATÓRIA na season 11 está BEM nerfada na season atual.

O que está contando na atual season é BURST. Tem que partir a cara do inimigo antes que ele consiga dizer a palavra "BURST".

- 2.4. Vantagens/desvantagens de cada classe/spec -

Bom, como todos sabem, muito embora a blizzard se esforçe (sic!) para deixar as classes balanceadas, podemos observar que há certas vantagens em usar determinada classe na composição dos cores de RBG. É interessante ressaltar que geralmente essas vantagens variam de season para season, sendo que a classe "fraca" dessa season pode ser a top da próxima season (eu avisei!). Vamos pormenorizar:

- Death Knight

Blood: Para equipes que levam a sério RBG só serve para Flag Carrier, tendo um desempenho muito bom, tendo menos mobilidade que um Warrior mas possui alguns mecanismos a mais de resistência (Death Strike Spam, Icebound Fortitude, Anti-Magic Shell, spam de Lichborne+Death Coil etc).

Frost: Excelente specs para RBG. O Frost possui um excelente spam de AOE, com o seu Howling Blast, além de possuir um burst muito forte. Praticamente 80% dos times que enfrentei nessa season tem pelo menos um DK Frost atuando. Algumas equipes (mmr 2100+) estão jogando com 2 DK Frost, demonstrando o prestígio dessa classe/spec em RBG's.

Unholy: Os danos das diseases do Unholy está REALMENTE ALTO, mas não possui um burst tão efetivo quanto o Frost DK. Tem a vantagem de ter ganho baseline os 20% de mounted speed. Se não me engano, vi uma equipe utilizando DK Unholy nessa season, todas as outras apostando no DK Frost. É uma spec que exige bem mais "dedos" do que Frost/Blood DK.

- Druid

Resto: O healer mais sabão dessa season Possui uma mobilidade boa (pelo disentanglement), um CC spamavel (Cyclone) e algumas skills MUUITO úteis (displacer beast, typhoon, blind em área..). Druid está uma PIADA, principalmente por um fator: SYMBIOSIS!! Agora druida blocka, dá deterrance, feral dá divine shield, moonkin dá dispersion... enfim, uma PIADA. Aguardemos o nerf de Symbiosis. hehe

Balance: Era a classe mais joga na DoT cleave season passada. Hoje está uma classe/spec balanceada como a maioria das classes de DPS. Lembrando que o grande diferencial de balance é o mesmo do resto, SYMBIOSIS. Possui o CC spamável mais apelado do game (Cyclone) e uma enorme capacidade de dano (com DoT's principalmente). Solar Beam ganha jogo hein.
Feral: Vamos refletir por um minuto e sempre pensar em uma coisa. Feral agora tem Divine Shield. OMG?! REALLY!? Sim. Feral, através do Symbiosis usado em Paladinos ganha.... DIVINE SHIELD. Sim, se durante o RBG, vocês estiver deletando um Feral Druid e alguém falar no TS "O Feral bolhou!" não precisa kickar ele do seu core, não precisa xingar de noob, pois provavelmente É VERDADE! Sim. O gatinho fica imune! Tirando a parte roubada... o feral está (muitas vezes) melhor que o Rogue, sendo que muitas equipes estão colocando feral druid em vez de Rogue. O burst dele está fenomenal, lembrando que acumulando stacks ele pode dar um cyclone instant... e os talentos de druid deixam ele com uma utilidade incrível. E tem mais uma coisa que eu não falei ainda (desculpa): DRUIDA FERAL TEM BOLHA!

- Paladin

Holy: Continua sendo um EXCELENTE healer. Tendo em vista que a "Crusader Aura" non ecziste mais, e agora somente Paladinos e DK's montam 20% mais rápido, é muito interessante perceber holy pala e dk são as melhores classes pra backup e pra movimentação entre flags (arathi basin) e entre pontos de captura (silvershard mines por exemplo). Além disso, não esqueça que você pode montar na "motinha" ou no elefante gigante e ir de carona com eles! SIM, ISSO FUNCIONA NO RBG. No mais, pode dar, atualmente, duas blessing of freedom (talento clemency), ou duas blessing of protection.. enfim, continua MUITO BOM.

Protection: Definitivamente não aconselho como Flag Carrier.

Retribution:É dependente de cooldowns para executar seus melhores ataques (burst), mas tem uma grande vantagem nessa season, que é a impossiblidade das "asinhas" serem dispeladas ou roubadas, mas possui um bom self-heal e uma boa resistência (Sacred Shield, Divine Shield, Divine Protection, Word of Glory), nas mãos certas é um excelente membro para RBG (principalmente pras comps que priorizam o burst).

- Shaman

Restoration: Repetindo as palavras utilizadas no Holy Pala, continua sendo muito bom para Rated Battlegrounds. Um spirit link totem salva cores de serem desfeitos!

Enhancement: Não posso (ainda) tecer comentários pois não vi nenhum na season atual em RBG.

Elemental: É praticamente o Darth Vader! É RAIO para tudo que é lado. Está muito bom na season atual (dano muito forte) mas continua com problemas de sobrevivência (os cd's defensivos são muito fracos). É uma classe muito peculiar por possuir o melhor knockback do game, o Thunderstorm (ver no wowhead detalhes), que é excelente para mapas como Eye of The Storm, Twin Peaks, Arathi Basin e Silvershard Mines (new!).

- Rogue

Com o deslocamento de preparation da árvore subtetly para a árvore acessível a todas as specs, subtetly perdeu um pouco do prestígio.. sendo que estamos vendo vários subs e vários assassinations nas Rated Battlegrounds. Combat simplesmente não se vê. É uma classe que necessariamente precisa ser jogada por alguém INTELIGENTE, um Rogue esperto faz toda a diferença em um grupo de RBG. Seja dando redirect no stun na hora certa, dando blind, soltando aquela smoke bomb que vai ferrar com o range dos healers adversários, enfim!

Uma grande vantagem do rogue nessa season (principalmente para a abertura) é o Shroud of Concealment, que dá invisibilidade a todos os que estão em volta do rogue por volta de 15 segundos.

- Mage

O que se vê nos Rated Battlegrounds são FIRE MAGE e FROST MAGE, principalmente este último. Com o nerf da comp. dot cleave e com os dispels limpando TUDO, ficou realmente complicada a situação do mage, já que um simples dispel zera o seu combustion.

Já Frost Mage não é tão dependente de Dot's, sendo somente dependente do Shatter (todos os mages tem. sim.) para dar um burst incurável.

Porém, a classe continua, na minha opinião, indispensável para Rated Battlegrounds. Ring of Frost é tenso.

- Warlock

Grande Warlock. Passou uma transformação substancial no Pandaria. Estamos vendo em RBG principalmente duas specs de Warlock: Affliction e Destruction. PRINCIPALMENTE DESTRUCTION. Não se vê demonology em jogos de nível mais alto (2k+).

A motivação dessa escolha envolve dois fatores:

1) Nerf da DoT Cleave, fazendo com que seja meio "desnecessária" a proteção dos dot's pelo Unstable Affliction.
2) O AoE do Destruction é estarrecedor. Fora que com burning embers acumuladas, um chaos bolt simplesmente destrói um target. Destruction = burst.

- Warrior

Protection: sem sombra de dúvidas o flag carrier preferido entre 9 a cada 10 dentistas! Possui uma mobilidade excelente! Intervene, Charge, Heroic Leap, Shield Wall, Fear... várias habilidades que o tornam único para carregar uma bandeira! Além de ser um EXCELENTE protetor de bases em Arathi Basin, Gilneas e EOTS.
Fury/Arms: Em mais de 150 jogos em RBG nunca vi um Fury Warrior em RBG, obviamente porque a spec é voltada para o PvE. O Warrior Arms foi muito buffado nessa season. Shockwave de 20 segundos? Check. Second Wind bombadão? Check. Possibilidade de stackar tantos cd's que com um ataque pode tirar mais de 300k de hp de alguém? Check. O burst do warrior está MEDONHO... e ele ganhou muita mobilidade com double charge ou charge com CD de 12 segundos... entre outras coisas. Recomendadíssimo.

- Hunter

/petattack
/cast Rapid Fire
/cast blood fury(racial)
/use Malevolent Gladiator's Badge of Conquest
/cast Bestial Wrath
/cast Silencing Shot
/castsequence intimidation, stampede, lynx rush, readiness, lynx rush, kill command, arcane shot, arcane shot
ez win dudes really.

E seja uma feliz BM Hunter.

- Priest

Discipline: Está bastante nerfado em relação a season passada. Dos cinco healers, atualmente é o menos procurado, pela virtual fraqueza.

Shadow: Uma spec que está muito boa nos RBG's. Mudou um pouco o estilo de jogo da season anterior, mas está sendo muito procurada. Ganhou algumas ferramentas a mais de sobrevivência.

- Monk

Das 3 specs de monk, até o momento só vi uma em RBG. O Monk Healer. E ele está REALMENTE BOM. Mobilidade excelente, sobrevivência excelente, healing done excelente. Enfim, está muito bom o monk healer. E jamais stune ele (prefiro deixar pra vocês descobrirem o porque).

- 3. Mapas e suas particularidades -

- 3.1. Arathi Basin -


Esse é um mapa onde envolve um tanto de simetria e inteligência por parte dos jogadores. As bases possuem uma distância considerável entre si e, por isso, é muito importante que sejam dados os calls (chamados por reforços) o mais rápido possível.

Uma base muito importante para se controlar em Arathi Basin é Lumber Mill, pelo seu rápido acesso a Blacksmith, já que os players podem ser buffados com Levitate (Priest) ou Slow Fall (Mage) e pular diretamente para BS.

Outro fator importante: Se o time tem vários Priest e ainda um Elemental Shaman e/ou Moonkin, CUIDADO! Com Mind Control o Priest pode te controlar e te fazer se jogar do precipício, além disso, o Ele Shammy e o Moonk podem te "ejetar" de cima de LM utilizando, respectivamente, Thunderstorm e Typhoon.

Um pequeno adendo: se você não conhece exatamente como funciona uma skill de outra classe (presume-se que você conhece TODAS as da SUA CLASSE antes de jogar RBG) pesquise em sites como www.wowhead.com, lá você vai encontrar, por exemplo, a que distância que o Thunderstorm atira você, o cooldown, etc...

O que geralmente acontece em Arathi Basin: Cada um dos times manda um player para capturar/cuidar de Stables/Farm, geralmente é escolhido uma classe que possua PET, porque? Dessa forma, é evitado que um Rogue consiga um ninja cap, pois, o Rogue possui uma vasta gama de habilidades para deixar você fora de ação, fazendo com que ele possa facilmente roubar uma base da sua equipe. As melhores classes para cuidar bandeira são: Hunter (top), Frost Mage, Warlock e DK Unholy, além, é claro, do Tank da sua equipe.

Em seguida, os rogues de cada equipe são enviados para mines a fim de que disputem a bandeira de mines (lembrando que mines possui um acesso péssimo, sendo que dificilmente é o maior foco de ambos os times, o motivo maior de que sejam enviados os rogues para lá é para EVITAR que o outro time capture e, dependendo da situação, capturar a mesma).

Para Blacksmith, geralmente é enviado o Tank da equipe com 2 ou ATÉ os 3 healers do Core, a fim de prevenir que a equipe adversária capture a bandeira (já que você não vai ter DPS, não vai matar ninguém, mas com 3 healers e 1 tank vai segurar o time deles por muito tempo.

Para Lumber Mill (a base mais importante, na minha modesta opinião), é enviado o GROSSO do DPS de ambas as equipes, a fim de que seja disputada a bandeira mais importante do mapa.

Quero deixar bem claro que eu sempre me refiro a GERALMENTE, porque nem sempre isso acontece. Algumas vezes, quando o time adversário possui muitos priest, moonkins e elemental shaman é melhor mandar a força bruta para BS e tentar fazer Farm, BS e Mines (supondo que você seja Horde), sendo que o decorrer da partida será bem mais complicado.

Se você observar o mapa de Arathi Basin verá que (não resta dúvidas) os melhores pontos para manter sobre seu domínio são Farm/Stables + BS + Lumber Mill, porque são as 3 bases que possuem a menor distância entre si, facilitando a chegada de reforços quando a equipe adversária está tentando zergar sua base.

Vídeo explicativo (créditos Cabelera): http://www.youtube.com/watch?v=-TO8AeWM1kc

- 3.2. Twin Peaks -

Um mapa de capturar a bandeira. Ganha, simplesmente, quem bater mais. Nesse mapa, o seu flag carrier vai capturar a bandeira (que óbvio, né?).
Nesse mapa, as classes que possuem Crowd Control (CC), como Mage (Polymorph), Druid (Cyclone), Warlock (Fear). As outras classes que possuem CC (DK Frost, Priest etc) também podem desempenhar fundamental papel no controle dos adversários mas, preferi citar as classes que possuem CC sem cooldown, sendo que podem deixar SEMPRE alguém no CC (não preciso ensinar sobre diminishing return, porque esse guia não é para isso, PESQUISE!).

Uma coisa interessante, e que provavelmente vai definir o vitorioso desse mapa é a primeira batalha, ou então, se o seu time ou o time adversário vai tentar ir pra porrada logo no começo do RBG. Uma coisa muito peculiar de se mencionar (créditos ao Cabelera) é que você deve fazer o possível para trazer a batalha para o SEU lado do rio. Até porque atravessar um rio com um jamantoso te batendo não é fácil não.

Assim como nos outros, é fundamental que seja chamado (é necessário um #**#sta segundo alguns players do meu core) o target principal do DPS. O player que será responsável por chamar o target tem que falar a TODO momento em que se deve bater e os outros devem OBEDECER, NÃO DEVEM CONTESTAR, a menos que seja um erro GROTESCO. A pessoa que foi eleita para chamar o target deve ser SEMPRE obedecida.

Gostaria de lembrar a quem não sabe que num dos cantos de Twin Peaks há um precipício, onde é possível jogar os players adversários para voarem. É uma posição muito boa para executar determinadas táticas (se o seu time tem Elemental Shaman, Priest e Moonkin, claro).

No mais, esse mapa não tem muito o que acrescentar, além, é claro, de que quanto MAIS tempo o seu FC e o FC adversário estão segurando a flag, mais dano eles irão receber, devido ao debuff "Focused Assault" que é adicionado aos Flag Carriers no decorrer do tempo.

Vídeo explicativo (créditos Cabelera): http://www.youtube.com/watch?v=WOT1w4id1YA

- 3.3. Warsong Guich -

As mesmas considerações feitas no Twin Peaks podem ser adicionadas a Warsong Guich, exceto as referentes a precipício, já que não há precipício em WSG, para infelicidade dos Shamans Elemental e Moonkins!

Como em TP, ganha quem bate mais.

Uma coisa interessante de se mencionar sobre esse mapa é a GRANDE utilidade que os Priests tem na defesa. A forma como é disposta as bases (tanto Ally como Horde) de Warsong Guich, permitiram convencionar entre os players de que em cada base há 3 andares, sendo, que é possível para um Priest PUXAR um player do 1º andar ao 3º andar ou vice-versa, frustrando um ataque da equipe adversária.

Lembrando que da mesma forma que o Priest pode puxar um amigo com Leap of Faith um DK pode puxar um inimigo com Death Grip, portanto, cuidado.

Além disso (os Moonkins e Ele Shammy piram!), é possível ser "ejetado" do 3ª andar pelas habilidades de knock back daquelas classes, usando do Typhoon e do Thunderstorm, além, é claro, do famoso Mind Control do Priest!

No mais, o básico já foi mencionado no item Twin Peaks, sendo que uma leitura no item anterior irá sanar as dúvidas básicas sobre o mapa.

Vídeo explicativo (créditos Cabelera): http://www.youtube.com/watch?v=9k6HWz1yya8

- 3.4. Battle for Gilneas -

O meu mapa favorito. Em Gilneas, a exemplo de Arathi Basin, você possui bases para controle. A única diferença é que em vez de 5 bases, são somente 3 bases.

Esse battleground é geralmente o mais rápido de todos. Se uma equipe consegue capturar 2 bases logo nos primeiros minutos e segurar até o final a partida irá durar no máximo 10 minutos.

Geralmente a equipe que consegue capturar Lighthouse + Waterworks (caso seja ally) ou Mines + Waterworks (caso seja Horda) vence a partida, pois, por serem somente 3 bases em jogo, os calls para reforços são muito fáceis de serem dados, e os ninjas cap são muito difíceis de serem executados.

Basicamente o que é necessário nesse mapa é o time ter harmonia no target (focar o target certo na hora certa), porque, por exemplo, se ambos os times mandarem seu DPS grosso para WW, deixando 1 cuidando de mines/lighthouse, vai ganhar quem bater mais, quem der os melhores CC's. Quem AFUNDAR o time adversário.

O erro é imperdoável em Gilneas. Se você tem duas bases e permite que o time adversário faça um ninja cap, seu time MERECE perder, porque vocês jogaram mal. Quando você tem 2 bases e a equipe adversária está atacando uma das suas bases a fim de roubá-la, tenha em mente uma coisa, ALGUÉM DA EQUIPE DELES VAI ESTAR TODA HORA TENTANDO ROUBAR A FLAG, então é FUNDAMENTAL que seja dado o tão famoso "AoE na Flag", onde os players ficam soltando spells de área perto da bandeira a fim de prevenir que um inimigo capture a mesma.

Não existe o tão dito pelos players (depois que o inimigo roubou a flag embaixo de 3-4 players da sua equipe): "Eu não tava olhando a flag".

Em mapas como Gilneas e Arathi Basin você tem que SEMPRE olhar a flag, SEMPRE. Cuidar a da flag é seu primeiro objetivo, o segundo (caso seja DPS) é derrubar o foco da raid.
Vídeo explicativo (créditos Cabelera): http://www.youtube.com/watch?v=yAObyF9Ty0w

- 3.5. Eye of The Storm 2.0 -

De todos os RBG's, esse, sem sombra de dúvidas, é o mais complicado de se jogar, pela enormidade de táticas que podem ser aplicadas a ele.

Primeiramente, é necessário deixar claro que o Eye of the Storm que é jogado em RBG é diferente do EOTS dos Battlegrounds Normais.

Nos BG's normais, você tem 4 bases de controle, que você assume o controle pela quantidade de players da sua equipe que permanece na base, sendo que é feita uma relação com os players da equipe adversária que também estão na base e, além disso, há uma flag que você pode capturar (no meio do mapa) que irá lhe dar pontos proporcionais ao número de bases que você possui em seu controle (quanto mais bases, mais pontos).

Nos Rated Battlegrounds, a grande diferença é que as 4 bases de Eye of the Storm possuem bandeiras capturáveis, nos mesmos moldes de Arathi Basin e Battle for Gilneas, além de uma bandeira no meio do mapa nos mesmos termos dos BG's normais.

Nesse mapa (assim como em Arathi Basin) é muito interessante você ter um rogue BOM, porque há uma vasta gama de possibilidades de "ninjas cap".

Para ganhar esse mapa é preciso ter um time muito inteligente, porque é difícil para o líder do core comandar todo o mapa, até porque são 4 bandeiras controláveis e 4 bandeira capturável no meio do mapa. A intuição e a capacidade de iniciativa de cada player é fundamental nesse mapa, LEMBRANDO, que se o seu líder der uma ordem, OBEDEÇA, a menos que você veja que será um ERRO TREMENDO (tipo deixar uma base de controle sozinha porque o líder pediu pra você ajudar no DPS, mas não percebeu que só tem você pra cuidar da base, créditos ao Durass por já ter feito isso!).

Uma coisa a ser mencionada: se possível, SEMPRE retire a insignia (corpse) dos corpos dos inimigos adversários, prevenindo um Battle Ress ou que o inimigo venha do cemitério e resse no corpo (não tendo que aguardar o tempo do Spirit Guide). Sério, essa atitude pode ser a diferença entre a vitória e a derrota.

Uma outra diferença que não mencionei entre o EOTS normal e o de RBG é que no meio do mapa (onde fica a flag capturável) não é totalmente aberto para os lados, possuindo pedras que previnem os players de serem ejetados por knock backs.

Mas, ainda é possível em determinados pontos mandar os inimigos para o precipício, treine isso!

- 4. Addons obrigatórios para Rated Battlegrounds -

Vou mencionar, dessa vez, somente dois addons que considero fundamental para jogar RBG, se quiserem que seja adicionado outros, é só dizer, acompanhado de uma explicação se possível!

- 4.1. Battleground Targets -

Bom, esse addon é vital para qualquer um que queira ter um desempenho mínimo em Rated Battlegrounds.

Ele é um addon que mostra de forma prática os 10 inimigos. Não irei fazer muitas considerações sobre o funcionamento dele, até porque, gostaria de citar (com a devida licença) um vídeo do player Cabelera onde o mesmo explica (de forma contundente) o funcionamento e utilidade do mesmo:

http://www.youtube.com/watch?v=pNdkDJX9bnA&list=UUyT--bQ4DpSuknkNSIEBv3w&index=16&feature=plcp

- 4.2. Plate Buffs ou Tiny Plate Buffs -

O objetivo do uso desses addons são para que você tenha noção de quais debuffs que o seu target está sofrendo. Com esses addons, é mostrado acima do life (nameplate) do adversário os debuffs SEUS que ele está sofrendo bem como os CC's SEUS e do seu core.

É FUNDAMENTAL você saber isso para não QUEBRAR o CC.

Procure no WoW Curse qualquer um desses addons.

- 5. Conclusão e agradecimentos -

Bom, concluo deixando bem claro que esse guia não tem o objetivo de ser uma coisa absoluta.

O que foi escrito acima é fruto de leitura e experiência de mais de 120 partidas (com main e alt) de RBG nessa season.

Se observarem qualquer erro terei a humildade de reconhecer (se realmente estiver errado) e corrigir nesse guia.

O público foco desse guia não são os players que estão COMEÇANDO a jogar WoW, mas sim os players que estão COMEÇANDO a jogar RBG!

A linguagem utilizada é o EN-US, que é o que a GRANDE maioria da galera que bate PvP utiliza.

Gostaria de agradecer o pessoal da minha guild, Inferno, pela parceria e pela responsabilidade com que tratam o PvP ranqueado na guild, especificamente ao Matacobra/Roirann, Cafajeste, Monks, Durass, Santoryuu, Infecção, Pehte, Akyvasha, além de outros players que me ajudaram muito no PvP mas que não são da guild, como Cabelera, Pélor, Hawkk, Uvood, Chipsahoy... entre outros!

Recomendo que visem o canal do cabelera no youtube, onde é demonstrado de maneira prática e simples vários aspectos de PvP ranqueado, como addons, partidas ao vivo, comunicação pelo microfone, até assunto sobre o beta do MoP.

Visitem: http://www.youtube.com/user/CabeleraPVP

Sendo assim, me despeço pessoal e espero sugestões!
Reservado.
- Atualizações -

- Adicionado item "2.4. Vantagens/Desvantagens de cada classe/spec" (data da atualização 16/04/2012)
- Atualizado do item "1" ao item "2.4." de acordo com a season 12 (data da atualização 18/10/2012)
Muito bom!
Não li tudo mas parece ser muito bom o tópico. So faltou por as versões em português dos nomes das arenas pelo menos e por uns links com fotos com um ou outro print explicativo. Apesar de esse negócio de ranked nos jogos da blizzard não ser para meros mortais...
Ótimo post rpz. Mereceu um Curti. Parabéns pela iniciativa.
13/04/2012 10:46Citação de Rhane
Não li tudo mas parece ser muito bom o tópico. So faltou por as versões em português dos termos em inglês e por uns links com fotos com um ou outro print explicativo. Apesar de esse negócio de ranked nos jogos da blizzard não ser para meros mortais...


Na conclusão eu faço uma citação do motivo de ter utilizado os termos em inglês.

Realmente posso ver daqui uns dias e colocar junto todas as traduções, mas isso é coisa pra daqui uns dias, primeiro que ver a aceitação do pessoal sobre o tópico!

E sobre fotos e prints realmente é uma coisa que quero adicionar na medida que for atualizando o tópico!

E tipo... sobre o ranked não ser para meros mortais a questão é uma só: dedicação. Para bater PvP em RBG você precisa treinar, aprender, se aperfeiçoar.
nao é pra qualquer 1? nada sô.... é so começar a fazer que o trem anda!
Boa cara. Deu preguiça de ler tudo. Mas foi muito boa!!!
belo! Só li os esclarecimentos, as táticas e funcionamento dos rbgs eu conheço, só li pra ver se realmente vale a pena aos novatos interessados no PvP, e vale!
e além da dot cleave e meele cleave temos a comp focada no damage em burst... com dps´s brutos que passam igual rolo compressor um por um rsss

Druid resto está realmente COMPLICADO, não que esteja RUIM, só está dificil de se usar, pra subir na rating com resto druid o player precisa ter total conhecimento da classe e suas habilidades, explorando cada forma do druid
É, o "burst cleave" tem que ter um bom elemental shaman... já vi times com 2... é um burst dos infernos!
E também não seria bom você incluir o TargetAssist? É Bem melhor pra cantar targets.
Buenas Toby,

Tendo o battlegroundtargets acho desnecessário o Target Assist, porque vc não vai focar no cara que alguém da sua equipe estiver focado, você vai focar em quem o líder da equipe cantar no teamspeak, ventrilo, raidcall! E, tendo o BGT é só clicar no HP do adversário!

Não achas?
Parabéns velho, jogo wow ha um bom tempo e não é todo dia que vemos um tópico útil e dinâmico gostei muito e principalmente da forma em que foi descrito. Parabéns mesmo.

Junte-se à conversa