Geração Leitim com Pêra

Geral
1 2 3 7 Próxima
Já à tempo que venho querendo colocar em discussão a falta de FAIR PLAY que vem aumentando dentro do WOW. Players se agredindo a todo momento. Dificilmente você consegue entrar em algum mapa de Pandaria sem ver a molecada se xingando no general. Isso mesmo, molecada, pois quem faz isso é moleque.

Jogo wow à tempos, desde a boa época do songão, e observo que realmente os comportamentos estão bem diferentes. Havia mais cordialidade no wow. A galera se ajudava, se respeitava mais (tinha trolls mas não eram tantos). E quem joga a mais tempo que eu já me falou o mesmo. Quando tinha alguém com dúvidas e pedia ajuda no general, sempre aparecia alguém para ajudar. Vinha grupo Ally matar nego low level e a horda ia lá defender o cara. Hoje, caso alguém pergunte algo no general, ou peça ajuda com certeza vai receber trollada. Vão falar algo do tipo: "Se vira ai Noob".

Abrindo um parênteses aqui: Na boa, uma das primeiras coisas que aprendi no wow foi não chamar os outros de Noob. Pega muito mal pra você. Mostra que você é um babaca (desculpe a palavra, mas é essa mesma) e mostra uma tentativa de auto afirmação, tentando virar um player experiente diminuindo os outros. Nunca vi um player bom chamando ninguém de Noob.

E agora a nova modalidade de falta de Fair Play, observado no Modo LFR: Tank puxa o boss sem explicar nada da luta para ninguém. E se alguém fizer algo errado, vai ser compulsoriamente humilhado e até kickado. Não estou defendendo quem não estudou a luta, estes realmente atrapalham o jogo. Estou falando que é dificil fazer tudo certo das primeiras vezes que faz o boss, mesmo no LFR. O problema que levanto é a tolerância zero, a falta de paciência dos jogadores experientes com quem nunca fez a RAID. Isso mostra que o problema não é só com os Brazukas. É um problema geral no wow.

E ai entro na nomenclatura do tópico. Tomei a liberdade de denominar essa nova geração de players de: "Geração Leitinho com pêra". Um bando de egoístas, mimadinhos, "criadão com a vó" e principalmente covardes da internet, que se escondem atrás de um personagem para trollar a vontade. Isso se observa bastante nos comentários deste fórum.
Já vi vários tópicos que poderiam gerar discussões muito boas, sadias e que certamente iriam contribuir muito para o jogo, serem literalmente destruídos por um exército de "leitinhos com pêra" trollando quem criou o tópico e se agredindo no decorrer deste. A conclusão são sempre as mesmas: Ou a Blizz vê que o tópico ficou tosco e acaba fechando ele, ou os players sérios que poderiam gerar uma discussão boa, fogem deste tópico com medo de serem trollados e o tópico cais no esquecimento.

A meu ver, não tem como mudar essa geração. Leitim com pêra é sempre Leitim com pêra. E tem um verdadeiro exército deles por ai. O problema é como colocar freio neles? E ai infelizmente a responsa cai em cima dos ombros da BLIZZ. Ninguém hoje tem medo de ser reportado. Dão de ombros e rizada pra isso. Já ouvi vários players dizendo que não tão nem ai. que nunca viram ninguém ser penalizado pela blizz por falta de Fair Play. E realmente é esta a impressão que fica, porque eu infelizmente também nunca vi.

Concluindo, desculpe pela parede de texto, mas eu realmente não sei como resolver esse problema. Já quebrei a cabeça, mas não sei como. Já vi vários players bons, do clássico inclusive, deixando de jogarem este jogo por este e alguns outros motivos, e a cada dia eu caminho para isso.

Fica aberta a reflexão e a discussão.

P.S.: Acho que nem preciso pedir aos "Leitinhos com pêra" para ficarem de fora da discussão, não é mesmo...?
Concordo com cada palavra do que escreveu. Eu fico besta com as coisas que se lê no chat geral dentro do jogo.

Na boa, uma das primeiras coisas que aprendi no wow foi não chamar os outros de Noob. Pega muito mal pra você. Mostra que você é um babaca (desculpe a palavra, mas é essa mesma) e mostra uma tentativa de auto afirmação, tentando virar um player experiente diminuindo os outros. Nunca vi um player bom chamando ninguém de Noob.


Fiz questão de citar essa parte, ela é perfeita em cada sílaba.

13/11/2012 23:13Citação de Khelghar
O problema é como colocar freio neles? E ai infelizmente a responsa cai em cima dos ombros da BLIZZ. Ninguém hoje tem medo de ser reportado. Dão de ombros e rizada pra isso. Já ouvi vários players dizendo que não tão nem ai. que nunca viram ninguém ser penalizado pela blizz por falta de Fair Play. E realmente é esta a impressão que fica, porque eu infelizmente também nunca vi.


Ai entramos no cerne da questão. Não há punição, e se há, ela não é divulgada. Impunidade é a porta de entrada e o maior motivador para tais atitudes. Estará a Blizzard disposta a sacrificar a grande receita imediata por uma menor e mais fiel?
Realmente, a certeza da impunidade fortalece e justifica os trollzinhos. A impressão que fica do "report a player" é que é apenas uma ferramenta para pegar bots no game e afks em bgs, e nada mais.
Percebí que a Blizz não tá nem ai em vários tickets que tive como resposta coisa como: Não podemos fazer nada a respeito.
A BLIZZ que era uma empresa de Gamers for Gamers, virou "apenas mais uma de tantas" onde o esquema é ganhar grana e não mais se comprometer com a diversão do Gamer usuário.

"RIP old BLIZZ"
Concordo com cada palavra que você disse.

Claro que existem exceções.
Hoje pedi ajuda numa quest no /1 e um camarada me whispou e me ajudou de boa.

Mas eu vejo por ai muito do que você disse.

Acho que cobrar da Blizzard a solução é perda de tempo.
Acho que cada um deve fazer a sua parte,de modo construtivo e servir de exemplo.
Pedir respeito e maturidade de quem não respeita nem a si próprio é pedir um pouquinho de mais.....
A questão é que a grande maioria não sabe a hora, lugar e intimidade necessária para fazer certas brincadeiras.
Se você está entre um grupo de amigos, e um faz uma besteira, é normal e aceitável que todos o esculachem, mas logo depois todos riem. Pelo menos é assim meu gameplay.

A outra é questão, que é a mais dificil, é que na minha opnião essa geração (da qual vergonhosamente faço parte) de players de 14 até seus 20~22 anos ou até mais está perdida!

O que acontece? Eu desisti de tentar conhecer novas pessoas no jogo, desisti de TENTAR ler o geral e participar de alguma conversa e apenas ler discussões e rages de quem tem uma opnião diferente da minha.

Se você não pensa o mesmo que o cara, você é noob.

Hoje estava pensando nisso enquanto TENTAVA ler o tópico sobre os exploiters, vamos lá, era um tópico sério, onde deveriamos dar uma luz para a blizzard (porque nós que jogamos honestamente temos sim o dever de ajudar a empresa) acerca do que vem acontecendo.

E o que se viu? Briga de egos.

O problema maior acho que é esse, o ego dessas pessoas. Acho que a vida delas deve ser tão miserável que sentem necessidade em ser superiores e pisar nos outros dentro de um universo que se quer existe!

Atualmente eu tenho em torno de 07 amigos no jogo, já ouve época de ter mais de 20, mas conforme eles foram parando, eu não conheci novos em um ritmo suficiente para manter.
Prefiro ter poucos e bons.
Os amigos que fiz nos últimos tempos surgiram ou de amizades em comum ou de forma aleatória, não por necessidade de socialização in-game.

Enfim, acho que as pessoas com maiores poderes (no caso aqui a blizzard, mas em casa os pais) deveriam tomar mais atenção a isto, pois eu tenho medo de como será o mundo daqui a 20 anos.
Muito bom seu comentário Dukkao, é legal ver alguém da geração nova com a cabeça boa.

Estou com 27 anos e realmente estou assustado com essa geração. Esse codinome "Leitinho com Pera" é uma brincadeira que o pessoal de onde eu trabalho faz para chamar quem tem esta postura que é muito comum entre a nova geração. São características:

- Eles querem subir rápido e sem aprendizado;

- Esquecem ou nunca ouviram falar de valores como respeito e cordialidade;

- Acham que o mundo deve muito a eles e não o contrário;

- Têm um problema sério de personalidade e de auto identidade por sempre se esconderem atrás de um computador;

têm dificuldade de resolverem e encararem problemas e desistem com facilidade.

- E por ai vai...

Mas voltando ao WOW, a única forma da BLIZZ resolver isso é se ela se importar com isso. Por isso estou torcendo que alguém de lá possa ler esse tópico e responder algo.
Mas você não vê em nenhum lugar no site do wow incentivando o Fair Play. Se tiver, está escondido no meio de um monte de linhas nas regras do jogo. Sendo que deveria estar estampado na cara do site, e em letras garrafais.

Vamos esperar pra ver, a semente está plantada.
13/11/2012 23:13Citação de Khelghar
Jogo wow à tempos, desde a boa época do songão


Se não me falha a memória, o Warsong era o servidor mais troll que tínhamos (Barren Chat). Fato este que me levou a abandoná-lo logo nos primeiros meses de 2005 e ir para o Gurubash, que em 2011 acabou tendo o mesmo rumo. Mesmo aumentando a quantidade de trolls, quem jogou no "Songão" já deveria estar acostumado...

13/11/2012 23:13Citação de Khelghar
Tank puxa o boss sem explicar nada da luta para ninguém.


Você fala que não defende quem não estuda a luta, mas ao mesmo tempo quer que o Tank explique a luta, e reclama ao ser xingado ou kickado se ao errar alguma coisa por ter se recusado a pelo menos ver a explicação da luta antes de dar fila no LFR.

Não pretendo ser rude, mas...

Ficar ofendido por trollagem é o fim da picada, é tão ruim quanto ser leite com pêra... Considerando que estamos em um jogo, dê risada. O jogo é tudo uma brincadeira de faz de conta no fim de tudo. E o fórum, bem, pratica-se o senso crítico ao discernir entre comentários bons e trollagem. Pelo menos encaro assim, quando ao dizer minha opinião me chamam de fígado infeccionado por exemplo :D

E sobre não saber. Ninguém te obriga à saber tudo. Ninguém te obriga a ir no youtube e ver a explicação dos bosses ANTES de ir. Mas também ninguém é obrigado a carregar ninguém. Pensa assim, se alguém não se prestou a contribuir para a evolução da raid (gear condizente - não apenas ilvl; saber as lutas; spec e rotação certa), essa pessoa não pode reclamar se o pessoal não gostar e curtir.

Eu já fiz dessas, e já fui kickado. E entendi que eles tinham direito de não querer alguém despreparado para a Raid. Só que ao invés de reclamar eu fui me preparar. Na outra vez, tudo correu melhor (BEM MELHOR), e fechamos o lugar :D

Mas tenho que concordar contigo que o respeito in-game ja não existe mais. Você ajuda alguém que agrou mais mobs do que poderia aguentar, o cara sequer te cura ou te buffa. E ainda ri de ti de tu morrer...

Fazendo as diárias dos lavradores, vi um mago que agrou cervos demais quase morrendo. Cheguei, curei ele até 50%, buffei e agrei os mobs dele (eu estava só tirando o couro dos bichos que os outros matavam), assim ele matava mais rapido e eu teria meus couros mais rápido. Sabe o que ele fez? Deixou os mob que estavam com a tag nele, e foi matar outro grupo.... Quase morri (porque na época estava péssimo de gear), ele veio pegou o item de quest que ele precisava, não loteou os bichos e caiu fora.

Eu o whispei: "Brother, sou o druida que te ajudou ali, eu só queria o couro, tem como você lootear os itens aqui, por favor?"

Responta: "Não. Já terminei a quest. Eu não pedi ajuda, ajudou porque quis"


O que fazer então?! Partir para a próxima, ajudando quem precisar denovo. Já que a cada 2-3 vezes que tu ajuda alguém, recebe pelo menos um obrigado. Ou a cada 5-6 vezes que tu buffa alguém, ele devolve o buff. Complicado...
14/11/2012 08:46Citação de Patada
Mas tenho que concordar contigo que o respeito in-game ja não existe mais. Você ajuda alguém que agrou mais mobs do que poderia aguentar, o cara sequer te cura ou te buffa. E ainda ri de ti de tu morrer...

Mas não podemos perder a esperança. Vou até citar dois fatos inusitados que ocorreram comigo:

1- No lvl 4x, enquanto upava em eastern plaguelands, um jogador (não me recordo o nome) me whispou oferecendo um convite para ir até Stratholme com ele. Ele ia farmar reputação (ou a mount, ou os dois, não lembro) e perguntou se eu não queria carona pela XP e pelos itens. Sabe, ele me viu aleatoriamente no mapa e convidou! Pô, muita gentileza!

2- Neste último fim de semana estava em hellfire peninsula e achei um fel iron vein. Tinha um mob em cima do minério, eu desci e principei a matança do mob. Veio um jogador aleatório e parou, voando, ao lado. Na hora eu pensei: "pronto, perdi o minério", mas, pra minha surpresa o jogador disse: "Tá mineirando?", "Sim", "Ok" e saiu.
Após matar o mob e mineirar o veio eu whispei e agradeci cordialmente.

MUNDÃO DE AZEROTH AINDA NÃO ESTÁ PERDIDO.
Eu concordo com a falta de socialização/amizade que existe no jogo, porém como Patada disse, ninguém é obrigado a carregar os outros.

Todas as vezes que tentei ensinar uma galera a fazer tal boss ou tal mecânica, não obtive resultado nenhum. É MUITO difícil você encontrar alguém que está disposto a aprender, me sinto ensinando geometria analítica pra uma criança de 10 anos. E é impossivel colocarem uma punição por falta de fair play, me diz quantos players que querem aprender , e quantos desinformados, desinteressados e trolladores você já encontrou?

Na minha opinião essa falta de amizade é justamente pela falta de interesse que a maioria tem. A gente vê isso tanto no jogo quanto no fórum, difícil achar alguém que vai ler o seu texto inteiro, justamente por que falta interesse e entendimento.

Não se desculpe pelo seu texto, a leitura e a gramática são ótimas e está longe de ser uma parede de texto. Se ostente a ajudar quem realmente precisa, não vale a pena tentar ajudar desinteressados pois você vai receber as piores respostas.
Excelente tópico Khelghar.

O ambiente de jogo hoje em dia está hostil (com honrosas exceções, graças a Deus).

14/11/2012 01:48Citação de Khelghar
Estou com 27 anos e realmente estou assustado com essa geração.

Vc está com 27 e está assustado? Imagine eu, que estou com 40 e sou de uma geração em que, se algum colega falasse palavrão na rua quando uma senhora vinha passando, os próprios amigos o repreenderiam?

Infelizmente a comunidade no WoW é como na vida real: será tão cortez e civilizada quanto seus membros desejarem e no momento uma boa parte deles não deseja.

Cabe aos que pensam (diferente) dar um bom exemplo e nunca descer ao nível dessa turma.

Abraços
O que é normal pra você é estranho para eles, o que é estranho para você é normal para eles. O que acontece são atualizações no jogo que deixa o jogo com diferentes aspectos. Esses aspectos atraem um outro público, e o público antigo acha que o jogo perdeu sua "essência" porque a visão de jogo do player antigo é muito "fechada".

"Jogo 1" tinha uma jogabilidade diferente do que o atual "Jogo 9", mas isso não significa que ele é mais fácil ou mais difícil, e nem que os novos jogadores são completos incompetentes e retardados, significa que o estilo de jogo dele mudou um pouco para um público diferente.

Jogadores de WoW que começaram a jogar agora vão achar o jogo fantástico, mas talvez depois de 2 expansões eles estarão reclamando que o jogo mudou muito de novo, e assim virá um novo publico, dizendo que o jogo está fantástico... e assim por diante.

@Edit/Topic

Na maioria das vezes quem cria um ambiente hostil não tem nada a haver com a nova geração, e sim jogadores formalistas ou hardcores. Isso eu digo no LFR e LFD, agora se você está falando de /1 ou /2, SEMPRE vão existir retardados falando merda.
Eu geralmente gosto de ajudar "ensinando a pescar" em vez de simplesmente "dar o peixe".
Indico sites de pesquisa e formas de aprender por conta própria. Se depois de ler, o cidadão ainda tiver dúvidas, ai sim explico usando analogias ou o que for mais eficiente no momento.

Mas cara, é complicado. O futuro é negro. Ninguém tem responsabilidade.
Trabalho perto de uma escola pública e, quando vejo aquele bando de new hippies (alunos de 12 a 16 anos)... creio que esta na hora de formatar o mundo.
Eu já acho que esse comportamento sempre existiu. O que mudou, é que agora temos um número maior de brasileiros concentrados nos mesmos servidores. Com isso, o número de babacas acaba aumentando proporcionalmente com o número de players, e, se um babaca sempre consegue se destacar no meio de uma multidão, imagina um grupo de babacas.

Eu não culpo os novos jogadores que vieram com os servidores brasileiros, mas infelizmente, junto com eles, vieram os trolls e babacas. Acabam levando a culpa por tabela.

E isso não é algo que acontece apenas com brasileiros, no Gurubashi também tinha americano idiota, assim como no Aerie Peak. A diferença, é que incomoda mais quando é um idiota que fala a sua própria língua.
14/11/2012 09:13Citação de Mallignus
Vc está com 27 e está assustado? Imagine eu, que estou com 40 e sou de uma geração em que, se algum colega falasse palavrão na rua quando uma senhora vinha passando, os próprios amigos o repreenderiam?


Mallignus, somos da mesma geração, na minha turma também era assim.

E sobre não saber. Ninguém te obriga à saber tudo. Ninguém te obriga a ir no youtube e ver a explicação dos bosses ANTES de ir. Mas também ninguém é obrigado a carregar ninguém. Pensa assim, se alguém não se prestou a contribuir para a evolução da raid (gear condizente - não apenas ilvl; saber as lutas; spec e rotação certa), essa pessoa não pode reclamar se o pessoal não gostar e curtir.


Creio que o que ele queria dizer, e com o que concordo, é que o fato de ir ler e conhecer a luta não significa que a pessoa entrará e fará tudo corretamente. Um coisa é o conhecimento teórico, outro é o prático.
Essa nova geração é tensa hein...
"Minha dor é perceber
Que apesar de termos feito tudo
Tudo o que fizemos
Ainda somos os mesmos e vivemos
Ainda somos os mesmos e vivemos
Como nossos pais

(...)

Você pode até dizer que estou por fora
Ou então que estou inventando
Mas é você que ama o passado e que não vê
É você que ama o passado e que não vê
Que o novo sempre vem"
Bom...
Visto o Comentário de todos aqui, e, devido ao Título do tópico, resolvi deixar minha opinião, até mesmo pelo fato de um tópico MEU ter sido polêmico e um dos TROLLS que nele postava me chamar de "LEITINHO COM PÊRA" mas, mal sabia ele que eu possuo 35 anos, sou casado, tenho 2 filhos e tenho uma vida muito boa pra me irritar com certas trollagens... o que acontece é que, o pessoal que joga wow desde 1900 e antigamente se acham os donos da verdade e os que começaram a jogar quando wow veio para o Brasil, quer ser notado, resumindo em miúdos, um trola de um jeito e o outro trola de outro... como foi dito pelo criador do tópico, FEAR PLAY tah difícil, não que não exista, pois, já fiz muito PUGÃO de invasão na favela e o pessoal é sempre bem receptivo e explica as ações direitinho, agora, individualmente falando, desde que comecei a jogar WOW em novembro de 2011(vinda pro brasil) fora meus amigos de GUILDA aos quais tenho profunda admiração, conheci 3 pessoas in game, ou seja, fazendo quest e ou andando no MAPA, mas, nenhum deles se comunica mais comigo, pois, ou parou de jogar ou não os vejo mais online, ou to sendo ignorado, sei lá... o que quero dizer é, fazer amizade in game é difícil porque na maioria das vezes, quem tah no mapa tá na correria, e quem tah em algum ponto estratégico aka MURALHA, está ali aguardando algo, ou seja, não HÁ tempo para FEAR PLAY...

Veja o meu Exemplo:
Estou a quase um mês querendo entrar ou formar um grupo de RBG, deixei post em todos os fóruns de REINOS Brasileiros, sabem quantas pessoas entraram em contato comigo ou me whisparam para falar a respeito? bom, como é um número expressivo vou escreve-lo: "ZERO"

Ou Seja...
"Eu acho ÓTIMO não ter WoW no brasil. WoW vendido em loja com mensalidade que pivete vai poder economizar do lanche da escola pra pagar mensalidade com boleto vai ser a MORTE da comunidade do WoW. ESCREVE O Q EU TOU TE FALANDO!"

"Vc precisar de um cartão de crédito internacional e/ou ter as manhas de saber onde comprar game card é o que mantem essa corja chineleira do Ragnarok/Mu/L2 pirata longe do WoW, e eu espero que fique assim PRA SEMPRE"

- Alexion, em 2008, sobre a possibilidade de algum dia WoW ser vendido no Brasil
Parece que antes tinham mais adultos, agora temos crianças na faixa etária de 10 a 16 anos e outros retardados mentais que possuem mente de criança acima disso.

Junte-se à conversa

Voltar ao fórum