Copa América 2013: Resumo das Finais da 1ª Temporada

Copa América 2013: Resumo das Finais da 1ª Temporada

Quinta, sexta e domingo rolaram as finais da 1ª Temporada da Copa América de StarCraft II. Depois de uma eletrizante Fase de Grupos, restavam ainda na competição o peruano profissional Fenix, o chileno Jarppi, nosso Tunico, o argentino Gool, nosso outro Zerg ReasoN, o mexicano JimRising e os chilenos cKiLLeR e LsEbA. Vamos ao resumo dos confrontos.


Quartas de Finais

Fenix x Jarppi

O primeiro jogo deste TvT foi em Alvorada. Jarppi escolhe produzir Minas Viúvas com seu gás, e Fenix escolhe Vudus com Campo de Invisibilidade. Com um único Viking, Jarppi consegue anular as Vudus de Fenix, impedindo qualquer dano. Jarppi expande antes, espalhando muitas Minas Viúvas pelo mapa, causando muito dano às tropas de Fenix ao mesmo tempo em que lhe davam controle de mapa. Fenix começa então com drops de Morcegos Infernais, porém, não consegue causar dano algum com eles, muitas vezes perdendo também a Ambunave. O peruano escolheu o caminho "mech", enquanto que o chileno escolheu o tradicional caminho biológico. Jarppi se mantém sempre uma expansão à frente de Fenix. Entre alguns confrontos não decisivos, Jarppi prepara uma transição para Cruzadores de Batalha. Pego de surpresa, Fenix começa a  produção de Thors, que não são suficientes. 1x0 Jarppi. O jogo número dois, em Deserto de Akilon se desenvolve muito semelhante, tanto na dominação por Jarppi quanto na transição para Cruzadores de Batalha, que novamente pegam Fenix de surpresa. Desta vez, Fenix consegue acumular Thors e Minas Viúvas suficientes para afugentar as tropas de Jarppi. Mas a vantagem econômica do chileno prevalece, e quando se chega na marca de dezoito Cruzadores de Batalha com canhão Yamato em campo, não há quantidade de Thors que sobreviva. Jarppi 2x0. No terceiro jogo, Fenix escolhe uma composição biológica, e com ela, seus drops são muito mais efetivos. Em uma série de drops, ataques frontais e laterais, Fenix sobrepuja Jarppi com sua multitarefa, que não consegue os APMs necessários para se defender, e dá seu GG. No jogo quatro, em Estação Estelar, Fenix tenta pegar Jarppi desprevenido, abrindo com dois quartéis, um deles escondido em um cato da sua própria base, porém, Jarppi o encontra. Fenix tenta algum dano com seus Exterminadores e Jarppi tenta o mesmo com seus Demolidores. Em seguida, Jarppi prepara um ataque de Demolidores com Injeção de Esteróides que rompe Casamata e entra pela natural de Fenix , quase definindo o jogo ali mesmo, caso o peruano não tivesse voltado com sua Ambunave carregada para defender. Com isso, Jarppi dispara na economia e faz uma pressão forte com infantaria e tanques. Com uma ótima concavidade, consegue uma troca muito boa de exército. Daí em diante, foram só mais uns poucos segundos até que Fenix declarasse seu GG, deixando o campeonato.

Tunico x Gool

No jogo um, em Alvorada, Tunico opta por um jogo mais econômico, de três bases, escolhendo Baratas para defesa. Gool se mantém em duas bases, e prepara um "all in" com Tormentos, Imortais e Sentinelas. O confronto ocorre no meio do mapa, com bons Campos de Força por parte de Gool, mas que não são suficientes para a economia superior e quantidade de Baratas de Tunico , que leva o primeiro mapa. No segundo jogo, em Vestígio Bel'shir, Tunico abre com gás para pesquisar uma rápida Aceleração Metabólica. Conseguindo espremer alguns Zergnídeos para dentro da base de Gool, consegue causa bastante dano econômico entre trabalhadores mortos e tempo de mineração perdido. Tunico então continua seu jogo macro, até acumular grande número de Baratas, com as quais faz um forte ataque, levando, além de trabalhadores, o Núcleo Cibernético e a Central de Robótica de Gool, que finalmente consegue terminar o ataque. O argentino começa então a produzir Destruidoras, e Tunico continua a perturbar o oponente com Baratas e Hidraliscas, sempre aumentando sua vantagem econômica. Quando faz transição para Mutaliscas, Tunico define o jogo, vencendo também o jogo dois. O terceiro jogo em Estação Estelar é rápido. Gool tenta um rush de canhões na natural de Tunico, gastando 500 minerais e conseguindo apenas matar 8 Zergnídeos. A vantagem econômica de Tunicoentão dispara exponencialmente, a ponto de poder morfar 2 pináculos simultâneos. O primeiro confronto é totalmente unilateral e termina o jogo, fechando a série em 3x0 para Tunico que avança.

JimRising x ReasoN

O jogo um acontece em Alvorada, e abre padrão com a tradicional dança da morte de Zergnídeos e Tatus-Bomba, sem vencedores óbvios. JimRising é o primeiro a expandir para terceira, escolhendo Baratas como seu exército principal. ReasoN começa o Pináculo, e segura uma agressão inicial da parte do mexicano. ReasoNataca com suas Mutaliscas, mas não consegue causar dano significativo, abrindo então sua terceira, atrasado. ReasoN então formula um ataque triplo as expansões de JimRising, que não consegue segurar, perdendo assim o jogo um. O jogo dois é em Vestígio Bel'Shir, onde ReasoN abre a agressão somente com Zergnídeos, sem Tatus-Bomba, e ainda assim consegue fazer o reconhecimento da base inimiga e matar uma Rainha. Posteriormente, ReasoN faz um ataque combinado com muitos Tatus-Bomba na natural de JimRising e com Zergnídeos na terceira, causando muito dano em ambos os locais. JimRising consegue tirar algumas Mutaliscas, mas elas não são suficientes para segurar a próxima leva de Zergnídeos e Tatus-Bomba, fazendo ReasoN 2x0. No próximo mapa, Estação Estelar, JimRising abre agressivamente com Tatus-Bomba, conseguindo matar 8 Zangões e uma Rainha. ReasoN escolhe produzir Baratas, enquanto JimRising prepara um "all in" de Tatus-Bomba. O ataque em si não causa muito dano, mas 7 Zergnídeos escondidos durante o ataque se morfam em Tatus, e esse sim, causam muito dano. Ainda assim, ReasoN mantém vantagem de dez Zangões, e quando suas Baratas chegam na base inimiga, o jogo termina rápido. ReasoN avança no campeonato.

cKiLLeR x LsEbA

No jogo um no Reino das Nuvens, cKiLLeR abre com um Antro muito rápido, aos 5:30, no intuito de aprimorar a Reconstituição Glial de suas Baratas, enquanto LsEbA decide pesquisar antes Carapaça. Com suas Baratas rápidas, cKiLLeR destrói a terceira de LsEbA, ao mesmo tempo em que garante a sua própria. cKiLLeR continua a negar a terceira de LsEbA, até que, mesmo com menos aprimoramentos, mas com melhor posicionamento de unidades, vence o jogo um. No segundo jogo, em Alvorada, LsEbA escolhe Baratas, enquanto Killer fica com Zergnídeos e abre sua terceira antes. cKiLLeR , com seus Zergnídeos aprimorados, impede a terceira de LsEbA, matando no processo uma Rainha e várias Baratas. cKiLLeR começa sua própria produção de Baratas, e os dois jogadores se enfrentam diversas vezes, em combates desfavoráveis para LsEbA, que acaba se rendendo, deixando a série em 2x0 para cKiLLeR . No terceiro jogo, no pequeno mapa Vestígio Bel'Shir, Killer faz um "6 pool" que consegue causar um dano considerável, mas não termina o jogo. O jogo segue com Baratas em ambos os lados. Em um ataque a terceira de LsEbA, cKiLLeR consegue um sanduíche com ótimo posicionamento de suas unidades. Com isso, elimina o exército de LsEbA, mata sua terceira, abre vantagem econômica, e logo termina série em 3x0. 

Semi Finais

ReasoN x Killer

No jogo um em Alvorada, temos a tradicional dança da morte do ZvZ. Em um jogo bem espelhado e equilibrado, cKiLLeR consegue uma pequena vantagem de trabalhadores, que lhe dá número superior de Mutaliscas. Em uma partida espelho, qualquer trabalhador conta muito, e isso dá a vitória para Killer. No próximo mapa, Planeta Neo S, ReasoN ataca primeiro com suas Baratas. As Baratas de cKiLLeR ficam prontas pouco antes de ReasoN chegar, e o combate resulta apenas em uma troca de unidades. cKiLLeR então calcula perfeitamente a pequena janela de tempo em que tinha vantagem de aprimoramentos, e faz ela valer a máximo, sobrepujando ReasoN, marcando 2x0. Em Vestígio Bel'Shir, cKiLLeR faz pressão, ganhando nas trocas da dança da morte, e posteriormente causando bom dano econômico com Tatus-Bomba morfando perto da base de ReasoN. Em uma próxima agressão, cKiLLeR causa mais danos econômicos na linha de minerais de ReasoN, aumentando ainda mais a distância entre os dois. Vendo que não tem volta, ReasoN dá o GG, ficando para a disputa do terceiro lugar.

Tunico x Jarppi

Em Alvorada, Jarppi tenta um rush de Casamata na natural de Tunico, que faz com que ele precise tirar alguns Zergnídeos a mais do que gostaria para defender. Tunico segue para um jogo padrão de Zergnídeos, Tatus-Bomba e Mutaliscas. Isso, somado ao ótimo posicionamento de Suseranos e boa espalhada de Gosma, lhe dá um grande controle de mapa. O jogo segue entre trocas, mas Tunico falha ao não evoluir para Colmeia almejando Mammuthus. Logo, seus Zergnídeos, Tatus e Mutaliscas não são mais páreo para os Soldados 3/3 e Minas Viúvas de Jarppi. Jarppi 1x0. Em Estação Estelar, Jarppi também aplica um rush de Casamata, que falha. O jogo segue e Tunico se mantém a frente nos aprimoramentos. Consegue defender um ataque a sua terceira, embora com uma troca desfavorável de exércitos. Ambos expandem bem pelo mapa, mas em uma única detonada de Mina Viúva, Tunico perde TODOS, seus Tatus-Bomba, resultando na perda de sua quarta e terceira bases. Neste ponto, o jogo já estava perdido. Em Vestígio Bel'Shir, tivemos um jogo cheio de perturbação constante de ambos os lados, mas Jarppi se mantém sempre a frente na economia. Desta vez, Tunico consegue chegar em Colmeia e morfar Mammuthus, Mesmo assim, a vantagem econômica e fortes detonações de Minas Viúvas vão alargando a diferença entre os dois jogadores, até o GG de Tunico, que fica para disputar o terceiro lugar com ReasoN.

Terceiro Lugar

Tunico x ReasoN

No primeiro jogo em Estação Estelar, o jogo abre espelhado e assim se mantém até que ReasoN ganha vantagem nos aprimoramentos, e ataca Tunico onde dói mais: na sua Toca de Baratas. Sem ter mais como produzir Baratas, Tunico dá GG. Depois, em Alvorada, deixam as Baratas de lado para fazer a dança da morte, e, posteriormente, Pináculo. Em um rápido ataque, ReasoN destrói a terceira de Tunico ainda em construção. Com sua própria terceira intocada e minerado gás, a contagem de Mutaliscas de ReasoN é muito superior a de Tunico, definindo assim a série em 2x0 para ReasoN. No terceiro jogo, em Deserto de Akilon, abre com uma pressão de Zergnídeos com Aceleração Metabólica e Tatus-Bomba. Mesmo sem ter o aprimoramento e nem os Tatus, ReasoN defende muito bem. O jogo relaxa e ambos expandem. Depois de alguns confrontos de Baratas, Tunico prepara um grande ataque composto de Baratas, Zergnídeos e Tatus-Bomba, que atropela as defesas de ReasoN, dando esperança para Tunico reverter a série. A esperança se acaba quando no Reino das Nuvens, Tunico perde o jogo para um exército de Baratas com menos aprimoramentos, mas em maior número de ReasoN, que leva o terceiro lugar.


Finais

Jarppi x cKiLLeR

Em Redemoinho, cKiLLeR faz um Pináculo escondido em um cantinho de sua base, fora do alcance de Varreduras de Jarppi. Isso pega o terrano desprevenido, e cKiLLeR causa muito mais dano do que deveria com suas sete Mutaliscas iniciais. Ao mesmo tempo, ataca a terceira de Jarppi com Zergnídeos e Tatus-Bomba, matando trabalhadores e forçando-a a decolar. cKiLLeR  mantém pressão o jogo todo, e quando finalmente consegue morfar alguns Mammuthus, eles nem são mais necessários, Jarppi dá o GG. Em Deserto de Akilon, cKiLLeR usa novamente o truque do Pináculo escondido, enquanto segue aumentado exército e aprimoramentos, ao passo em que Jarppi peca nos aprimoramentos, não pesquisando nem mesmo os Escudos de Combate. Com exército maximizado, cKiLLeR arrebenta a porta de Jarppi, por onde tem acesso a principal, natural e terceira bases. cKiLLeR 2x0. O jogo três parece apenas troca de mapa, desta vez Alvorada, pois cKiLLeR usa a mesma composição, e mantém as mesmas vantagens em economia e aprimoramentos. Jarppinovamente esquece os Escudos e cKiLLeR se aproveita disso para entrar base a dentro com seus Zergnídeos, Tatus-Bomba e Mutaliscas. No jogo quatro, Jarppi consegue encaixar uma casamata com Exterminadores na natural de cKiLLeR, que consegue provocar a morte de alguns trabalhadores, Zergnídeos e uma Rainha. cKiLLeR tenta um forte contra-ataque de Baratas, que conseguem entrar na natural de Jarppi, mas não causam dano significativo. Sem Mutaliscas, cKiLLeR não consegue lidar com os drops de Jarppi, que vai ganhando vantagem econômica e desta vez, de aprimoramentos. Depois de muitas trocas favorecendo Jarppi, aos 23 minutos cKiLLeR dá o GG/WP. 3x1. Isso nos leva ao jogo cinco, em Estação Estelar, onde Jarppi tenta outro rush de Casamata com Quartel de proximidade, que não causa nada. Desta vez, Jarppi lembra dos Escudos de Combate. Porém, cKiLLeR consegue ótimo domínio de mapa com suas Mutaliscas, Tumores Gosmentos e Suseranos bem espalhados. Com isso, consegue atacar a principal de Jarppi e ao mesmo tempo interceptar um exército terrano no meio do mapa. Com esta vantagem, cKiLLeR reúne as todas suas tropas para um fortíssimo ataque. Com ótimas conexões de Tatu-Bomba, cKiLLeR fecha a série em 4x1 e é consagrado o campeão da 1ª Temporada da Copa América de Starcraft II.

E assim termina a 1ª Temporada da Copa América 2013:

Convidamos a todos para se inscreverem, jogarem e assistirem a 2ª Temporada, que tem início já em 1º de agosto! GG!

Gostaríamos de agradecer ao Marcus Rodrigues pela autoria do artigo. Marcus é editor do fansite brasileiro StarCraft2Brasil e fã do game desde 1998, sempre jogando de Zerg.

Carregando Comentários...

Um erro ocorreu durante o carregamento.