Nós <3 eSports – Retrospectiva do Primeiro Ano de Competições em StarCraft II

Nós <3 eSports – Retrospectiva do Primeiro Ano de Competições em StarCraft II

StarCraft II pode significar muitas coisas, mas é fundamentalmente um jogo de estratégia baseado num ambiente competitivo que evolui em ritmo alucinante. StarCraft II possui uma comunidade de fãs dos esportes eletrônicos que engloba todo o mundo e isso faz com que sua presença seja parte integral das competições profissionais de games.

Junte-se a nós nessa jornada para reviver alguns dos melhores momentos da cena competitiva do primeiro ano de existência de StarCraft II.

Electronic Sports League – São Tantos Torneios!

A Eletronic Sports League (ESL) organizou vários torneios presenciais e online, incluindo o Go4SC2 (seu torneio principal recorrente) e suas contrapartidas regionais realizados em vários países da Europa, América do Norte e Ásia. A ESL também organiza outros eventos como o Viking Cup, SennheiserCup e outros torneios direcionados para ambos jogadores amadores e profissionais.

 

A ESL Pro Series atrai um grande público graças às suas ligas nacionais e regionais. Dessas ligas saem os melhores jogadores de cada território após a conclusão de um intenso combate entre os participantes. As partidas da EPS já foram realizadas na Alemanha, Reino Unido, Irlanda, França, na região Nórdica e Polônia, e nunca falhou em atrair um grande público disposto a torcer por seus jogadores favoritos.

Outro torneio da ESL, que ficou historicamente lembrado por ser um dos mais celebrados por ambos jogadores e espectadores, foi o HomeStoryCup. Este torneio foi organizado pelo comentarista Dennis “Take” Gehlen (ex-jogador de alto nível de Warcraft III) e apesar de possuir um aspecto mais informal em sua estrutura, o evento contou com alguns dos melhores jogadores do mundo, além de um elenco estelar de comentaristas. O HomeStoryCup sempre apresenta um ambiente diferenciado, resultando em um dos shows mais divertidos no âmbito do eSports.

 

Por último, temos o maior evento organizado pela ESL: o Intel Extreme Masters que entrou em sua sexta temporada (sendo sua segunda com StarCraft II).  Este grande evento nos trouxe momentos memoráveis e partidas de alta qualidade. Tudo isso é resultado de seis torneios que ocorreram em várias partes do mundo. A IEM ocorreu em três continentes diferentes, proporcionando um alcance global à competição e distribuindo mais de US$90.000 em prêmios.

 

Quem se lembra da entrada de última hora de Stefan “Morrow” Andersson no torneio? Sua vitória memorável demonstrou o poder da estratégia de cinco quartéis com exterminadores. Outras menções honrosas incluem a viradas de jogo de Jian Carlo “Fenix” Morayra Alejo nos pareamentos TxT e a conquista da primeira colocação por Andrew “mOOnGlaDe” Pender no torneio do Sudeste da Ásia após passar por jogadores como Dai “Loner” Yi e Yang “Sen” Chia Cheng. E finalmente tivemos o Torneio Mundial da IEM que colocou jogadores de todas as regiões em batalhas acirradas em busca de prestígio e glória.

Vamos ver o que nos espera na sexta temporada do torneio que teve inicio no mês passado na gamescom em Colônia, Alemanha!
DreamHack–Compartilhe sua Experiência de Jogo

Dreamhack é outro evento de destaque na Europa e é considerado um dos maiores festivais de computadores do mundo. A DreamHack nos proporcionou uma série de torneios emocionantes que contaram com uma grande produção, partidas espetaculares e uma premiação particularmente generosa. Até agora já foram distribuídos mais de US$70.000 em prêmios e espera-se alcançar mais de US$150.000 até o final do ano. Esta é uma das séries mais importantes do cenário competitivo de StarCraft II que qualquer entusiasta deve seguir.

 

Toda este movimento começou há 11 meses atrás com o DreamHack Winter e provavelmente é um daqueles eventos que mantém o comentarista Sean “Day[9]” Plott acordado até hoje. Day[9] comentou a final juntamente com Shaun “Apollo” Clark que resultou na vitória de Santeri “Naama”Lahtinen sobre  Grzegorz “Mana” Komincz. O torneio ficou na história dos eSports graças às suas partidas acirradas e emocionantes. Este foi um show que será lembrado por um bom tempo.

 

O evento segue em frente em 2011 com a DreamHack SAPPHIRE AMD Championship, uma série de torneios que abrange vários formatos e contam com quatro grande eventos presenciais. Você se lembra da atmosfera, da final intensa e da grande produção do DreamHack Stockholm Invitational? O estilo de jogo impecável de Jang “MC” Ming Chul (recentemente nomeado “The SickestNerdBaller” pelos fãs) contra as famosas “táticas especiais” de Aleksey “White-Ra” Krupnyk (Beast from the East) é uma daquelas séries que deve ser assistida para ser apreciada.

E o DreamHack Summer que aconteceu recentemente também foi outro evento que nos deixou sem folêgo. A DreamHack simplesmente tem um histórico fenomenal no sentido de oferecer grandes partidas de StarCraft II para o público. A partida final entre Chris “DreamHuK” Loranger e Jang “Moon”Jae Ho dificilmente será esquecida. Só podemos esperar pacientemente até a realização do próximo evento da DreamHack que acontecerá esta semana em Valência, Espanha.

GomTV's Global StarCraft II League–A Competição mais Acirrada

Apesar dos eSports em StarCraft II ter permanecido popular desde seu lançamento, a verdade é que este fenômeno explodiu com o início da GSL em 28 de Agosto de 2010, dia em que a GOMtv organizou seu primeiro campeonato aberto da Global StarCraft II League.

 

O mundo inteiro ficou sintonizado para assistir esta produção de alto nível, acompanhar os melhores jogadores do mundo disputando uma premiação de US$189.000 e escutar a narração de dois dos comentaristas mais populares de StarCraft II: o arconte comentarista composto por Nick “Tasteless” Plott e Dan “Artosis”Stemkoski. O vencedor da estreia, Kim “FruitDealer” WonGi (o herói zerg dono de um estilo de jogo caótico) sempre será lembrado como um ícone do esporte. Seu desempenho no torneio inspirou até mesmo o Diretor de Arte da Blizzard, Samwise Didier que criou uma peça de arte especial em sua honra.

A GSL já alterou seu formato inúmeras vezes e teve um crescimento notável nestes últimos 12 meses, mantendo sua posição de líder nos eSports. Já presenciamos a participação de alguns dos melhores jogadores fora da Coreia no torneio, incluindo Jonathan “Jinro” Wash, Greg “IdrA” Fields (que qualificou-se para todos os eventos da GSL nos quais participou) e a chegada tardia de Chris “Huk” Loranger, que consistentemente manteve seu posição na categoria Code S. Em março, a GSL realizou o Campeonato Mundial (World Championship) que promoveu o combate alucinante entre Coreia do Sul vs O Mundo em partidas de exibição. Foi um show incrível que resultou na vitória da Coreia do Sul por 8 a 7 após uma virada emocionante.

 

A GSL tamgém é berço de grandes estrelas como o bicampeão Jang “MC” Min Chul, assim como os tricampeões Jeong “Mvp” Jong Hyeon e Lim “NesTea” JaeDuk.

Já estamos em sua décima temporada, porém a GSL continua forte, atraindo alguns dos melhores jogadores do mundo para competir na Global StarCraft II Team League (GSTL) e oferecendo aproximadamente US$1.500.000 em prêmios. Já presenciamos a primeira equipe de fora da Coreia competir na GSTL e a adição de três dos melhores jogadores europeus na lista de competidores da GSL: Marcus “ThorZaIN” Eklöf, Kim “SaSe” Hammary e Johan “NaNiwa” Lucchesi. A final da GSL de outubro, pela primeira vez, será realizada fora da Coreia do Sul durante a BlizzCon 2011 em Anaheim, California. Para complementar, a GLS também possui um programa de intercâmbio em conjunto com outra organização importante no cenário dos eSports: a Major League Gaming (MLG).

Junte-se a nós amanhã para conferir a segunda parte do artigo onde falaremos sobre outros eventos de eSports, envolvendo StarCraft II que foram realizados neste primeiro ano de sua existência.

Carregando Comentários...

Um erro ocorreu durante o carregamento.