StarCraft® II

WCS - Resumo do Campeonato Brasileiro

WCS - Resumo do Campeonato Brasileiro

Após cinco classificatórias online e centenas de combates entre jogadores de todo o Brasil, dezesseis finalistas emergiram das cinzas e o Campeonato Nacional de StarCraft II estava pronto para começar! O Campeonato Brasileiro da WCS foi realizado no Rio de Janeiro, onde os finalistas participaram de batalhas épicas pela conquista de uma das seis vagas para representar o Brasil nas finais Sul-americanas que serão realizadas em São Paulo no dia 14 de junho.

Primeiro Dia

O primeiro dia do torneio começou com partidas incríveis. A lista de participantes, em sua maioria, estava composta de jogadores de duas das equipes mais promissoras no Brasil: “KeydTeam” e “GameHelp. Nas etapas iniciais do torneio, Fortune e Unreal foram enviados para a chave inferior. Unreal lutou com determinação, mas foi derrotado por Shakti e Fortune, apesar de muito esforço, acabou perdendo para um dos jogadores zerg mais habilidosos do Brasil: Tunico.

Com o andamento do torneio, era possível perceber que Tunico e Potiguar estavam se tornando os jogadores com mais chances de vitória, até que Naxx surpreendentemente mandou Tunico para a chave de repescagem. Naquele momento, Tunico teria que provar seu valor a fim de subir novamente para a chave principal, mas para isso, teria que primeiro encarar jogadores formidáveis como Fortune, Levin e Shatki.

Uma das partidas mais emocionantes do primeiro dia foi entre Tunico e Levin. Levin já participa do cenário profissional de games há um bom tempo, desde a época de ouro de Warcraft III, e isso faz dele um dos jogadores mais experientes no torneio. Por outro lado, o Campeonato Brasileiro de StarCraft II era o segundo grande torneio em que Tunico estava participando. Apesar das diferenças em termos de experiência em torneios presenciais, ambos os jogadores pareciam estar bem pareados, porém, no final, o enxame zerg de Tunico sobressaiu sobre seu oponente, resultando na eliminação de mais um jogador protoss com um placar de 2-0.

Segundo Dia

O Segundo dia do torneio foi repleto de ação. Tunico e Potiguar lutaram pela primeira colocação em duas rodadas de melhor de três. Potiguar chegava às finais pela chave principal enquanto Tunico teve que recuperar sua posição passando por cima seus oponentes na repescagem. O resultado foi uma grande final com dois jogadores bastante fortes. Tunico precisava ganhar pelo menos duas rodadas de melhor de três para sair com o título e, apesar da dificuldade, ele foi capaz de conquistar a primeira rodada e levar a disputa para a final definitiva.

A rodada final foi bastante acirrada e pode até ser considerada uma das batalhas mais épicas dos eSports na América Latina. Na última partida, Potiguar começou com uma vantagem sobre seu oponente, focando em uma estratégia macro enquanto Tunico preparava um “bust” de tatu-bomba. Tunico percebeu que o “bust” não funcionaria devido ao reconhecimento agressivo de Potiguar; foi aí que ele sabiamente mudou sua tática e decidiu focar seus esforços em “drops” de tatu-bombas com suseranos.

Mesmo diante de uma forte pressão de Potiguar, Tunico executou um surpreendente bombardeio com tatu-bombas que foi capaz de nivelar a partida por algum tempo. Porém, Potiguar usou sua vantagem com sabedoria e enviou fanaticus para atacar o antro e expansão natural de Tunico simultaneamente, forçando-o a digitar GG!

Com a vitória, Potiguar se consagrou campeão brasileiro de StarCraft II e levou para casa U$4.000 em premiação! Tunico ficou em segundo lugar, mas esta é uma batalha que será lembrada por um bom tempo. Agora, os seus melhores jogadores deste torneio seguirão adiante rumo às Finais Sul-americanas para lutar por uma vaga e a chance de representar seu país no campeonato mundial. Fiquem ligados no em nosso portal de eSports e na visão geral do WCS para saber tudo sobre os próximos torneios, incluindo datas, retrospectos, entrevistas e muito mais.

O pacote de replays do torneio pode ser encontrado aqui!

Depois que os jogos terminaram, aproveitamos a oportunidade para entrevistar os vencedores do evento.

 

Aderson "Potiguar" Jamier Santos Reis

De onde você é?
Eu sou de Teresina, PI. Mas moro em Natal, RN, há cerca de 10 anos.

Como você conheceu StarCraft II?
Eu comecei a jogar a série de jogos de estratégia da Blizzard em StarCraft: Brood War. A migração para StarCraft II foi um processo natural e sem muitas pretensões. Com o passar do tempo fui melhorando e me destacando em alguns campeonatos regionais e nacionais.

Como você planeja treinar para as finais?
Para essa próxima etapa, com certeza o desafio será maior. Reunirão em Sao Paulo os melhores jogadores de StarCraft II da América do Sul. O meu objetivo é novamente me classificar para a próxima etapa e quem sabe ser campeão. Para conseguir isso, pretendo iniciar um treinamento intensivo a partir de junho até a data do campeonato.

O que você achou do Campeonato Nacional?
Foi um excelente campeonato por ser o primeiro da Blizzard no Brasil que seguiu um processo de qualificatórias e uma final. Surgiram novos jogadores bem jovens no cenário e acredito que ainda irão mostrar seus reais potenciais nos próximos anos.

Algo que você gostaria de dizer para as pessoas de seu país que estão torcendo por você?

Gostaria de agradecer o apoio e o carinho que muitas pessoas depositam em mim e espero corresponder isso no jogo durante a próxima etapa programada para julho!

Renan "Tunico" Guilhem da Silva

De onde você é?
Eu sou do Brasil e moro em Jundiaí, São Paulo.

Como você conheceu StarCraft II?
Eu comecei a jogar StarCraft II logo após o lançamento do beta. Eu jogava na casa de um amigo que me apresentou o jogo. Eu não sabia de nada sobre o jogo e aprendi as mecânicas e as unidades relativamente rápido. Foi daí em diante que comecei a me destacar no cenário brasileiro de StarCraft II.

Como você planeja treinar para as finais?
Não pretendo mudar muito meu ritmo de treinamento. A maior parte do meu tempo, continuarei treinando nos rankings de StarCraft II ou com amigos. Tentarei aumentar meu número de partidas consideravelmente assim que conseguir entrar de férias da faculdade no próximo mês.

O que você achou do Campeonato Nacional?
Foi uma ótima experiência. Conhecer outros jogadores e toda a organização do campeonato foi realmente muito bom. Além disso, fui capaz de adquirir ainda mais experiência em campeonatos presenciais.

Algo que você gostaria de dizer para as pessoas de seu país que estão torcendo por você?

Gostaria de agradecer as pessoas que torcem por mim e apoiam meu jogo. Espero ver toda a galera nas finais Sul-americanas que acontecerá em São Paulo para torcer e apoiar os jogadores brasileiros, e mostrar que o eSports no Brasil está crescendo cada vez mais. Vamos mostrar que o Brasil, com certeza, também consegue destacar nessa área.

Carregando Comentários...

Um erro ocorreu durante o carregamento.