StarCraft® II

StarCraft II - Perguntas e Respostas Sobre Desenvolvimento Criativo - Parte 6

StarCraft II - Perguntas e Respostas Sobre Desenvolvimento Criativo - Parte 6

Na parte seis de nossa série, Brian Kindregan, um dos escritores principais de StarCraft II: Wings of Liberty  e escritor principal de Heart of the Swarm, responderá mais perguntas instigantes da comunidade sobre a história do jogo.

Pergunta: Vocês estão planejando estender ou acrescentar algo à história dos Tal'darim nas próximas expansões? Eles aparecerão nelas?

Resposta: Ah, os Tal'darim vão dar notícias, sim. E tem algo interessante sobre eles: eu tenho visto pessoas dizendo que eles são os Protoss que foram vítimas de Ulrezaj em Aiur. Mas ninguém mencionou que os Tal'darim em Wings parecem já estar por aí há um bom tempo... bem mais que os refugiados de Aiur.

Os Tal'darim na trilogia Dark Templar não são uma facção; eles são um culto formado por Protoss viciados em drogas que procuram uma causa. Mas sua característica principal é que escolheram abandonar a comunidade Protoss em Aiur. Então eles passaram a usar o nome ("os Forjados") de uma antiga seita que se separou dos Protoss de Aiur. A tal seita antiga são os Tal'darim que você encontra em Wings — uma facção completa.

Nós não falamos disso em detalhes no jogo porque Jim Raynor não teria sabido sobre os Tal'darim na trilogia Dark Templar e, portanto, não os discutiria. Além disso, muitos jogadores não estariam cientes da existência desse grupo.

Pergunta: Vocês vão lançar um livreto bacana com a história expandida de StarCraft parecido com o que veio junto com SC1/BW? Parece que já não fazem mais manuais maneiros como antigamente...

Resposta: Tipo o Livro de Cain? Seria fantástico! Não sou eu quem decide, mas eu compraria um com certeza!

Pergunta: Por que os Protoss limitam o uso da própria tecnologia? Eu vi que eles fizeram isso na campanha, quando Stetmann estava usando a tecnologia deles para criar coletores automáticos e disse que havia tantas possibilidades que os Protoss não tinham explorado ainda...

Resposta: Sim, Stetmann ficou intrigado com os Protoss. Eles são muito diferentes dos humanos. Mais velhos, e com mais cicatrizes em sua psiquê coletiva. Os humanos são mais agressivos. Os Protoss têm mais medo do que podem fazer com sua própria tecnologia do que as outras raças.

Pergunta: Por que Kerrigan foi atrás dos artefatos xel'naga? Eles terão algum papel no futuro?

Resposta: Bom, eles eram bem perigosos para a Rainha das Lâminas, como vimos. Raynor e Moebius os usaram para retirar os poderes dela. Se eu fosse o líder do Enxame, também iria atrás deles!

Pergunta: Como as novas naves Protoss são construídas? Imagino que em algum estaleiro, mas onde? Eu pensei que toda a infraestrutura deles tivesse sido destruída em Brood War. De onde vieram as Destruidoras, que são quase do tamanho de cruzadores de batalha?

Resposta: A infraestrutura deles foi bastante atingida, sim. Mas os Protoss são tenazes. Além disso, eles têm instalações de produção em mais de um planeta.

Sem contar que eles têm vastos depósitos de equipamento em vários locais. Por isso, eles estão sempre transdobrando unidades em vez de construí-las!

Pergunta: Foi Swann quem inventou os Thor?

Resposta: Sim! Claro que ele refinou um projeto que custou milhões de créditos de desenvolvimento e pesquisa. Talvez "refinar" seja o termo errado. Ele estava tornando o projeto mais barato. Os saqueadores de Raynor têm que tomar cuidado com os bolsos. Então o Thor foi "refinado" a partir do Odin… mas se eu tivesse que apostar em uma luta mano a mano entre um Odin e um Thor... adivinhe onde eu colocaria minha grana?

Mas tem alguma contradição na história aqui. Nós erramos algum detalhe. Em Frontline Vol. 1, na história "Deus do Trovão", nós mostramos um Thor da Supremacia operando em Mar Sara em 2502. É o tipo de coisa que pode acontecer: duas equipes internas trabalhando loucamente ao mesmo tempo para publicar conteúdo para a comunidade, e aí acontece alguma falha na comunicação. Todos na Blizzard ficamos muito frustrados quando isso acontece, já que levamos a consistência dos mundos que criamos muito a sério. Espera aí! Talvez aquele Thor tenha atravessado um túnel do tempo e... Não. Não, a gente só fez bobagem mesmo.

Pergunta: Os Zergs vivem sob o controle de uma mente-colmeia, mas eles possuem alguma forma de individualidade? No primeiro mangá de StarCraft, um Zergnídeo matou outro Zergnídeo. Por quê?

Resposta: Cerebrados, mães de casta, rainhas e suseranos/supervigias têm inteligência: a habilidade de agir com julgamento adequado (embora rainhas e suseranos/supervigias sejam bem limitados em sua flexibilidade mental). Todos os outros zergs têm consciência: são capazes de sentir sensações físicas. Isso quer dizer que, embora possam reagir a estímulos, eles não conseguem formular planos de ação. Um Zergnídeo consegue agir sozinho apenas no nível mais baixo. Se não estiver sendo controlado pela mente-colmeia, ele atacará qualquer coisa próxima. Os zergs nessa situação são chamados de "zergs selvagens". Podem se mover e lutar, mas não vão criar estratégias de batalha.

Pergunta: Vocês da Blizzard modificam a história do jogo depois que a publicam? Tipo a idade de Jim. De acordo com a história, ele está na casa dos 30, mas parece bem mais velho.

Resposta: Não de forma intencional. À medida que mais conteúdo é adicionado por equipes diferentes a um universo, sempre há o risco de contradizermos sem querer algo que já existe na história. Mas jamais fizemos isso de propósito. Quando é algo publicado pela Blizzard — em um jogo, um livro, mangá ou qualquer coisa que não mods ou RPG de mesa —, vira parte oficial da história. Pode dar dor de cabeça: alguém pode ter tomado uma decisão há 12 anos que foi sensata e inteligente... mas que hoje complica a nossa vida. Mas são os ossos do ofício de se escrever para jogos. Temos que encontrar uma maneira de lidar com isso e ainda contar uma boa história.

Às vezes existe uma área em que não estabelecemos com detalhes o que aconteceu, e ali nós temos algum espaço para definir as coisas. Quando fazemos isso, alguns podem achar que fizemos "retcon" ("continuidade retroativa"), mas só conta como retcon se nós de fato estivermos contradizendo a história oficial, não se apenas dermos mais detalhes de algo que antes não estava tão bem definido.

Se você quer mais informações sobre a história, eis a parte 1 do nosso Perguntas e respostas sobre desenvolvimento criativo,a parte 2, a parte 3,a parte 4 e a parte 5. Teremos muito mais perguntas e respostas para você nas próximas semanas.

Tags: SC2, HotS

Carregando Comentários...

Um erro ocorreu durante o carregamento.