StarCraft II - Perguntas e Respostas Sobre Desenvolvimento Criativo - Parte 9

StarCraft II - Perguntas e Respostas Sobre Desenvolvimento Criativo - Parte 9

Na parte nove de nossa série, Brian Kindregan, um dos escritores principais de StarCraft II: Wings of Liberty e escritor principal de Heart of the Swarm, responderá mais perguntas instigantes da comunidade sobre a história do jogo.


Pergunta: O que aconteceu ao soro nanita usado para desinfestar Alexei Stukov? Pergunto porque era só nisso que eu conseguia pensar durante as missões colonizadoras finais em Wings of Liberty. Raynor precisa escolher entre ficar do lado de Selendis para destruir os colonos infestados e ficar do lado de Hanson na esperança de que ela encontrará uma cura... mas a cura já existe. Já existe há anos. Selendis comenta que a única cura para a infestação é a purificação pelo fogo, o que é confuso, pois ela era parte da força Protoss que ajudou Raynor durante a missão para salvar Stukov. Mas mesmo que não fosse o caso, por que Raynor não mencionou o soro nem Stukov? Como pôde ter esquecido um evento tão importante? Ele não mencionou o soro, e, ao escolher ficar do lado de Selendis, ele até concorda que "não há outro jeito". É uma falha gritante na trama.

Resposta: Raynor encara uma colônia superpovoada onde uma infestação está quase a ponto de irromper e uma frota Protoss está prestes a queimá-la… e ele deveria perguntar por um soro que foi usado em uma pessoa anos antes? Um soro que a frota Protoss não possuía, não tinha como adquirir nem como aplicar a tempo? Um soro que o comandante da frota claramente não tinha interesse em usar? Um soro para o qual os Zergs provavelmente já desenvolveram imunidade? Eu respeitosamente discordo com sua afirmação de que é uma falha gritante na trama. No que concerne a falhas na trama, essa até que é bem sutil. ;)

Pergunta: Por que Raynor acredita tão facilmente no Dr. Narud? Saber usar um artefato que o doutor sequer viu (sério, nós juntamos todos os pedaços) quando Raynor tem uma missão inteira sobre o quão difícil é para um Protoss ancião traduzir a escrita Xel'naga.

Resposta: Tenho certeza de que ele suspeitava do Dr. Narud e se preocupava com a exatidão de suas pesquisas. Mas o que Raynor deveria ter feito? Desistir do plano? Ele tinha que escolher entre continuar com a rebelião ou deixá-la de lado para tentar o lance com Kerrigan. Escolheu a última opção, e, assim, determinou-se a ir até o final. E lembre-se: em nosso mundo, as pessoas frequentemente conseguem utilizar tecnologia e ciência que não compreendem completamente, com base em extrapolação teórica. É arriscado, mas os humanos já fizeram isso várias vezes, e não há motivo para pensar que Raynor não poderia fazê-lo.

Pergunta: Por que Wings of Liberty ignora os eventos de Brood War e apenas reapresenta a história do StarCraft original com personagens de papelão e profecias em vez de personagens aprofundados e com motivações reais? Não estou querendo dar uma de babaca, só queria dizer que essa é a única pergunta que me ocorre. Desculpem.

Resposta: Você não é um babaca por perguntar questões desconfortáveis. Mas há maneiras de expressar sua pergunta de um jeito mais construtivo. :-) Eu já falei disso em outras partes, mas vou recapitular em definitivo aqui. Wings não ignora os eventos de Brood War. A verdade é que Brood War mudou muito pouco da situação política do setor Koprulu. E mudou a percepção dos jogadores a respeito dos personagens principais, além de apresentar uma facção (a CTU) que ficou desbaratada no final de Brood War. Honestamente, que eventos de Brood War a expansão Wings of Liberty poderia abordar? Se a resposta é "Fênix", eu concordo: devíamos ter feito alguma menção a ele. E não fizemos isso. Mas isso teria sido uma linha de diálogo, no máximo duas. Não seria um ponto fundamental da trama. Afinal, a história é sobre a escolha de Jim entre ficar preso a rancores do passado e decidir ter a esperança de uma maneira melhor de lidar com o problema. O universo é um lugar escuro e terrível, mas Jim sempre se destacou no universo de StarCraft exatamente por ser um idealista.

Eu não acho que os personagens sejam de papelão. Jim faz algumas escolhas controversas (que irritaram alguns da comunidade) por ser guiado por emoções conflitantes. Seus amigos e sua tripulação se voltam contra ele pelo mesmo motivo. Personagens como Tosh apresentam escolhas difíceis: você se alia a alguém que claramente compartilha suas motivações, mesmo que não compartilhe seus ideais? Tychus também enfrenta um dilema de verdade. Ele tem a chance de ter a vida antiga de volta; tudo o que tem de fazer é trair o amigo. E acha que o amigo deve algo a ele de verdade... mas à medida que o tempo passa, ele luta com essa escolha. Talvez não consiga ir até o fim. No final, ele acaba se expondo e ficando vulnerável, colocando a responsabilidade da escolha nas mãos do amigo. Eu acho que esses personagens têm alguma profundidade.

Eu também não acho que Wings of Liberty apenas reapresente a história do StarCraft original. De fato, há referências aos eventos do original, pois as feridas que os personagens receberam durante o original ainda não cicatrizaram. Mas os pontos da trama e os arcos dos personagens são completamente diferentes. Os personagens estão no mesmo estado no final de Wings of Liberty em que estavam no final do StarCraft original?

Sinto muito se você acha que os personagens de Wings of Liberty não têm motivações. Não sei como poderíamos tê-las comunicado melhor, mas as motivações estão presentes e são expressadas nos diálogos e nas ações. 

Se você quer mais informações sobre a história, eis a parte 1 do nosso Perguntas e respostas sobre desenvolvimento criativo,a parte 2a parte 3,a parte 4, a parte 5a parte 6a parte 7 e parte 8. Teremos muito mais perguntas e respostas para você nas próximas semanas.

Carregando Comentários...

Um erro ocorreu durante o carregamento.