StarCraft® II

Nenhum ser humano esteve tão envolvido no conflito entre as raças terrana, protoss e zerg quanto Sarah Kerrigan. Suas habilidades psiônicas poderosas, coragem inigualável, instintos afiados em batalha e treinamento letal tanto em combate corpo-a-corpo quanto em armamento balístico levaram à ascensão rápida de Kerrigan no programa de fantasmas da Confederação.

As forças das trevas reuniram-se para submetê-la ao domínio da Supermente Zerg, mas a mesma coragem e tenacidade que ela mostrara como fantasma e mais tarde como rebelde contra a Confederação, a afastaram da influência do senciente alienígena. Agora ela controla as forças do Enxame e comanda um exército de monstruosas criaturas prontas para varrer a humanidade do setor Koprulu.


Sarah Louise Kerrigan descobriu a força de seu dom psiônico latente quando era uma garotinha. Um rompante inocente de raiva infantil contra os pais resultou causou uma hemorragia cerebral gravíssima em sua mãe, que morreu logo em seguida. Seu pai repetiria apenas uma coisa durante os anos seguintes: "Eu vi a cabeça dela em pedaços". Esse evento terrível alertou a Confederação terrana sobre seus poderes e a garota se tornou o foco do nascente programa fantasma. Como Sarah alcançou pontuações nunca antes vistas nos testes de avaliação psiônica, suas habilidades exigiram um reajuste completo do sistema de pontuação para que pudesse ser corretamente avaliada. O treinamento tratou de limar sua humanidade e Kerrigan foi designada Fantasma Número 24601.


Após sua entrada no programa militar, a jovem tornou-se uma assassina incontrolável para o corrupto governo Confederado. Foi o assassinato do senador independente Angus Mengsk que atraiu a atenção de Arcturus, o filho ambicioso do político. A princípio ele queria vingança pela perda do pai, mas Arcturus logo percebeu que Kerrigan seria muito mais útil como arma contra a Confederação. Após resgatá-la de uma instalação experimental clandestina, ele removeu o inibidor neural da agente e usou suas lembranças restauradas para criar uma ira verdadeira contra o governo que havia abusado de sua infância. Com isso, Kerrigan e Mengsk tornaram-se aliados.


A ex-fantasma encontrou pela primeira vez o delegado confederado Jim Raynor durante uma missão em Antiga Primordial. Ele desaprovou as missões da assassina dadas pela Confederação, mas o conflito entre ambos logo se transformou em respeito mútuo, admiração e até mesmo… algo mais. Kerrigan e Raynor estiveram em várias missões juntos antes que o movimento revolucionário de Mengsk os levasse a Tarsonis. Até mesmo a sensibilidade amortecida de Kerrigan ficou abalada quando ela soube o que Arcturus havia planejado para a capital do mundo Confederado: a colocação de emissores psiônicos para atrair os zergs em direção a um dos locais mais densamente habitados do setor, no que resultaria na morte de praticamente todos os seres vivos de Tarsonis. Depois de registrar sua oposição, Kerrigan começou a cumprir sua missão de proteger as colmeias de um novo e misterioso inimigo alienígena, os protoss. Mengsk tiraria proveito dessa lealdade, abandonando-a para morrer em Tarsonis ao término da operação já que não podia correr o risco de alguém como Kerrigan à solta nas sombras de seu novo governo -- além de aproveitar a oportunidade para executar sua vingança há muito tempo adiada. Tal manobra enfureceu Raynor, que abandonou a revolução jurando vingança.


A ironia é que Arcturus Mengsk nem suspeitou que estava dando de bandeija para os zergs sua maior e mais devastadora arma.


A Supermente zerg sentiu os formidáveis poderes psiônicos de Kerrigan e resolveu adaptar tal característica para fortalecer o Enxame. Ao empregar toda a força evolucionária de sua matriz genética para afetar a antiga fantasma, a Supermente transformou Sarah Kerrigan em uma combinação incontrolável de habilidade psíquica e evolução biológica: nasceu então a letal Rainha das Lâminas.


Para não afetar o brilho intelectual e estratégico de Kerrigan, a Supermente deixou-a com um grau de individualidade que diferia de seus cerebrados. Foi essa liberdade que permitiu que as ambições dela crescessem e, em pouco tempo, a Rainha das Lâminas conquistou seus parentes cerebrados e assumiu o controle do Enxame após a destruição da Supermente.


Agora Kerrigan conduz os zergs em direção a um futuro desconhecido. Antigas profecias previram seu surgimento. O sentido e o significado por trás dessas profecias é vago, mas não há engano: bilhões de vidas no universo estão ligadas ao destino de Sarah Kerrigan.

Soon after her ascension, the death of the Overmind left a power vacuum in the Swarm. The ensuing Brood War saw Kerrigan defeating foe after foe, and she even turned on old allies like Jim Raynor. When the conflict ended, she was in full control of the zerg.


Or so she believed, for a dark influence, with twisted plans for the zerg and the galaxy, crept into her thoughts, exerting its will through her zerg mutagens—Kerrigan could not resist. She quietly prepared the Swarm until the Dark Voice commanded her to claim a powerful xel'naga artifact. She obeyed.


But Jim Raynor was a step ahead of her. Kerrigan’s old friend and his Raiders assembled the artifact and used it in an attempt to save her—stripping the Queen of the zerg mutagens and the Dark Voice. Raynor had put aside his anger in the hopes of saving the woman he had once known.


For a time, Kerrigan didn't believe she was worth saving. Guilt over her actions haunted her, but that guilt turned to anger when Arcturus Mengsk launched an attack that led to Jim Raynor's capture… and apparent execution. Enraged, Kerrigan sought to bring Mengsk down for good. She needed allies; few terrans would help her.


Thus she turned to the zerg. Brood by brood she reassembled her old Swarm, and became the Queen of Blades once again. She hoped that the Dark Voice would find no grip on her mind.


While Kerrigan dismantled Mengsk's armies and laid siege to critical facilities, she made a startling discovery: Jim Raynor was alive. Unfortunately, Raynor was furious to discover Kerrigan’s choice, but eventually agreed to help her.


The reunited Swarm and its human allies toppled Mengsk's elite troops, and cornered him in his palace. The emperor's final act—trying to kill Kerrigan with the xel'naga artifact—failed thanks to Raynor's intervention. Kerrigan finally exacted her revenge, killing Arcturus Mengsk.


Now Kerrigan prepares for what lies ahead. Though one enemy is dead, another remains: the Dark Voice that once controlled her. This is the one true threat left in the galaxy.


And it is her next target.

Carregando Comentários...

Um erro ocorreu durante o carregamento.