StarCraft® II

Novo em StarCraft II? Experimente grátis já
A página que você está vendo ainda não está disponível no site novo de StarCraft II, mas pode ser acessada no site clássico abaixo!
O segundo filho de um pequeno mercador em Tyrador IX, Matt Horner cresceu desejando algo mais interessante que a sua vida tediosa e segura. Ele descobriu esse algo mais nas histórias de um comerciante visitante, que falavam de um império maligno e dos homens e mulheres bravos o suficiente para tramar a sua queda. O comerciante era membro dos Filhos de Korhal e estava ativamente recrutando novos membros. Matt provou ser um alvo perfeito, ele era novo, esperto, idealista e entediado.

Os Filhos de Korhal aceitaram Matt como membro e o encorajaram a entrar na milícia e treinar com a armada Confederada, onde ele se tornou um excelente piloto. Após graduar com honrarias, desertou da Confederação e se juntou aos Filhos de Korhal em tempo integral. Quando Mar Sara caiu, Matt foi primeiro-oficial no Cormorão, um cargueiro que foi convertido para o bloqueio funcionar.


O Cormorão obteve muitos sucessos esquivando-se das patrulhas da Confederação; como ele transportava suprimentos e tropas entre os sistemas estelares para os Filhos de Korhal, isso garantiu a Matt a reputação de segundo em comando esperto e confiável. Em Mar Sara, o Cormorão foi forçado a ajudar na evacuação da colônia após ela ser abandonada pela Confederação. Matt foi designado para trabalhar com o mais novo recruta de Mengsk, Jim Raynor, e logo começou a admirar a bravura e lealdade do marechal.


Matt nunca aprovou a tortura ou o assassinato de inocentes; na verdade, foram seus princípios que o levaram para os Filhos de Korhal em primeiro lugar. Ele ficou revoltado quando descobriu que Mengsk havia soltado os zergs contra a população de Tarsonis de forma deliberada. Para ele a revolução, que começou com os Filhos de Korhal, apenas substituiu a Confederação autocrática pela tirania de Mengsk, e há mais trabalho a ser feito. Ele foi o primeiro a se juntar a Raynor quando o marechal desertou Mengsk para sempre.


Quando os Saqueadores de Raynor tomaram o navio-almirante de Mengsk, a Hipérion, na batalha nos Estaleiros Dylarianos, Matt foi a escolha lógica para cuidar da nave. Ele se tornou reconhecidamente o capitão e assumiu o controle da pequena frota dos Saqueadores, e de vários aspectos militares das campanhas de Raynor nos anos que se seguiram. Ele ainda acredita firmemente em fazer do universo um lugar melhor e é ferozmente leal aos Saqueadores em geral, e a Raynor em particular. Ele não é apenas um bom combatente, mas também um excelente piloto de naves e um tático decente de naves espaciais.


Manter vivos os ideais de uma revolução contra a Supremacia Terrana tem sido difícil; Mengsk é um propagandista perito e parece segurar todas as cartas. Ao longo dos anos Matt tem se tornado mais duro por causa das suas experiências, mas seus ideais e determinação continuam inalterados. Matt ainda acredita em Raynor e na revolução em si, ainda que algumas dúvidas de Raynor tenham se espalhado pelo seu grupo. Matt tem feito muito para manter as coisas funcionando ao longo dos anos, sempre tendo fé de que o heroísmo inato de Raynor ressurgirá e um dia levará os rebeldes para a vitória.