Feras das Terras Selvagens — Serra Fogofrio

 Feras das Terras Selvagens — Serra Fogofrio

Armar-se com conhecimento é essencial se você quiser sobreviver no mundo selvagem de Draenor. Nesta série, falaremos sobre as diferentes criaturas que você pode encontrar explorando este mundo indomado. Mesmo incompleta, ela deve dar uma ideia do que esperar enquanto você se prepara para os desafios vindouros. Confira algumas das criaturas que podem ser encontradas na Serra Fogofrio:

Magnaron

Magnaron

Criaturas ancestrais de pedra derretida, os magnarons descendem diretamente dos colossais que deram a primeira forma a Draenor. Poucos entre os que vivem hoje são capazes de se comunicar com esses enigmáticos gigantes, e menos ainda compreendem suas motivações aparentemente caóticas. Em meio aos surtos de lava da Serra Fogofrio, os magnarons entalham símbolos nas entranhas da crosta terrestre e moldam montanhas para servir aos seus propósitos. Sabe-se que os magnarons escravizaram e se aliaram às fúrias elementais, e que raramente estão sozinhos. Aproxime-se com cautela!

Ogron

Ogron

Ogros, gronns e magnarons todos descendem de uma mesma linhagem, com os bestiais ogrons estabelecendo o elo perdido entre os selvagens gronns e sua prole, menor em estatura e mais numerosa. Eles vigiam os arredores com um único olho amarelo — que pisca lentamente e compreende ainda mais lentamente. Estúpidos demais para desobedecer ordens, mas grandes e perigosos o suficiente para manter os desregrados ogros na linha, a força bruta dos ogrons serve aos líderes ogros, dos senhores da guerra até o próprio imperador. Qualquer campeão que almeje derrotar ogros no poder deve se preparar para encarar um ou mais ogrons no caminho.

Rylak

Rylak

Os rylaks, voadores e versáteis, adaptaram-se aos climas de toda Draenor, mas ocorrem em maior densidade na Serra Fogofrio. Aqui, penhascos aquecidos de rocha vulcânica dão excelentes ninhos, e grandes áreas cobertas de neve oferecem um excelente território de caça a esses ferozes predadores, que buscam suas presas com olhos e narinas em dobro. Suas grossas escamas os protegem dos elementos, bem como das flechas de caçadores frustrados. Aventureiros em busca de um troféu de duas cabeças de rylak devem atentar para os dois conjuntos de presas... e aqueles em busca de uma nova montaria, devem se lembrar da tendência da Horda de Ferro de armar os maiores rylaks a fim de usá-los em combate. 

Frostwolves

Lobos do Gelo

Só os mais fortes sobrevivem ao clima impiedoso da Serra Fogofrio. Entre os nativos, sobressaem-se os robustos lobos do gelo. O clã órquico Lobo do Gelo honra as feras utilizando-as como símbolo e nome – os orcs e seus companheiros lobos lutam e caçam lado a lado, como uma só matilha.

Exploradores da Serra Fogofrio devem ter cuidado com os primos não domesticados dos lobos do gelo, os terríveis garns. As imensas feras, com o dobro da massa de um urso azerothiano, são identificadas pelas imensas mandíbulas e o pelo negro feito a asa do corvo. Até mesmo os orcs Lobo do Gelo temem os indomáveis e selvagens garns.

Ainda há incontáveis criaturas perigosíssimas por aí, todas atrás de um aventureiro que dê uma boa refeição — é melhor manter os olhos abertos e as armas afiadas. Será que você consegue sobreviver em Draenor?

Carregando Comentários...

Um erro ocorreu durante o carregamento.