Ficha dos Personagens

Caçadora Elfa Sangrenta 90
11920
DADOS GERAIS

Personalidade: A personalidade de Alíria mudou drasticamente depois das Segunda e Terceira Guerra. De uma elfa gentil e altruísta, Alíria passou a ser arrogante e manipuladora. Por não aceitar a aliança com a Horde e repudiar os humanos, Alíria acabou por desenvolver um certo distúrbio mental (alimentado pelo ódio e rancor de Sylvanas), o que a faz perder o controle da sanidade em momentos de raiva.

Possessões valiosas: O maior zelo de Alíria é seu colar de prata. Folheado em puro prata, o colar tem um pingente cinza (Já desgastado com o tempo), embora ainda brilhe como um novo. Há quem diga que ele foi dado por uma criança cujo Alíria não conseguiu salvar.

Hobbies: A atividade preferida da elfa é de escalar árvores. Geralmente, ela costuma ficar bastante tempo sentada no galho mais alto para refletir.

Animais de estimação: Seu único mascote é uma gata espectral (que só pode ser vista caso Alíria ordene). Seu nome é Kai.

Pontos fortes: Como Alíria aprendeu a negar completamente seus sentimentos, a elfa é raramente comovida, tornando possível ser altamente qualificada para missões de baixo nível. Sua persuasão também é outra qualidade invejada.

Pontos fracos: Embora consiga esconder seus sentimentos da maioria das banalidades, a elfa é nitidamente subjugada quando a vida de Sylvanas está em jogo. Alíria também evita a morte de crianças, comprometendo até mesmo suas missões.

Peculiaridades: O capuz negro com desenhos em roxo tampando quase todo seu rosto, é uma das poucas marcas da elfa. Alíria também possui a mania de arranhar as coisas com as próprias unhas.

Parentes: Como metade de sua família faleceu, apenas as primas (Sylvanas e Vereesa) continuam ''vivas''; visto que ninguém sabe do atual paradeiro de Alleria. Além dos sobrinhos, Galdarin, Giramar e Arator.

Aliados relevantes: Como muitas pessoas em Azeroth devem favores a elfa, Alíria geralmente costuma cobrar essa dívida. Apesar de que além de Sylvanas, Alíria conta com a ajuda de uma humana paladina.

Inimigos relevantes: Por realizar missões de caráter duvidoso, Alíria é frequentemente caçada pela Alliance, assim como quase toda a Horde não confia em seus atos.
Editado por Alíria em 29/01/2013 04:17 BRST
Responder Citar
Mago Elfo Sangrento 90
10650
Nome: Alcarinoto Runewriter

Idade: 782 anos

Raça: Blood Elf

Classe: Mago

Títulos: Magister

Profissões: Especializado nas artes de encantamento, por tradição de família e em Alfaiataria, desenhando e costurando suas próprias vestimentas.

Local de nascimento: Quel'thalas

Aparência: Os olhos, despois de alguns anos, perderam seu aspecto verde da magia vil, e voltaram a ser azul-céu. Seus cabelos louros e não muito longos. Estatura média para um elfo, mas grande para os padrões humanos, é magro e não muito forte nem resistente.

Cheiro: Conserva o aroma de Quel'thalas, embora esteja sempre viajando e aprimorando suas magias.

Voz: Tem a voz fria e sábia, mas quase nunca conformadora.

Mão dominante: Destro, embora os movimentos arcanos tenham o treinado um pouco melhor com a mão esquerda, ainda assim, não saberia utilizar uma varinha nela.

Trajes: Normalmente utiliza as cores roxo e vermelho. Normalmente criadas por ele mesmo, utiliza também o tabardo dos Magisters, ordem de qual pertence. (Nota: o tabardo não existe ingame.)

Traços característicos: O que mais chama atenção no mago, são suas runas magicas, tatuadas por quase todo o corpo. A maioria é escondida por suas vestes, mas há uma que está abaixo do olho direito. Elas são usadas para conservar mana.

BIOGRAFIA
Eu estou reescrevendo a história dele, porque não saiu o personagem que eu queria que fosse. depois de alguns dias eu ponho
DADOS GERAIS

Personalidade: Assim como não gosta que as pessoas bisbilhotem o que é seu, também não o faz com o dos outros. Não tolera desrespeito e pode agir sem pensar se acabar se empolgando. Ele responde as ofensas menores com desgosto e as maiores com vingança. Detesta conhecer pessoas novas e quase sempre acaba ofendendo as pessoas sem querer. É orgulhoso e só pede desculpas quando realmente vê que esta errado.

Possessões valiosas: Um livro, passado de pai para filho em sua família contendo o segredo da arte de escrever runas em corpos. Escrito completamente na mesma linguagem que as runas são, é inútil para qualquer pessoa que tente roubá-lo.

Hobbies: Decifrar as escritas do livro antes mencionado. Também gosta de costurar roupas, embora acabe errando algumas coisas aqui ou ali, se irrita e acaba por incinerar a peça inteira. Quando isso ocorre, resolve ler um bom livro.

Animais de estimação: Um Raptor fossilizado que encontrou em suas aventuras por ai, com uma aura mágica extraordinária que acabou por chamar de Roberto. (Ele está no meu armory :D)
Editado por Alcarinoto em 08/02/2013 03:58 BRST
Responder Citar
Mago Elfo Sangrento 90
10650
Pontos fortes: Tem um poder mágico incrível. Segue ordens sempre que mandado, a menos que sejam ordens suicidas ou que prejudiquem os aliados. Grande lealdade aos amigos de infância e superiores.

Pontos fracos: Não consegue conhecer pessoas novas. É um péssimo estrategista. Detesta ter de dar ordens a pessoas que não entendem o que ele quer dizer. Sempre se irrita demais com pequenos xingamentos.

Peculiaridades: Utiliza a magia para qualquer tarefa, desde limpar a casa, a convencer as pessoas ou intimidá-las. Fala de forma fria e direta e as vezes acaba se atrapalhando com as palavras.
Parentes: Seus pais morreram antes da invasão do Flagelo a Quel'thalas, mas seu irmão pereceu na batalha. Existem rumores dele ter sido visto nas fileiras dos Cavaleiros da Lâmina Sombria, mas ele não quis confirmar isso. Há também uma elfa, que não é da família, mas era sua noiva. Após o retorno de Terralém com os Magisters para ensinar a habilidade de sucção de mana de criaturas vivas, ela, tão gentil que era não quis fazer com que outros sofressem com o seu vício em magia, e esta acabou por fim a ser banida de Quel'thalas com os outros que se recusara a utilizar de tal prática.

Aliados relevantes: Fez amizade com um ser muito peculiar. Uma dragonesa azul chamada Anygosa, e um Cavaleiro Sangrento chamado Almavarno.

Inimigos relevantes: O Pacto de Prata, Aliança, e agora com o MoP o Kirin Tor.
Editado por Alcarinoto em 02/02/2013 00:45 BRST
Responder Citar
Ladino Humano 100
17705
Li todas as fichas do pessoal ate aqui e achei bem legal. Pena não termos um servidor Rp oficial no Brasil.

Detalhe sobre o meu é que quando eu tinha criado a historia do meu personagem, aquela ordem secreta que ele faz parte se chamava Irmandade Sombria, mas quando numa BG eu vi um membro da guilda do Alcarinoto que tinha o mesmo nome que eu tinha pensado, eu mudei na historia do meu char =P
Responder Citar
Sacerdote Elfo Noturno 90
6275
Nome: Cecil Folhanavalha

Idade: 6000 ~ 7000 anos

Raça: Elfo Noturno

Classe: Sacerdote

Títulos: Sem Títulos

Profissões: Alquimista e alfaiate (mais como um hobbie)

Local de nascimento: Vale Gris

Aparência: A Pele é roxa, os olhos castanhos têm um brilho fraco. Cabelos longos e brancos que costuma deixar preso num rabo de cavalo. Estatura Alta para os padrões Kaldrei.

Cheiro: Cheira as ervas que costuma manipular para suas porções.

Voz: Voz baixa e sem muita emoção.

Mão dominante: Para assuntos cotidianos porem costuma utilizar a mão direita. Em batalha tem as duas mãos esquerdas.

Trajes: Costuma se vestir com trajes escuros e cinzas.

Traços característicos: O Corpo esta cheio de cicatrizes, marca da única guerra que participou e quase morreu. Uma cicatriz funda que corta seu ombro esquerdo

BIOGRAFIA
Depois Escrevo

DADOS GERAIS

Personalidade: Cecil é uma pessoal calma. Não gosta de chamar atenção, procura estar sempre fora de qualquer confusão. É amigável porem não é extrovertido. Esta sempre calmo nas situações mais adversas, alguns chegam a dizer que ele é “frio”, o único momento que perdeu a cabeça, foi quando testemunhou a morte de seu pai.

Possessões valiosas: Um amuleto de seu pai. Não tem nenhum valor material, é entalhado em madeira, e foi dado ao seu pai pela sua mãe antes do mesmo adentrar ao sonho esmeralda.

Hobbies: Alfaiate. Gosta de costurar para esquecer os problemas, uma das poucas coisas que ele desenvolveu maestria.

Animais de estimação: Stelmaria, uma gata listrada que ele adotou em Dalaran.

Pontos fortes: Muito hábil com habilidades de cura e defesa. É muito amigável e procura sempre ver o lado bom das coisas.

Pontos fracos: Extremamente inútil em batalha ofensiva, não sabe lutar NADA. Muito desastrado. Pouca confiança em si mesmo. Odeia Lutar (ate porque não sabe).

Peculiaridades: Uma Calma Mortal, muito atrapalhado.

Parentes: Sua mãe Aldrieth viva.

Aliados relevantes: Tem uma amizade com uma grande amizade com uma dupla de irmãos Worgens: Anathor um guerreiro e Ellros um Ladino.
Ish’Anne a Sacerdotisa da lua que o treinou.

Inimigos relevantes: Não gosta de fazer inimizades, mesmo a horda que é inimiga da aliança, Cecil não os considera inimigo pessoal.
Responder Citar
Sacerdote Elfo Noturno 90
6275
Reservado para Biografia.
Responder Citar
Sacerdotisa Draenaia 100
14320
BIOGRAFIA
Outs era uma Eredar que nasceu Argus, onde especificademente não se sabe, mas Outs não cresceu com seus pais, nem chegou a conhece-los, ela treinava para se tornar uma grande guerreira, mas não com armas e sim com magia. Outs não se importava
e quando terminava seus afazeres ia aprender como controlar a magia na presença do Profeta Velen. Certo dia, Velen explicou que um grande mal aconteceria aos que não o seguissem, muitos não ligaram, mas Outs o seguiu fielmente e em meio a essa
fuga, os draineis receberam o poder da Luz, e assim Outs aprendeu a controlar o poder da Luz sendo essa sua magia que ajudou seu povo a encontrar um lugar seguro: Draenor, onde Outs e os outros eredar foram chamados de Draineis e viveram tranquilamente por 25.000 anos, que foi o tempo que Outs treinara suas habilidades. Certo dia, o mal começou a tomar
conta do povo nativo que foram corrompidos por Kil'jaeden, Outs foi atacada por um desses nativos com um poder vil, a Drainei resistiu ao ataque mas ele havia deixado sequelas, os Draineis recuaram até o Pantano Zíngaro onde conseguiram se manter a salvo por certo tempo. Mas a salvação durou pouco, uma nova raça havia chegado e eram chamados de Elfos Sangrentos que tomaram uma fortaleza flutuantes dos draineis chamada Bastilha da Tormenta, em uma investida com Velen e seus draineis conseguiram retomar uma parte da Nave chamada Exodar, que foi sabotada e ao tentar mudar de plano a Nave caiu em um planeta peculiar chamado Azeroth. Em Azeroth, Outs e outros draineis foram encontrados pelos Elfos Noturnos e logo em seguida se juntaram a aliança onde receberam várias ajudas.
Na aliança, Outs usava seus poderes da luz para curar e proteger seus aliados, além de cozinhar muito bem. Até que um dia foi colocada na equipe de reconhecimento, onde seu dever era identificar as regiões previamente para que a Aliança pudesse ir em seguida.
Sua primeira missão foi voltar a Draenor por um portal aberto por um poderoso mago chamado Medivh.
Ao chegar lá, Outs viu vários da sua raça corrompidos, demonios, caos, era tudo muito caótico, mas a equipe de reconhecimento conseguiu encontrar vários pontos importantes, como o lugar para a construção das fortalezas e o próprio templo negro.
Outs não habitava mais Draenor, apenas Azeroth, em raras missões ela iria voltar para Draenor. Anos mais tardes uma ameaça mais poderosa surgiu na sua nova terra, uma entidade poderosa chamada de Lich King que habitava os desertos gélidos de Nortúndria. A Draineia Sacerdotisa foi mandada com sua equipe num barco onde passaram bom tempo se conhecendo e adquirindo intimidade. Ao chegar lá estabeleceram uma base e o antigo Líder da Equipe de Reconhecimento foi morto por um nerubiano ao tentar fazer uma varredura maior da área, e tornando Outs a nova Líder. Devido a tal acontecimento, a Draineia trabalhou arduamente em Nortúndria até a chegada de Dalaran, depois disso se retirou para Azeroth e passou um tempo descançando, Outs não teve participação no Cataclismo.
Alguns meses depois, uma notícia havia chegado, o Príncipe Anduin havia desaparecido! Por sua lealdade a aliança, Outs pediu para ir numa missão para essa nova terra onde supostamente estaria um príncipe, e assim Outs partiu novamente, com objetivo de resgatar o principe, Outs sempre usava um colar que havia sido dado pelo antigo Líder, agora apenas em sua memória. Ao chegar na nova terra, a draineia teve contato amigável com os nativos e continuou a procurar por informações sobre a localização do Príncipe floresta fechada a dentro até encontrar uma pequena caverna. Outs adentrou a mesma e encontrou um artefato na forma de panda, ao tocar o artefato Outs sentiu uma dor absurda e desmaiou. Ao acordar ela sentiu-se mais pesada e mais baixa, seus cascos agora eram uma mistura animal-humana e não tinha mais cauda, seu corpo estava coberto de pelos e tinha caninos que chamavam sua atenção. Outs carregou esse artefato consigo, mas bem guardado e teve que convencer as forças da aliança de que era ela mesmo. Mas graças a algumas lembranças e o colar, conseguiu convencer. Agora Outs é uma pandarena que busca uma forma de proteger o príncipe Anduin a todo custo e descubrir uma maneira de regressar a forma antiga.

A Outra parte eu já havia postado antes :*
Editado por Outs em 02/03/2013 20:18 BRT
Responder Citar
Cavaleiro da Morte Elfo Sangrento 100
14945
Nome: Nomenclaturas não interessam, uso apenas meu título para me identificar.

Idade: Não me lembro.

Raça: BE

Classe: DK

Títulos: Festerblight; The Abaddon.

Profissões: Alch.

Local de nascimento: Não me lembro

Aparência: http://us.battle.net/wow/pt/character/azralon/Festerblight/simple

Cheiro: Não possuo mais tato, olfato ou paladar. Não que isso importe.

Trajes: Tolos que não estão preparados para um ataque furtivo a qualquer momento não vivem muito.

Traços característicos: Não importa

BIOGRAFIA

Ahh... Digamos que tentar saciar a "fome" que eu sentia enquanto ainda vivo com magia, era como tentar saciar a fome de alimentos com água.

DADOS GERAIS

Personalidade: Hum...

Possessões valiosas: Ah, sim... o machado que eu usei para derrotar aquele tolo chamado Arthas... como ele se chamava mesmo?

Pontos fortes: Não estar mais vivo.

Peculiaridades: Eu poderia dizer que é estar nessa horda imunda por pura conveniência, mas você ficaria surpreso com quantos outros o fazem.

Parentes: Não me lembro.

Aliados relevantes: Depende do seu conceito de "Aliados".

Inimigos relevantes: Provavelmente, não que isso importe.
Responder Citar
Ladino Morto-vivo 100
10635
Nome: Xerinha

Idade: 41

Raça: Undead

Classe: Rogue

Títulos: Terceiro-Sargento ( Concedido pela própria Sylvanna após Xerinha ter exterminado um batalhão inteiro de night elfs com seu esquadrao de Orcs Subjulgados ).

Local de Nascimento: Nas proximidades de Vila D'ouro

Profissoes: Engenharia e Mining ( Segundo Xera esse trabalho da alguns musculos a seus ossos)

Aparencia: Mandibula quebrada após brigar com um Worgen e matar ele com 13 facadas no buxo, olhos fundos e amarelos realçando sua fúria e ódio contra a Aliança, Cabelo espetado, corpo masculo para um Undead.

Cheiro: Fede aos venenos que aplica em suas armas e possui um cheiro adcional dos vermers que rondam por seu corpo.

Voz: Sua lingua foi cortada quando ele era um Humano após matar guardas da aliança que ameaçaram sua honra pela Aliança, e cuspir em Varian, como renegado passou a odiar a Aliança e servir fielmente a Sylvanna e a Horda.

Mão dominante: Direita, sua mao esquerda foi recosturada e ele nao possui total movimentaçao dela com suas adagas.

Trajes: Parece um assassins creed e procura sempre andar com um azul ou preto sombrio pelas sombras.

Traços Característicos: Muito conhecido pela sua crueldade, frieza e ódio reguardado em seu coraçao morto, oque o torna mais conhecido ainda e sua mandibula putrida e quebrada.

Biografia: Nasceu em Vila D'ouro como humano, sua familia foi assassinada pela Aliança ( Acusada de traiçao, a lingua de Xera foi cortada por matar varios aliancistas e cuspir em Varian reguardando odio e sombra em seu coraçao. Morto pela aliança, Sylvanna ressucitou Xera que agora lhe deve lealdade) Xera nao tem amigos mas possui muitos inimigos, atualmente vivem nas proximidades de montalvo em sua fazenda com sua familia (as unicas pessoas que possam ser seus amigos). Seu objetivo no mundo e matar varian e dar seu corpo aos geists da cidade baixa,ele jurou matar qualquer um que atravesse seu caminho.
Editado por Xerinha em 05/03/2013 14:35 BRT
Responder Citar
Caçador Worgen 90
3820
Mto Grande. Será q dá pra resumir? (Apertei enviar sem querer ¬¬)
- - - - - - - - - -
Nome: HUNTSMAN GORWAL
Idade: tem
Raça: Humano (ao menos era...)
Classe: HUNTSMAN
Títulos: HUNTSMAN
Profissões: HUNTSMAN
Local de nascimento: Guilnéas
Aparência: Humano
Cheiro: tem
Voz: tem
Mão dominante: tem
Trajes: tem
Traços característicos: Pelos; tapa-olho; cuspir no chão.
- - - - - - - - - -
BIOGRAFIA:
Ele se recusa a revelar detalhes, mas evidentemente não gosta da forma Worgen. Acredita-se que ele teve outro nome, e já fora um nobre (devido a educação castelar, que ocasionalmente demonstra). Ele evidencia um grande pesar ao falar de Guilnéas, clamando sua dívida de gratidão a Darnassus para evitar o assunto.
- - - - - - - - - -
DADOS GERAIS
Personalidade: Duas
Possessões valiosas: Faro para magia
Hobbies: Por um fim à Sylvana
Animais de estimação: Lino, o felino; Nino, o canino; Jack Sparrow, o corvo guilneano.
Pontos fortes: Faro para magia
Pontos fracos: Faro para magia
Peculiaridades: Faro para magia
Parentes: vide Biografia
Aliados relevantes: a Aliança
Inimigos relevantes: Sylvana e seus associados
Editado por Gorwal em 05/03/2013 22:47 BRT
Responder Citar
Caçador Troll 90
14240
Nome: Notmad

Idade: 47 anos

Raça: Troll Lançanegra de nascença.

Título: O Peçonhento

Local de Nascimento: Em um pequeno arquipélago entre Kalimdor e Reinos do Leste, obrigado a aprender a caçar ou morrer de fome.
Profissões: Aprendeu a caçar os raros minérios do arquipélago citado anteriormente, e há alguns anos encontrou alguns engenheiros goblínicos que o ajudaram a aprender sobre engenharia.

Aparência: Notmad é um troll esbelto, possui estatura alta como de costume, e pernas longas que o permitem correr atrás da presa ou fugir, apesar de ele raramente fazer isso.

Voz: Uma voz meio embargada, como de costume de todo troll.

Cheiro: (?)

Traços característicos: uma grande cicatriz no braço que um elfo sindo'rei deixou no troll ao confundi-lo com um troll Amani. Notmad viajava a Luaprata afim de entregar uma mensagem de Vol'jin a Lor'themar sobre os planos contra Garrosh. Uma envenenada bastou para matá-lo.

Biografia: Notmad nasceu em um arquipélago, entre Kalimdor e os Reinos do Leste. Quando Thrall passou por lá, Notmad foi um dos primeiros a se prontificar em ajudar os que seriam os novos aliados. Ao chegarem em Kalimdor, Notmad ficara responsável de ser um guarda da cidade de Orgrimmar. O caçador não gostou da ideia. Queria acompanhar Rexxar e descobrir de onde vinha o vínculo deste com a natureza. Depois que a cidade foi devidamente construída, Notmad voltou à natureza. Mas nunca se esqueceu de Thrall, nem Vol'jin. O dia em que precisassem dele, ele estaria lá. Até que tal dia chegasse, aperfeiçoaria suas peçonhas e armadilhas. Aventurou-se por Terralém, conheceu Naarus, tornou-se um grande aliado dos Mag'har, até o dia em que conheceu Garrosh. Jamais imaginara que aquele orc tolo, covarde e chorão representaria a Horda. Depois do exílio dos trolls de Orgrimmar, Notmad jurou vingança ao "Chefe Guerreiro". Por Zul'jin, GARROSH PAGARÁ! Vol'jin e o Mestre-Peçonhento, lutando contra ele. Notmad também estava lá quando o Mag'har tentou envenenar Vol'jin. Desde então, Notmad aprimora mais e mais seus venenos. Serpentes aladas dos Reinos do Leste, Escorpiões de Kalimdor, Aranhas Neru'bar de Nortúndria, Assoladores de Terralém e Víboras Zandalari que agora estão em Pandaria. Uma pequena quantidade de veneno de cada um desses para Garrosh. É isso que ele terá.

Tenho que sair, depois boto o resto o/
Editado por Notmad em 14/04/2013 12:03 BRT
Responder Citar
Cavaleira da Morte Morta-viva 90
5090
Nome: Morkanas Nigserrat

Idade: Tinha 22 anos quando morreu. Deixou de contar desde então

Raça: Renegada

Classe:Cavaleira da morte

Títulos: Quando viva, "Lady". Quando morta, "A Duas Vezes Caída"

Profissões: Sempre foi uma boa cozinheira, e depois de morta manteve esse conhecimento. Hoje, tenta aprender os mistérios da chamada "engenharia dos goblins".

Local de nascimento: Dalaran

Aparência: Esbelta, de olhos azuis e cabelos roxos - eram vermelhos quando viva -, que ficam em pé, com exceção de uma mecha insistente, que cai em sua testa. Tem a pele branco-azulada, e dura e fria, acima do "normal" entre os mortos, devido ao seu congelamento na morte. Tem falta de pele no joelho esquerdo, bem como nos cotovelos, e em seu braço direito a um rasgo amarrado de cerca de 3 centímetros.

Cheiro:Além do cheiro suave e adocicado de decomposição, Morkanas costuma cheirar à Folha-prata queimada, dos cigarros artesanais que fuma.

Voz: Um tom forte e grave é predominante em sua voz, apesar de as vezes ser suavizado, quando - em raras ocasiões - ela trata com alguém que lhe apetece. Na raiva, sua voz costuma ficar desagradavelmente esganiçada.

Mão dominante: Nascida canhota, ela se tornou ambidestra, pois seus pais acreditavam no mito que isso era "mau".

Trajes: Normalmente, traja sua armadura, pois confia em poucos, e acredita na iminência de uma batalha, sempre. Quando vai a Undercity, costuma usar vestidos brancos, para tentar se lembrar de quando era viva e bela.

Traços característicos: Além da pele gelada e dura além do normal, Morkanas é absolutamente comum na morte.

BIOGRAFIA
Filha de um sapateiro e de uma costureira, Morkanas nasceu em Dalaran, quando a mãe lá estava para um serviço de costura de estandartes para a Coroa de Terenas. Vivendo sua vida toda em Lordaeron, ela morava em um pequeno quarto no castelo, e, aos 7 anos começou a trabalhar nas cozinhas, como assistente das cozinhas. Como tal moça era bela, uma beldade ruiva, chamou a atenção de um nobre empobrecido. Aos 16 anos,se casou com Lorde Antonin Nigserrat, ganhando um nome e um título. Seu esposo não tinha terras ou dinheiro, e trabalhava como guarda do castelo, portanto, Morkanas continuou a trabalhar nas cozinhas.
Apenas aos 22 anos veio a engravidar, durante a época da Praga. Tanto ela quanto seu marido estavam doentes, mas, como precisavam de cada cobre para sobreviver, não o diziam, e continuavam a trabalhar. Antonin morreu um dia antes de Morkanas, e ela morreu no dia em que o Principe Arthas retornava à Lordaeron. Com a correria nas cozinhas, ela caiu morta nas frias câmaras onde se armazenavam carnes, e ninguém notou.
Ressuscitada como uma Banshee sob o jugo do Flagelo, ela tomou seu corpo de volta quando foi libertada pela Rainha, junto com os outros renegados. Era uma péssima banshee, e continuou a ser uma guerreira medíocre, até ser dada como morta, quando capturada pelo Flagelo nas Terras Pestilentas, e se tornar uma Cavaleira da Morte.
Hoje, ela luta na vanguarda da Horda, e tem um ódio mortal pela Aliança, que nada fez, ao seu ver, para ajudá-la e ao seu povo, quando renasceram, e quando foram libertados.

(Resumão maroto. Estou escrevendo a história bonitinha dela, e depois vou postar aqui no fórum).

DADOS GERAIS

Personalidade: Uma solitária, Morkanas preza a companhia de poucos. Além disso, faz de tudo pra se passar despercebida, exceto quando vai guerrear contra a Aliança. Nesse caso, faz questão de disursar antes da batalha.

Possessões valiosas: O sinete que ela ganhou ao entrar para a nobreza , que usa preso ao pescoço.

Hobbies: Além de ser uma entusiasta de arqueologia, Morkanas gosta de ler, para compensar a pouca educação na vida. Além disso, tem apreço por suas montarias, em especial pela Serpente das Nuvens que criou, a qual chama carinhosamente de "Sheiyla".

Animais de estimação: Todas as suas montarias. Morkanas cuida mais delas do que de si mesma.

Pontos fortes: Além de ter se tornado muito forte fisicamente, ela não tem medo da morte - que já enfrentou várias vezes, não é? - , e , com os perfumes e roupas certas, pode se passar por uma humana viva, com sua pele intacta.

Pontos fracos: Além de muito solitária, sua falta de medo da morte a põe em um frenesi suicida quando sua rainha e seu marido estão em perigo.

Peculiaridades: A cavaleira da morte costuma engasgar ao falar, assim como sua voz oscila. Ela costuma também lamber seus lábios, e tocar frequentemente o sinete em seu pescoço.

Parentes:
Leona : Mãe, morta pelo Flagelo, quando tentava fugir de Lordaeron
Alan : Pai, morto de causas naturais aos seus 9 anos de idade
Tristan : Primo em segundo grau e ex-noivo, desaparecido.
Antonin Nigserrat : Marido. Morto-vivo, atualmente, membro da Deimoguarda de Sylvanas.
(...)
Responder Citar
Cavaleira da Morte Morta-viva 90
5090
Aliados relevantes:
A Rainha Banshee : Morkanas não só a ama como rainha, mas como irmã. A Dama Sombria foi uma banshee como ela foi, e a cavaleira da Morte ainda cuida dela com todo o amor possível e imaginavel.
Antonin Nigserrat : O marido Deimoguarda é o único ser que ela ama, com exceção de Sylvanas. Os dois têm uma relação muito boa, apesar de passarem muito tempo distantes.

Inimigos relevantes:
Os Humanos : Morkanas odeia os humanos com todas suas forças, pois acredita que eles poderiam ter salvado a ela e a seus conterrâneos do Flagelo
O Lich King : Ela odeia também aquele a tornou uma morta viva, o Lich King. Como seu ódio é a figura encarnada dele, o mesmo se aplica à Bolvar.
Paladinos : Por ódio a aqueles que a condenam as sombras e ao fim sem pestanejar, Morkanas adiquiriu asco aos paladinos. Sejam inimigos ou aliados, ela não confia neles, e, caso sejam da Aliança, os ataca sempre que possível.
Responder Citar
Mago Morto-vivo 90
11645
Vontade de escrever, mas a preguiça é forte. D;
Responder Citar
Cavaleiro da Morte Humano 90
7940
Nome: Bahamulti

Idade: 45 anos.

Raça: Worgen.

Classe: Cavaleiro da Morte.

Títulos: Regicida.

Profissões: Joalheria e mineração

Local de nascimento: Arredores de Guilnéas.

Aparência: Aparência não é algo que pode ser visto em Bahamulti já que ele normalmente é bastante coberto, mas seu focinho é longo e suas presas ficam a mostra quase todo o tempo, suas botas são rasgadas devido as suas patas que tem unhas bem afiadas.

Cheiro: O cheiro de Bahamulti lembra a época de escravidão ao flagelo, uma época de dor e sofrimento, isso faz com que as pessoas que já sentiram o cheiro do flagelo não queiram falar muito com ele.

Voz: Sua voz é rouca e bem obscura, uma voz típica de um cavaleiro da morte.

Mão dominante: Para Bahamulti todas as partes do corpo são extremamente importantes, devido a perda de muitos orgãos ele passou a dar valor em todas as partes.

Trajes: Como dito la em cima, Bahamulti gosta muito de ficar completamente coberto.

Traços característicos:Bahamulti possui uma cicatriz no focinho que ganhou lutando contra um orc e uma no olho direito que ganhou lutando contra um troll.

Biografia: Bahamulti nasceu nos arredores de Guilnéas,seus pais foram mortos quando ele tinha apenas 11 anos, ele foi morar em um orfanato junto com seu irmão que mais tarde seria um ladino e junto com sua irmã que mais tarde se tornaria uma bruxa, aos 25 anos se casou e teve uma filha, porém foi atacado por um worgen e matou ambas durante a evacuação dos arredores para a construção da muralha, aos 26 anos Bahamulti foi morto pelo flagelo e revivido como servo do Lich King.

Bahamulti sentia prazer em matar os civis e soldados, segundo ele aquela foi a melhor época de sua morte-viva por naquela época ele não vagava " sem rumo",ele serviu ao flagelo durante 1 ano até que notou a traição e se uniu a resistência de Dárion Mograine.

Bahamulti contribuiu no começo e no fim da expedição a Nortúndria,hoje serve a Aliança com a mesma honra que serviu no passado.

Personalidade:Bahamulti é muito quieto e não gosta de arranjar brigas, porém quando é provocado parte para cima.

Possessões valiosas: Devido a Bahamulti estar agora na morte-viva ele não se apega a nada.

Hobbies: O maior hobbie de Bahamulti é matar renegados, para ele mesmo que eles tenham escapado do controle do flagelo eles merecem morrer, por isso Bahamulti esta na maior parte do tempo na floresta de Pinha Prata

Animais de estimação: Como já dito acima, Bahamulti não se apega a nada, qualquer carniçal que venha submundo para servi-lo, acaba morrendo sem piedade depois que não é mais útil.

Pontos fortes: Para Bahamulti é muito difícil ele se chatear, devido a morte-viva ele é completamente frio, porém o ponto mais forte dele é a sua pericia com as garras que acaba utilizando mais do que sua espada.

Pontos Fracos: O ponto mais fraco de Bahamulti é que devido a não ter recebido a benção de Eluna em momentos que ele sinta a mínima raiva ele solta sua fera, porém a fera normalmente não fica mais de 2 horas.

Peculiaridades: Por algum motivo as pessoas passam longe de Bahamulti, elas o tratam como se fosse um inimigo, muitas vezes Bahamulti recebe constantes ofensas.

Parentes: Bahamulti possui 4 parentes mortos e 2 vivos, dentre os mortos estão: sua mulher, filha e seus pais e dentre os vivos estão seu irmão ladino e sua irmã bruxa, ele não tem contato com nenhum dos dois.

Aliados relevantes: Bahamulti não gosta muito de fazer amigos, ele normalmente gosta de trabalhar sozinho.

Inimigos Relevantes: Para Bahamulti qualquer um que for da horda é inimigo, mas seu principal inimigo são os renegados, porém por algum motivo Bahamulti não SUPORTA paladinos e sacerdotes, e quando são inimigos... Bem Bahamulti sente prazer em tortura-los.
Editado por Thebahamulti em 16/04/2013 18:37 BRT
Responder Citar
Cavaleiro da Morte Worgen 100
12485
Nome: Rhaizen (Galven Braveheart)

Idade: 48 anos (na forma humana aparenta ter 19 anos)

Raça: Worgen

Classe: Cavaleiro da Morte Sangue

Títulos: Chanceler da Ordem da Lua Crescente (representante dos worgens dentro da Ordem), Ruina (como era chamado pelo Flagelo quando era um dos worgens da Bastilha da Presa Negra)

Profissões: Ferreiro e Joalheiro

Local de nascimento: Lenhardente, Floresta de Pinhaprata

Aparência: (forma humana) de pele clara, mas não pálida, possui 1,74m de altura e cabelos negros, ele é magro e pequeno e a cor de seus olhos não pode ser vista, pois o brilho azulado gélido ofusca os olhos naturais. Ele aparenta ser muito jovem, o que não condiz com sua maneira de falar, agir e se vestir. Seu corpo é recoberto com inúmeras tatuagens rúnicas que emanam um brilho arroxeado.
(forma worgen) diferente do garoto magro, na forma worgen ele é extremamente grande, mesmo para os padrões dos worgens, sua pelagem é densa e escura e encobre poderosos músculos. Por baixo de seus pelos é possível ver as tatuagens rúnicas que agora ostentam um brilho avermelhado.

Cheiro: um leve cheiro de sangue pode ser sentido, o cheiro se agrava na forma worgen.

Voz: (forma humana) tem a voz de um garoto, porem um pouco rouca.
(forma worgen) possui uma voz grave e estrondosa.

Sempre que fala ele cria pausas que são preenchidas com uma pesada respiração e grunhidos. As pausas parecem ser um tempo que ele usa para escolher as palavras corretas para as frases:

“Acho que aquele... elfo... não teve muita sorte, não é?”

“Hehehe... acho que isso te deixa meio... desconfortável.”

A forma que ele pensa para falar é meio distorcida (por ele ter passado muito tempo sendo uma fera bestial e depois ser jogado a consciência de forma depravada pelo Flagelo), então para não cometer “gafes” ou fazer comentários preconceituosos com as outras pessoas ele pensa bastante antes de falar certas palavras chaves.

Mão dominante: ambidestro, ele utiliza ambas as mãos com a mesma pericia. Costuma usar armas de duas mãos (quanto mais pesado melhor), mas possui muita maestria com duas armas.

Trajes: Ele se veste sempre com um uniforme da Guilda e uma calça com reforço de couro. Ele utiliza a todo tempo um par de braçadeiras de couro, que escondem algo em seus pulsos, mesmo quando caça na forma worgens ou ele esta coberto por uma armadura, ele mantem a braçadeiras. Ele prefere armaduras pesadas que ostentem placas e espinhos. Constantemente ele troca de armadura para se adaptar a missão em que estiver.

Traços característicos: Olhos mais atentos podem notar as tatuagens rúnicas que ele esconde por baixo das roubas compridas. É possível notar também uma leve cicatriz no olho direito.

BIOGRAFIA (resumo)

Nascido pouco tempo antes da primeira invasão a Azeroth, Galven cresceu em Lenhardente na Floresta de Pinhaprata, na divisa entre Lordaeron e Guilnéas. Perdeu seu pai logo cedo, após a Segunda Guerra.

Ainda criança descobriu uma afinidade com as criaturas selvagens e com o arco e flecha e se tornou o mais novo guarda caça da fronteira. Suas habilidades fizeram com que o Arquemago Arugal o colocasse em contato com sua nova e aterradora descoberta, os Worgens.

Infectado por um ancião worgen, Galven sucumbiu a maldição, se tornando uma fera sem consciência, seguindo apenas instintos. Por anos a fera conhecida como Ruina rechaçou as investidas do Flagelo em Pinhaprata, até que finalmente foi morta e trazida como premio para Lordaeron.

Anos mais tarde o Lich Rei finalmente encontrou uma forma de reanimar os imunes worgens na forma de cavaleiros da morte, trazendo assim Ruina para seu exercito, agora com outro nome, Rhaizen.

Após a guerra aberta do Flagelo contra as raças mortais de Azeroth, um golpe poderoso foi dado contra o Lich Rei e alguns de seus maiores campeões se rebelaram contra ele. Livre do controle do Flagelo, Rhaizen vagou por Azeroth como um mercenário e assassino, até esbarrar com membros da Ordem da Lua Crescente... (e o resto é história jogada em RP :D)

... Continua ...
Editado por Rhaizen em 16/04/2013 16:42 BRT
Responder Citar
Cavaleiro da Morte Worgen 100
12485
DADOS GERAIS

Personalidade: Apesar dele mesmo não gostar, Rhaizen é extremamente sociável e extrovertido, fazendo piadas e sendo prestativo. Calculista, frio e sem sentimentos ele parece mais um robô com piadas prontas. Impetuoso ele é irritado facilmente e dificilmente confia em alguém.

Hobbies: Rhaizen passa muito tempo em missões ou caçadas, mas nos tempos livres ele fica na companhia da cavaleira da morte Linnéa.

Animais de estimação: Um corvo zumbificado chamado Dust o acompanha a todo tempo e Rhaizen o utiliza como seus olhos a distancia. Rhaizen também possui um Geist chamado Creiv.

Pontos fortes: Rhaizen tem um alto carisma, e uma presença forte e inspiradora. Apesar de forte e impetuoso ele tem um forte senso de proteção, dever e trabalho em grupo, resquício da época em que ele fazia parte da matilha Presanegra.

Pontos fracos: Preconceituoso, malicioso e cruel, a boa fala é apenas uma mascara que encobre um mostro sanguinário. Apesar de prestativo ele sempre esta maquinando alguma coisa a seu proveito. Essa faceta pode ser notada quando ele se irrita e deixa a mascara cair.

Peculiaridades: A maior peculiaridade do Rhaizen é a fala pausada e a forma excêntrica de combate, com saltos, giradas e rápida movimentação.

Parentes: Sem parentes sanguíneos vivos. Ele possui apenas Linnéa como companheira e é muito amigo de um guerreiro impulsivo chamado Kaelonidas.

Aliados relevantes: Como um Chanceler da Ordem da Lua Crescente ele tem grande influencia dentro da Guilda, mas também trabalha para a AVIN (SI:7) e tem relações diplomáticas com sua antiga matilha os Presanegra e o próprio reino caído de Guilnéas.

Inimigos relevantes: Sua cabeça esta a prêmio na Horda, principalmente entre os Renegados, devido as constantes intromissões e sabotagens na região de Lordaeron e é extremamente odiado pelos Vraikalen em Nortundrea por diversos conflitos e desavenças geradas durante a época em que lutava pelo Flagelo.

_______________________

Bom... espero que tenha todas as informações que Alíria precise caso queira me incluir nas histórias la =]

Qualquer duvida... tamosai...
Responder Citar
Ladino Humano 100
17705
@Rhaizen

Show cara, hj mesmo antes do almoço eu estava pensando se fizesse um Worgen pra RP, faria de Pinha Prata e não de Guilneas que acabou virando clichê.

Eu sempre leio a ficha do pessoal nesse tópico e fico entristecido de estarem todos espalhados entre os reinos pq até hj não temos um servidor oficial.
Responder Citar
Cavaleiro da Morte Worgen 100
12485
Pois é, vlw Hikz ... na Ordem da Lua Crescente sou o Chanceler de Guilneas e nem de la eu sou XD

Quanto a fazer RP... ainda tempo o inter-reinos... só precisamos marcar mais eventos.
Responder Citar
Guerreiro Worgen 90
12500
Nome: Felgolos

Idade: 28

Raça: Worgen

Classe: Guerreiro

Títulos: Selvagem de Guilnéas

Profissões: Ferraria e Mineração

Local de nascimento: Em Aldeia Vale Tormenta, Guilnéas

Aparência: Olhos avermelhados, pelagem amarronzada, mede 2,10m, músculos consideráveis para a sua altura e longas orelhas com algumas cicatrizes.

Cheiro: Cheiro de lobo selvagem

Voz: Grossa e rouca

Mão dominante: Ambas as mãos

Trajes: Por utilizar armas grandes e pesadas, usa armaduras não tão pesadas para facilitar a movimentação, de preferência de cor vermelha ou preta.

Traços característicos: Em seu peito há uma enorme cicatriz de quando batalhou contra uma bruxa ao arredores de Tanaris.

BIOGRAFIA
Felgolos é um ótimo guerreiro, treinava todos os dias após sair de seu trabalho juntamente com seu pai, um ótimo treinador, e trabalhava como ferreiro na Praça dos Mercadores na cidade guilneana.

Ao anoitecer, voltava do trabalho quando notou algo suspeito. A Aldeia Vale Tormenta não havia mais habitante, as portas das casas estavam abertas, folhas e outras coisas estavam espalhados pelo caminho até foi surpreendido pelo seu pai, que o esperava na porta de sua casa, alarmando-o para que saísse da aldeia mas já era tarde. Feras descontroladas corriam em direção aos dois guerreiros, ambos se esconderam na casa em que moravam, bloqueando a porta com mobílias do local e empunhando suas armas, porem, um worgen quebra uma das janelas e investe em Felgolos, que não consegue desviar do ataque e as longas presas fera penetram em seu ombro direito. Seu pai ouve seus gritos de dor e golpeia o worgen na cabeça, o matando, coloca seu filho sobre seus ombros e saem pela porta dos fundos indo em direção a Floresta Negra.

Depois de caminhar entre as árvores sombrias do lugar, eles se escondem um uma casa abandonada. Felgolos e seu pai ficam no canto mais distantes das janelas, o sangue escorria do ombro do jovem guerreiro, que também se contorcia de dor. Uivos longos podiam ser ouvidos fora da casa, Felgolos só lembra de estar olhando para para as costas de seu pai, enfrentando outro worgen que invadiu o local e de observar as mudanças provocadas pela maldição até ficar inconsciente.

O jovem guerreiro recobra sua consciência depois de muito tempo, diante dele havia um Alquimista que explicou como se tornou um worgen, como foi parar ali e como conseguiu subjugar a fera dentro de si através de uma poção feita pelo mago.

Mas os problemas não acabaram por ai, Guilnéas estava sob ataque dos Renegados, uma longa guerra acontecia em toda a região. Felgolos, com seu novo corpo, lutou ao lago de Genn Greymane e a população guilneana dentro da cidade dominada pelos mortos-vivos.

Em meio a batalha, Felgolos se destacou pela sua ferocidade. Mesmo desarmado, continuava lutando com suas próprias garras, sua força era impressionante, perfurava, decepava, cortava os inimigos sem piedade. Após a vitória teve que abandonar Guilnéas, Sylvanas ordenou os renegados soltarem a peste na cidade.

Em Teldrassil, o guerreiro não foi pra Darnassus com os outros worgens recuperados da maldição, algo dentro dele faz com que fique longe da cidade dos Elfos Noturnos. Sem pensar duas vezes, embarcou no barco que leva para VentoBravo.

Até hoje ele tem pesadelos de feras matando e devorando suas caças em meio a uma floresta densa e sombria.

(A história ainda estou criando, mas é basicamente isso =p)

DADOS GERAIS

Personalidade: Felgolos não é muito de se socializar, amigos era coisa rara para ele, e na maioria das vezes só fala com alguém quando lhe dirigem a palavra e age como um selvagem na maior parte de seu tempo (Não o atrapalhe enquanto estiver comendo! Ainda mais quando tiver carne envolvida!).

Possessões valiosas: Não se desgruda do seu colar, dado pelo seu irmão mais novo Deros.

Hobbies: Costuma caçar pelas florestas de Azeroth, principalmente em Cratera Un'goro, em Kalindor, Vale Gris, no Reinos do Leste, e Selva de Krasarang em Pandaria.

Animais de estimação: Sua única componia é um filhote de worg que pegou na Selva do Espinhaço

Pontos fortes: Tem força o suficiente para carregas e empunhar suas longas espadas e, como não usa armaduras muito pesadas, aplicar golpes que aprendeu com seu pai. Mesmo desarmado luta com suas próprias garras.

Pontos fracos: É impulsivo, em certas situações age pelo próprio instinto sem avaliar as consequências. Por ser treinado pelo seu pai, não luta contra os inimigos desarmados caso esteja segurando suas armas, prefere lutar de igual pra igual (A menos que o inimigo coloque extremamente em risco sua vida).

Peculiaridades: Tem uma enorme cicatriz por toda a região do peito, causados por uma bruxa.
Editado por Felgolos em 16/04/2013 22:10 BRT
Responder Citar

Por favor, relate qualquer violação do Código de Conduta, incluindo:

Ameaças de violência. Nós levamos isso a sério e alertaremos as autoridades apropriadas.

Mensagens contendo informações pessoais de jogadores. Incluindo endereço físico ou de e-mail, número de telefone, fotos e/ou vídeos inapropriados.

Assédio ou linguagem preconceituosa. Isso não será tolerado.

Código de Conduta dos Fóruns

Relatar mensagem # escrita por

Motivo
Explique (no máximo 256 caracteres)

Reportado!

[Fechar]