Tol Barad

Os restos decadentes desta fortaleza insular contam uma história de sangue e chamas. Erigida pela primeira nação de homens, a cidadela de Tol Barad foi uma plataforma estratégica para as forças da Aliança durante a Segunda Guerra. A Horda, que via Tol Barad como um obstáculo no caminho que levava até os Reinos do Leste, desferiu um ataque contra a ilha. Despreparada, a Aliança foi expulsa de Tol Barad e a cidadela foi devastada, tornando-se símbolo da vitória brutal da Horda. As ameias abandonadas e enegrecidas que restavam permaneceram esquecidas até os feiticeiros de Kul Tiras reivindicaram a ilha a fim de dar-lhe um novo propósito. Imensas muralhas foram erguidas sobre as rochas marcadas pela batalha, mas, em sua sagacidade, os arcanistas voltaram as defesas da cidadela para dentro, projetando assim uma prisão mística para encarcerar as mais poderosas mentes criminosas.

Hoje, a luta para manter o controle da ilha e sua terrível penitenciária continua. Agora que a Horda e a Aliança têm novamente uma base em Tol Barad, de quem será o sangue que tingirá a Baía de Baradin de vermelho?


Não faça prisioneiros!

  • Guerra
  • Baía de Baradin, Reinos do Leste
  • 85
  • 80
  • Proteja a fortaleza até o tempo se esgotar (Defesa) ou capture-a (Ataque).

Visão geral

Ao contrário de Campos de Batalha tradicionais, Tol Barad é uma área "externa" (não instanciada) em que é possível chegar por meio de portais nas capitais (Horda: Orgrimmar | Aliança: Ventobravo). Atravessar os perigos da paisagem inclemente de Tol Barad é só o primeiro desafio; manter o controle da prisão e das fortalezas demandará aço, magia e toda a atenção da facção! A cada duas horas e meia tem início uma nova batalha para pôr em xeque o domínio da força no controle. Para manter Tol Barad em suas mãos, os defensores terão que evitar que os inimigos capturem as três fortalezas até o fim do tempo (quinze minutos).

A facção que controlar Tol Barad ao fim da batalha ganha acesso a missões no centro da área e entrada para a ala dos prisioneiros da Guarnição Baradin. Cuidado: apesar dos rumores acerca de tesouros escondidos na fortaleza, os criminosos que vivem atrás das grades enferrujadas aguardam apenas um deslize para fugir.

Como vencer

A batalha por Tol Barad pode terminar de duas maneiras:

Vitória do Ataque – Os atacantes tomam o controle das fortalezas.

Vitória da Defesa – Os defensores impedem os atacantes de tomar o controle das fortalezas.

Elementos de jogo exclusivos

Fortalezas

A equipe incumbida de defender Tol Barad começa no meio do mapa e tem a posse das três estruturas: Guarnição Encouraçada (Norte), Escoriodutos (Sudeste) e Vigia do Guardião (Sudoeste). Se os defensores estiverem no controle de pelo menos uma delas quando o tempo se esgotar, eles vencem.

Os atacantes, por outro lado, não ficarão contentes até tomarem as três fortalezas de seus inimigos. Começando na ponte, o ataque precisa dividir suas forças estrategicamente para invadir a área, assumir o controle com velocidade e tomar as três fortalezas até o fim do tempo.

O controle das fortalezas (visível na forma de uma barra de progresso na tela) flutua de acordo com as forças da sua facção lutando na área: o lado que tiver mais jogadores ganha vantagem na luta. Mas tenha cuidado, números não bastam para garantir a vitória. Para cada jogador defensor morto perto de uma fortaleza, o controle fica mais próximo dos atacantes.

Torres

Há três torres localizadas no perímetro de Tol Barad, a leste, a oeste e ao sul. Esses pináculos servem como pontos opcionais de valor estratégico que, se destruídos, estendem a duração da batalha por Tol Barad. Atacantes podem ganhar tempo com investidas contra uma ou todas as torres. Torres em perigo podem distrair as forças defensivas; ao cair, cada torre concede aos atacantes cinco minutos adicionais para atacar Tol Barad (podendo dobrar o tempo da batalha para trinta minutos, caso as três caiam). Os jogadores na equipe defensiva terão que escolher entre defender as fortalezas e manter o tempo da batalha reduzido.

E, embora as torres estejam avariadas e marcadas pelas batalhas, elas ainda são muito grandes para serem destruídas por um jogador sozinho. Porém, por um golpe de sorte, os conflitos anteriores em Tol Barad deixaram um suprimento de máquinas de guerra abandonadas prontas para serem usadas. No início das batalhas em Tol Barad, seis Máquinas de Cerco surgem para ajudar a equipe ofensiva: duas junto às Profundezas Amaldiçoadas, duas no Presídio da Grande Ilha e duas perto do Bloco D. Antes de poder controlar uma Máquina de Cerco, você precisa provar seu valor em batalha obtendo ao menos um abate honroso. Além disso, fique alerta quando estiver guiando o veículo. Sem habilidades ofensivas, é melhor ter aliados para proteger a máquina caso a equipe defensiva perceba suas intenções. Quando o veículo chegar à torre, use a habilidade "Preparar Modo de Cerco" para bombardear a estrutura. Você será ejetado com segurança do assento do piloto quando a Máquina de Cerco começar a disparar os canhões. Depois que a torre for destruída, o relógio aumenta em cinco minutos e você ou um deu seus aliados podem tomar o controle do veículo outra vez.

Cemitérios

Em vez de correr até seu cadáver para ressuscitar, você voltará à vida depois de uma breve recarga. Os defensores ressuscitarão no topo da Guarnição Baradin, no meio do mapa, e os atacantes voltarão à vida perto de um marco próximo.

Um erro ocorreu durante o carregamento.