Horda

Diferentes de outras raças da Horda, os orcs não são nativos de Azeroth. Inicialmente, eles viviam separados entre clãs xamanistas no exuberante mundo de Draenor. Eles abandonaram sua pacífica cultura quando Kil'jaeden, um demoníaco lorde da Legião Ardente, corrompeu a raça e os usou em sua trama vingativa contra os draeneis, exilados da terra natal do demônio.

Por causa da manipulação dos demônios, a maioria dos chefes orcs bebeu o sangue do lorde abissal da Legião Ardente, Mannoroth o Destruidor. Este ato infundiu os orcs com grande poder, mas a um terrível preço: eles agora eram escravos da Legião. A constante exposição a energias vis transformou o marrom natural da pele dos orcs num verde doentio, e o uso da magia vil fez suas terras ancestrais definharem e morrerem.

Como Kil'jaeden havia planejado, os orcs conseguiram matar a maioria da população draenei. Agora Kil'jaeden estava pronto para testar a eficácia dos orcs contra outro antigo inimigo. Milhares de anos antes, os demônios haviam iniciado uma invasão a Azeroth que acabou por fracassar, mas desta vez os orcs poderiam lutar no lugar da Legião. Para isso, o corrompido humano Medivh contactou o bruxo orc Gul'dan. Juntos, eles construíram o Portal Negro, que permitiu aos orcs viajarem para Azeroth.

Após sua chegada, os orcs esmagaram o desavisado reino humano de Ventobravo. Os poderosos exércitos dos orcs, conhecidos coletivamente como a Horda, avançaram para o norte através dos Reinos Orientais e, por um tempo, sua vitória esteve assegurada. No entanto, em algum tempo, os conflitos internos provocaram a derrota dos orcs e aqueles que não morreram em batalha foram reunidos e colocados em campos de internamento. O destino da raça mudou quando o jovem escravo batizado como Thrall conseguiu escapar do cativeiro e juntou-se a uma força libertadora formada pelo Chefe Guerreiro Orgrim Martelo da Perdição e outros orcs livres. Quando Martelo da Perdição caiu em combate, Thrall se tornou o novo Chefe Guerreiro da Horda e herdeiro da arma homônima, o Martelo da Perdição.

Thrall e seu povo viajaram mais tarde através do mar até o distante continente de Kalimdor. Dentro das florestas de Valegris, o chefe guerreiro e seu mentor, Grommash Grito Infernal, confrontaram Mannoroth. No final, Grom deu sua vida para matar o lorde abissal e remover a maldição do sangue dos orcs para sempre. Um novo capítulo começou para a raça: a guerra não era mais o foco de sua cultura e eles se estabeleceram na área ao longo da costa oriental de Kalimdor, que Thrall chamou de Durotar.

Anos mais tarde, o chefe guerreiro e muitos outros voltaram para as ruínas de Draenor, agora conhecida como Terralém, para prevenir outro ataque da Legião Ardente. Lá Thrall encontrou Garrosh, filho de Grom Grito Infernal e convenceu-o a se juntar a Horda e retornar a Azeroth como seu conselheiro. Garrosh foi um comandante-líder durante as batalhas contra o Lich Rei em Nortúndria e também ganhou popularidade por sua personalidade impetuosa.

Além de seus compromissos como líder da Horda, Thrall foi um dedicado xamã com forte ligação com os elementos. Ao notar graves distúrbios nos espíritos elementais, Thrall sabia que ele teria que renunciar ao posto de chefe guerreiro a fim de investigar a situação para não deixar que toda Azeroth fosse dominada pelo caos. Dadas as opções, Thrall acreditou que Garrosh era a escolha certa para o posto de chefe guerreiro. Mas o impulsivo jovem Grito Infernal se mostrou muito mais agressivo do que seu diplomático predecessor. Com o igualmente tempestuoso Rei Varian Wrynn de volta ao trono de Ventobravo, parece provável que os orcs terão de fazer uso de sua famosa força agora mais do que nunca.

Local de início:Durotar
A seca e áspera terra de Durotar é o lar de algumas das criaturas mais valentes de Azeroth. Incautos viajantes podem ser vítimas de venenosos escorpídeos e ferozes crocoliscos. Thrall optou por se instalar nesta inóspita área após a Terceira Guerra como penitência pelas transgressões cometidas pelos orcs no passado. Ele nomeou a terra em homenagem a seu pai, Durotan, ex-chefe do clã Lobo do Gelo. Após o cataclismo, muitos dos assentamentos órquicos foram inundados ou destruídos e os soldados de Guardanorte, na Bastilha de Tiragarde, se tornaram mais agressivos do que nunca. Como as relações pioraram entre a Aliança e a Horda, é essencial que os orcs contenham essas ameaças rapidamente para garantir a sobrevivência de seu povo.
Capital:Orgrimmar
Nomeada em homenagem ao antigo chefe guerreiro da horda, Orgrim Martelo da Perdição, essa capital foi rapidamente construída quando os orcs se estabeleceram em Durotar. Garrosh Grito Infernal recentemente reconstruiu grande parte da arquitetura da cidade, e agora a fortaleza de Orgrimmar está entre as mais imponentes de Azeroth. Pontiagudas torres de metal marcam as ruas da cidade e as bandeiras vermelhas e pretas da Horda tremulam em cada poste. A maioria das raças tem seus próprios distritos separados, do Vale da Sabedoria dos taurens até o Vale dos Espíritos dos trolls. As torres do Castelo Grommash se destacam sobre todas as outras, permitindo que Garrosh mantenha constante vigilância sobre o seu povo.
Montaria Racial:Lobo
Há muito tempo, os orcs domesticaram os grandes e velozes lobos de Draenor. Esses caninos gigantes passaram a ser os companheiros dos orcs, além de meio de transporte preferido. O temperamento resoluto dos lobos os tornou especialmente adequados para combater grandes presas. Quando os orcs se tornaram vorazes guerreiros e invadiram Azeroth, seus lobos foram criados para ter o tamanho e a resistência necessários para que pudessem aguentar cavaleiros armados nas batalhas. Os terríveis lobos continuam sendo a montaria favorita de muitos guerreiros orcs e podem ser adquiridos no Vale da Honra em Orgrimmar.
Líder:Garrosh Grito Infernal, Chefe Guerreiro da Horda
Garrosh cresceu em Draenor à sombra de seu pai, o grande guerreiro Grommash Grito Infernal. Chefe do clã Brado Guerreiro, Grom foi o primeiro líder orc a beber o sangue de Mannoroth, subjugando os orcs à vontade da Legião. Antes deste evento, Garrosh estava dentre os vários orcs que ficaram doentes com uma infecção rubra e foram colocados em quarentena bem longe, em Nagrand, o que os poupou da corrupção demoníaca. O jovem Grito Infernal cresceu envergonhado pelas atitudes de seu pai até que conheceu Thrall e aprendeu sobre a redenção heroica de Grom. Garrosh, desde então, reconheceu seu potencial como um forte líder, especialmente em Nortúndria, onde direcionou o avanço da Horda através de Tundra Boreana e conquistou o coração do seu povo. Intransigente e extremamente orgulhoso, Grito Infernal pretende restaurar a glória dos orcs a qualquer preço.
Raciais dos Orcs
Fúria Sangrenta

Orcs podem entrar em fúria e aumentar seu poder de ataque por um curto tempo.

Robustez

Robustos por natureza, os orcs se recuperam dos efeitos atordoantes mais rapidamente do que as outras raças.

Comando

Orcs possuem um ótimo relacionamento com animais de combate, que recebem um bônus de dano sob seus cuidados.

Especialização com Machados

O machado é uma arma órquica tradicional e orcs recebem um bônus ao usar machado de uma ou duas mãos.

Classes Disponíveis
Estas são as classes disponíveis para personagens Orcs:
Arte
Ver todos Arte
Imagens
Ver todos Imagens

Carregando Comentários...

Um erro ocorreu durante o carregamento.