Alma Dragônica

Espinhaço do Asa da Morte

Na primeira vez em que Asa da Morte canalizou o poder da Alma Dragônica contra as outras revoadas, as energias descomunais que foram liberadas quase dilaceraram o corpo dele. Em vez de renunciar a esta arma, ele ordenou que fossem fundidas placas de adamântio às próprias escamas para que o corpo dele não se desfizesse. Essas placas, que depois foram reforçadas com elemêntio, são hoje a fraqueza dele, a única vulnerabilidade da presença letal do Asa da Morte.