Marwyn conheceu Arthas por toda sua vida, vendo-o não só como príncipe, mas como um verdadeiro amigo. Quando Arthas navegou para Nortúndria, o cavaleiro o seguiu sem hesitar. Apesar de o amigo mais tarde enterrar uma lâmina rúnica amaldiçoada em seu coração, Marwyn ainda o sentiu esmorecer ao ver o que o príncipe se tornara.