Ospherat o Mago das Pragas - Capitulo VI

Arquivos Horádricos
O DIARIO DE BORDO DE BLACK ROCK

Já em Hespéria, sem perder tempo Tyrael coloca em ordem às poucas páginas encontradas e começa a estuda-las.

Diário de Bordo do Black Rock Pagina 33.

“São muitas as criaturas, não sei se aguentaremos por muito tempo, ainda estou vivo graças à ajuda de um clandestino que encontramos no navio, esse jovem parece ser uma espécie de bruxo ou mago, não sei, mas ele aniquila as criaturas com magia”.

Diário de Bordo do Black Rock Pagina 34.

“James é o nome do clandestino, usou um encantamento que nos deixou invisíveis aos olhos dessas criaturas horrendas e malcheirosas, ganhamos um pouco de tempo para recuperar as forças”.

“O encantamento não aguentará muito tempo, logo se quebrará me disse o rapaz”

Diário de Bordo do Black Rock Pagina 35.

“No pouco tempo que tivemos a salvo sobre o encantamento, James me revelou que era o responsável pela maldição do navio, e pelas mortes ocorridas, que seu ódio e sua sede de vingança o deixaram cego ao ponto de perder a noção do que estava fazendo, não se deu conta que colocaria em risco a todos nós”.

Diário de Bordo do Black Rock Pagina 36.

“As criaturas estão à procura de um artefato que ele tirou de Ospherat para poder matar a Bruxa Das Trevas, e libertar sua mãe “ou no que ela se transformou”, que está presa em uma mina assombrada, que fica nas Minas do Cânion Negro em Caldeum, me disse James, com um sentimento profundo de culpa e arrependimento”.

Diário de Bordo do Black Rock Pagina 37.

“Descreveu-me o artefato como sendo um anel muito poderoso que só pode ser destruído no local onde foi feito, num fosso de lavas que fica no palácio de Ospherat, mas que não está com ele, escondeu em uma caixa e enterrou ao pé de uma montanha na ilha amaldiçoada, há uma estaca no local, a ilha fica um pouco ao norte da ilha de Shartara”.

Diário de Bordo do Black Rock Pagina 38.

“O encantamento se quebrou, quanto mais criaturas matamos, mais aparecem, não tem fim nosso martírio, o pobre rapaz foi capturado e torturado até a morte, algumas criaturas agora vasculham os destroços do navio a procura do artefato em quanto outras estão indo embora levando com elas o corpo já sem vida do rapaz”.

Não encontro aqui onde fica o palácio de Ospherat, deve estar descrito em alguma outra página do diário, que vocês não encontraram. Diz Tyrael

Então mesmo que encontremos o artefato, como vamos destruí-lo? Pergunta Lyndon.

Agora sabemos onde está o artefato e como ele é, e sabemos onde fica o covil da Bruxa. Vamos para ilha amaldiçoada recuperar o artefato e seguiremos depois para o covil da Bruxa, na mina assombrada, com sorte Abiana ainda pode estar viva, ela deve saber onde fica o palácio.
Esperem, levem esse mapa, poderá ser útil Tyrael então entrega o mapa de Santuário, ao Caçador.

Vamos para Nova Tristam ver se o barqueiro consegue nos levar até a tal ilha. Fala o Caçador.

Junte-se à conversa

Voltar ao fórum