História de Warcraft

1 nov 2011 Regras do Fórum - Leia Bem-vindo ao fórum de História de World of Warcraft! O fórum está aqui para fornecer um ambiente amigável, onde todos possam discutir a história de World of Warcraft com outros jogadores. Os fóruns da comunidade funcionam melhor quando todos os participantes tratam seus semelhantes com respeito e cordialidade. Portanto, pedimos que você tire um minuto de seu tempo para ler o Código de Conduta do Fórum antes de postar. Código de Conduta - http://us.battle.net/pt/community/conduct Orientações - http://us.battle.net/d3/pt/forum/topic/3077957830#2 Notas Importantes Pesquisa A nova função de pesquisa no topo do site da comunidade de World of Warcraft é extremamente eficiente e robusta. Antes de criar seu tópico no fórum, certifique-se de usar esta função para procurar tópicos, mensagens ou páginas que podem conter a resposta que precisa. A criação de um novo tópico sobre um assunto já existente provavelmente resultará na exclusão do mesmo. Caso persista na criação de tópicos já existentes, é possível que seus privilégios de postagem sejam suspensos por "spam". Função de Avaliação O novo sistema de avaliação pode ser usado para promover o debate positivo e rebaixar mensagens inúteis ou até mesmo a relatar mensagens que violem o Código de Conduta do Fórum. Ao colocar a seta do mouse sobre uma mensagem, serão exibidos dois ícones: um com o polegar para cima (Curtir) e outro com o polegar para baixo (Não Curtir). Ao clicar no ícone de polegar para baixo você terá algumas opções. "Não curtir" avaliará o comentário de forma negativa. Se muitas pessoas não curtirem uma mensagem, a mesma ficará com as cores ofuscadas. Caso mais pessoas continuarem avaliando negativamente a mensagem, a mesma ficará oculta. Você também pode relatar uma mensagem por "trolagem" ou "spam" utilizando a função "relatar" e preenchendo uma descrição mais abrangente da violação. Note que você pode avaliar cada mensagem apenas uma vez. Use essa ferramenta de forma sábia e ajude a promover um ambiente positivo e útil no fórum.Rhastion1 1 nov 2011
3d Pergunte à CDev - Respostas da 3ª Rodada Os heróis de Azeroth já enfrentaram muitos inimigos. Lordes Elementais libertados de prisões titânicas, poderosos demônios de além das estrelas, exércitos de cadáveres cambaleantes e até incompreensíveis deuses ancestrais. E, no entanto, apenas poucas pessoas escolhidas têm o que é necessário para lidar com o grande evento que é... o "Pergunte à Equipe de Desenvolvimento Criativo". Através dos esforços de nossos bravos mestres historiadores da CDev Publishing, nós orgulhosamente apresentamos as respostas à 3ª rodada de "Pergunte à Equipe de Desenvolvimento Criativo"! E até conseguimos as respostas antes do prazo estabelecido anteriormente, que era "quando a galáxia de Andrômeda colidir com a nossa". Dragões e criaturas mágicas P: Wrathion diz constantemente que ele é o último dragão negro. Mas e quanto a Sabellian e os outros dragões negros de Terralém (e mesmo da Asa Etérea)? Será que Wrathion os matou, ou ele não sabe da existência deles? R: Wrathion diz: "Tanto quanto eu saiba, sou o último dragão negro restante." Por sorte, Wrathion não é onisciente, e ele simplesmente ignora os dragões além do Portal Negro. Tanto os dragões negros sob o comando de Sabellian, seu meio-irmão mais velho, quanto a revoada da Asa Etérea permanecem em Terralém. Também existe a possibilidade de que alguns dragões negros em Azeroth tenham conseguido escapar da detecção de Wrathion. P: Alexstrasza diz que o "grande propósito" dos Aspectos se cumpriu. No entanto, os titãs deram poderes aos Aspectos para vigiar Azeroth, e não apenas para deter o segundo Cataclismo de Asa da Morte. Uma vez que Aman'Thul deu a Nozdormu os poderes de controle do tempo, é possível predizer a corrupção final de Asa da Morte, mas isso não explica por que os Aspectos ficariam tipo "tudo bom pessoal, acabou, vamos tirar férias" quando ainda há outras ameaças para considerar (N'zoth e a Legião Ardente, por exemplo). Isso é uma correção tardia ou tem algo que não estamos sabendo? R: Aman’Thul, o sábio líder do Panteão titânico, teve uma visão em que os Deuses Antigos causavam uma catástrofe com o potencial de erradicar toda a vida em Azeroth. Ele e alguns poucos membros do Panteão deram poderes aos cinco Aspectos Dragônicos com o objetivo final de evitar essa catástrofe — a Hora do Crepúsculo —, embora eles tenham defendido Azeroth sempre que alguma ameaça apocalíptica aparecesse. Apesar dos poderes de Aman’Thul, ele não era onisciente: nem ele, nem os outros titãs ou aspectos sabiam que Neltharion, o Guardião da Terra, se tornaria um peão dos Deuses Antigos e um arauto do apocalipse. No entanto, após a Guerra dos Antigos e a traição de Neltharion, Nozdormu teve outra visão do futuro que deixou claro que seu próprio irmão seria o arauto da Hora do Crepúsculo. Os titãs deram poder suficiente aos cinco Aspectos para evitar o apocalipse, e ao levar um dos Aspectos para o seu lado, os Deuses Antigos acreditaram que isso tornaria seu plano à prova de falhas. P: Por que não vemos gigantes da montanha, dragoletas, quimeras e outras unidades antigas de Warcraft III como os ancientes dos ventos ou das maravilhas e árvores da vida ajudando os elfos noturnos agora? R: Muitas das criaturas da floresta que ajudaram os elfos noturnos não eram, obviamente, parte da hierarquia militar real dos Sentinelas. Os gigantes da montanha, por exemplo, só devem aliança aos titãs, enquanto as dragoletas e quimeras são apenas animais inteligentes vinculados ao Sonho Esmeralda e Nordrassil, respectivamente. Todas essas criaturas colaboraram com os elfos noturnos não por desejo de ajudar, mas por que os elfos noturnos eram a maior força local que se opunha à Legião Ardente. A não ser em casos de ameaças planetárias, é raro ver gigantes da montanha, dragoletas ou quimeras combatendo ao lado de exércitos mortais. Os ancientes, por outro lado, sofreram pesadas baixas durante a Terceira Guerra, e muitos (especialmente as variedades mais raras) retornaram para as florestas para espalhar sementes e assim tentar aumentar seu contingente em paz. Magia e elementos P: Há um motivo para muitos feitiços de sacerdote, especialmente feitiços de sacerdote da sombra, terem nomes que fazem referência a fenômenos psíquicos como "Aguilhão Mental" ou "Terror Psíquico"? Isso significa implicitamente que sacerdotes são telepatas? R: Sabe-se que a Luz traz consigo emoções positivas: esperança, coragem, conforto. Habilidades de Sombra causam sensações opostas: desespero, dúvida e pânico. Num sentido poético, pode-se dizer que as emoções trazidas pela Luz dizem respeito ao coração, enquanto as emoções manipuladas pela sombra são baseadas em lógica de sobrevivência, e portanto afetam a mente. De qualquer forma, os sacerdotes e suas habilidades não são necessariamente videntes nem telepatas. P: Durante os eventos do Cataclismo, todos os Lordes Elementais, exceto Therazane, são mortos ou capturados. O que acontece com a estrutura política dos Planos Elementais com seus lordes desaparecidos? R: Há muitos elementais aprisionados nos Planos Elementais, embora apenas os mais poderosos tenham inteligência comparável à de um humanoide civilizado. A maior parte dos elementais foi alistada pelo Martelo do Crepúsculo e seus mestres, os Deuses Antigos, durante os eventos do Cataclismo, e pereceu. Assim, vai levar um bom tempo para os planos elementais reconstruírem suas forças e montarem um exército que possa ameaçar Azeroth novamente, pois a maior parte dos elementais restantes tem a inteligência de animais, sem desejo algum de governar nada. Quanto às Terras do Fogo, os Vingadores de Hyjal estão protegendo os portais remanescentes para garantir que um novo Senhor do Fogo jamais surja novamente. Sobre os deuses P: Há realmente um Deus Antigo sob a Clareira de Tirisfal? R: Não! Há algo bastante assustador lá, mas não é um Deus Antigo. Mas eu tentaria não escavar nada naquelas clareiras, se fosse você. P: O que é Eluna? Ela tem ligações com outros seres (Naaru, Titãs, Loa, Elementais, An’she etc.) nessa cosmologia? R: Veja a resposta final na 2ª Rodada “Pergunte à Equipe de Desenvolvimento Criativo. Velen tem profetizado para os naarus por muitos milhares de anos, e não parece provável que ele fosse propor tal teoria sem provas significativas e bastante consideração prévia. Libertando-se P: Por que alguns soldados da Aliança ressuscitados pelos Renegados tornam-se imediatamente leais a eles, e outros não? Eles estão sendo controlados mentalmente? Caso positivo, por quem: Sylvana ou as Val’kyr? Como interpretar isso, considerando que a identidade cultural dos Renegados é baseada no livre arbítrio e em sua rebelião contra o Lich Rei? R: O livre arbítrio é um dos pontos fundamentais da cultura dos Renegados, com o potencial para o mal e para o bem. No entanto, alguns mortos-vivos (especialmente os ressuscitados logo após uma morte violenta ou conturbada) entram em um estado violento de frenesi. Mortos-vivos nesse estado são facilmente manipulados, e sua raiva é frequentemente direcionada para os inimigos daqueles que os ressuscitaram. Depois que tal efeito enfraquece, o cadáver recebe o mesmo ultimato dado aos outros Renegados: junte-se à Dama Sombria ou volte para a sepultura. P: Na missão "Uma surpresa especial", um Cavaleiro da Morte worgen descobre com Lorde Harford que eles eram servos de Arugal antes de morrerem e ressuscitarem. Mas como eles mantiveram a humanidade e inteligência sem beber da Água Ritual? R: Quando os jogadores cavaleiros da morte se alistam para servir o Lich Rei, suas mentes se inundam com sua vontade férrea. A mente de um worgen que não passou pelo ritual de purificação sob Tal’doren se vê numa constante batalha entre os instintos animais da maldição e a racionalidade da mente humana. Quase invariavelmente, a maldição domina a mente humana e transforma o worgen numa fera insana. Mas, com o controle exercido pelo Lich Rei, os instintos da maldição são expulsos, deixando apenas a mente lógica e humana a serviço do Flagelo. E com a vontade do Lich Rei afastada (como no caso dos Cavaleiros da Lâmina de Ébano na Capela Esperança da Luz), apenas a porção humana da mente permanece, dando ao worgen morto-vivo liberto o controle do seu destino. Similarmente, os Renegados descobriram que o Arquimago Arugal tinha acesso a encantamentos que permitiam que seus servos worgen favoritos (incluindo Lorde Harford) retivessem bastante da antiga inteligência humana. A origem desses encantamentos é um mistério até hoje, já que Arugal levou os segredos com ele para o túmulo. O preço do poder P: Por que o trono de Khaz Modan caiu nas mãos do clã Barbabronze, quando a família Sidermar ainda tinha descendentes? Foi essa uma das causas da Guerra dos Três Martelos? O clã Barbabronze usurpou o trono dos Sidermar? R: Embora a linhagem dos Sidermar estivesse diminuindo na época da morte de Modimus Sidermar, ela jamais chegou a se extinguir de todo, como prova a existência de Thargas e Hjalmar Sidermar, descendentes modernos dessa família. Modimus fizera um excelente papel aliviando as tensões entre os três clãs principais de Altaforja durante seu período como rei, embora tais tensões sempre borbulhassem sob a superfície do tecido social. Após a morte de Modimus e antes que seu filho mais velho pudesse ser coroado oficialmente, a guerra civil eclodiu entre os três clãs. Ninguém sabe quem deu o primeiro golpe: os anões Barbabronze e Malho Feroz culpam os Ferro Negro, enquanto os Ferro Negro culpam os Malho Feroz. Tudo o que sabemos é que os anões Barbabronze emergiram vitoriosos por possuírem o maior e mais bem equipado exército dos três clãs. Madoran Barbabronze, líder do clã Barbabronze, se tornou o governante da agora estilhaçada nação de Altaforja. Mas, devido aos vínculos estreitos de seu clã com a família Sidermar, ele ofereceu ao príncipe deposto e a seus descendentes um assento permanente no senado de Altaforja como gesto de reconciliação. P: Podemos saber mais sobre Garithos? De onde ele era? Ele obedecia às ordens de quem? Houve algum incidente significativo no passado dele que causasse seu ódio por raças não humanas? R: O grão-marechal Othmar Garithos era o filho único de um barão que governava as terras que mais tarde seriam conhecidas como Terras Pestilentas Orientais, fronteiriças a Quel’Thalas. Enquanto seu pai governava da cidade de Bosquenero, nas margens do lago de mesmo nome, Garithos entrou para o exército como cavaleiro durante a Segunda Guerra. Ele lutou em Quel’Thalas, defendendo o lar dos elfos contra os orcs invasores. Enquanto ele estava lá, um pequeno grupo de orcs se separou da força invasora principal e queimou sua cidade natal até o chão, matando todos os habitantes, apesar da defesa valente oferecida por seu pai. A família de Othmar pereceu cumprindo seu dever, defendendo os lares e vidas dos súditos. Ele culpou os elfos pela perda de sua cidade e família, acreditando que os elfos dividiram as forças da Aliança, enfraquecendo o que deveria ser o objetivo principal: a defesa da humanidade apenas. Após a morte do pai, Garithos recebeu seu título de nobreza e continuou a servir nos exércitos de Lordaeron. Na época do Expurgo de Lordaeron, ele havia chegado à patente de grão-marechal, tornando-se o oficial de maior patente da região, promovido não necessariamente por causa de suas próprias habilidades, mas pela reputação e título do pai. Separado da cadeia de comando, Garithos reuniu um pequeno exército de voluntários e civis alistados compulsoriamente e lhes deu a missão que ele achava que a Aliança sempre devia ter mantido: a preservação da humanidade acima de todo o resto. Apesar da natureza improvisada de suas tropas, outros estados o reconheceram como último remanescente do governo de Lordaeron e o mais forte senhor feudal da região. Assim, os oficiais de estados não humanos próximos, como Altaforja e Quel’Thalas, enviaram ajuda para ele, sem saber de suas políticas intolerantes. Pela Aliança P: Qual a história por trás do druidismo Guilneano e a existência de "bruxos-da-colheita"? Essa é uma prática nativa, desenvolvida por humanos? Eles a aprenderam com os elfos noturnos, mesmo antes da descoberta de Kalimdor pelos Reinos do Leste? R: No alvorecer da humanidade, muitas tribos humanas tinham sistemas de crença primitivos que incorporavam magia natural simples. No entanto, o aparecimento de religiões organizadas como a da Luz Sagrada e as fortes magias arcanas introduzidas pelos elfos superiores logo suplantaram tais tradições. Guilnéas, devido ao seu relativo isolamento, manteve um pouco de sua antiga cultura nos dias de hoje. Os líderes religiosos do que se chamava em Guilnéas "o costume antigo" se tornaram "bruxos-da-colheita" (pois tinham usado os poderes da natureza para aumentar a produção agrícola de Guilnéas depois do período de industrialização. Devido à presença de bruxos-da-colheita em sua cultura, quando os guilneanos aprenderam a respeito de druidas noctiélficos (embora em fontes de segunda, terceira e até de quarta mão), eles ficaram fascinados e começaram a chamar os bruxos-da-colheita de "druidas", embora isso estivesse longe de ser verdade, já que poucos guilneanos faziam ideia do que um druida era realmente! Bruxos-da-colheita tem um controle limitado da natureza, especialmente da flora, e seus poderes tem uma semelhança meramente fortuita com as habilidades mais básicas dos druidas. Bruxos-da-colheita que contraíram a maldição worgen (de origem druídica) descobriram que seus poderes tinham aumentado, e após o primeiro contato com os elfos noturnos, os bruxos-da-colheita amaldiçoados receberam convite para entrar para o Círculo Cenariano para estudar e treinar. P: Em Warcraft III: The Frozen Throne, Maiev Cantonegro menciona que os elfos noturnos já eliminaram várias raças no passado. Isso foi uma bravata, ou eles realmente travaram campanhas genocidas? R: Maiev pode não ser a pessoa mais equilibrada de Azeroth, mas ela entende o valor de intimidar os inimigos. Os elfos noturnos jamais eliminaram completamente qualquer outra espécie, embora tenham travado campanhas eficientes e brutais que estraçalharam as civilizações inimigas, como a Guerra dos Sátiros, em que dizimaram completamente qualquer liderança central articulada dos sátiros, forçando-os a viver em pequenos grupos até hoje. Pela Horda P: Como o brilho vil dos olhos dos elfos sangrentos se espalhou tanto? A Enciclopédia Warcraft sugere que Rommath teria ensinado apenas aos elfos sangrentos de Azeroth sobre como canalizar magia arcana, já que a maior parte da população ficaria "horrorizada" se soubesse a extensão do contato entre Kael e Illidan. R: O que há com os olhos sanguinélficos é similar ao que se passa com a pele verde dos orcs: bastou estar perto de fontes de magia vil para que os olhos dos elfos sangrentos ficassem verdes. Mesmo se você fosse o mais casto sacerdote, o mais aventureiro dos Andarilhos; se você fosse um elfo superior em Quel’Thalas ou Terralém após a Terceira Guerra, você estaria perto de energias vis, e seus olhos ficariam verdes. Assim como a cor da pele dos orcs, tal efeito demoraria muito para passar. Assim, a magia vil é um pouco como a radiação, que permeia uma área e penetra tudo na vizinhança. Tudo que estiver perto de uma fonte de magia vil mostra sinais de leve corrupção, mas isso acontece de forma mais visível nos elfos superiores e orcs. P: Como Cenarius vê a Horda? Considerando que o primeiro instinto de Cenarius ao ver orcs em sua floresta foi atacá-los, e que Cenarius foi morto pelo pai do chefe guerreiro atual, parece estranho que Cenarius e seus aliados sejam tão cordiais com a Horda e os orcs, particularmente em Hyjal. R:Apesar de já não ter bruxos em suas fileiras, os orcs da Horda de Thrall ainda carregavam a marca inconfundível da Legião Ardente em suas almas até o momento em que Grom Grito Infernal derrotou Mannoroth. Cenarius, um ser em sintonia com a natureza e capaz de detectar a menor corrupção, presumiu que os orcs do Vale Gris eram batedores da Legião. Ironicamente, isto fez com que o clã Brado de Guerra voltasse a servir Mannoroth e levou ao restabelecimento do vínculo deles com as fortes magias vis que os tinham vinculado à Legião antes. O espírito de Cenarius retornou ao Sonho Esmeralda após sua derrota, e lá ele pôde sentir os eventos da Batalha do Monte Hyjal. Cenarius viu os orcs defenderem Nordrassil ao lado dos elfos noturnos e humanos, e passou a respeitá-los. Ele percebeu que, apesar da mácula vil, eles eram aliados na luta contra a Legião e defensores da terra (destacando particularmente a vitória do pai de Garrosh sobre seu antigo algoz), portanto, quando ele e a Horda voltaram a Hyjal para defender a Árvore do Mundo novamente, Cenarius viu os orcs e seus aliados sob uma nova luz. Lealdades divididas P: Os Bandidos Errantes de Tanaris e os humanos nômades de Uldum são nativos da região ou eles vieram de Kalimdor durante o período da Terceira Guerra? Caso a resposta seja a última opção, por que as sociedades deles mudaram tanto no pouco tempo passado entre aquela época e WoW? R: Os Bandidos Errantes descendem de um pequeno bando de piratas humanos que chegaram em Kalimdor pouco após estas terras serem descobertas pelos povos dos Reinos do Leste. Quando os piratas dos Mares do Sul chegaram e começaram a competir, os Bandidos Errantes ficaram praticamente ilhados em Tanaris, após o roubo dos poucos navios que tinham. Eles adotaram uma nova vida como bandidos e começaram a saquear colônias goblínicas ricas e capturar poços de água preciosa. Após a falha do dispositivo de camuflagem de Uldum, alguns bandidos se desligaram dos Bandidos errantes para saquear os tesouros dos titãs. P: O Novo Conselho de Tirisfal disse na história em quadrinhos que eles planejavam investigar Cho’gall e o Martelo do Crepúsculo. No entanto, no próprio Cataclismo e no Bastião do Crepúsculo especificamente, o Novo Conselho de Tirisfal não está em parte alguma. O que andam fazendo seus membros, como por exemplo Meryl Tempestade de Fogo ou Med’an? R:A maior parte dos membros do Novo Conselho de Tirisfal se dispersou, já que não se tratava da ordem secreta e estrita que o Conselho original era. Reghar Fúria da Terra é um membro da Harmonia Telúrica e compatriota de Thrall. O vindicante Maraad retornou a Exodar e ajudou a esmagar um conflito causado por indivíduos procurando abrigo. O sumo sacerdote Rohan voltou a Altaforja, ajudando o príncipe Anduin Wrynn de Ventobravo a lidar com as consequências do Cataclismo, e também ajudou a resolver a curta crise sucessória durante a ocupação da cidade pelos Ferro Negro. Hamuul Runa Totem se juntou ao Círculo Cenariano no combate às forças elementais do fogo de Ragnaros e do Martelo do Crepúsculo, que invadiam o Monte Hyjal. Broll Mantursino ficou em Darnassus, assumindo temporariamente os deveres de Malfurion na supervisão de grupos de batedores druidas enquanto ele ajudava Tyrande na luta em Feralas. As recentes aventuras de Jaina Proudmore depois de seu período no Novo Conselho de Tirisfal podem ser lidas no romance Marés da Guerra, de Christie Golden. Meryl Tempestavil, embora não faça parte do novo Conselho, tem sido visto em várias bibliotecas ancestrais pesquisando tomos antigos em busca de informações sobre como vincular, aprisionar e banir demônios, na esperança de encontrar uma prisão permanente para Kathra’natir, o senhor do medo que o possui. E quanto ao singularíssimo Med’an, ninguém mais o viu depois do retorno de Maraad a Exodar, o que fez muitos acreditarem que ele tenha viajado para um mundo ou plano astral novo para continuar seu treinamento. P: Por que Tol Barad é aparentemente o lar de uma população de taurens? R: A localização da ilha de Tol Barad e a falta de policiamento devido ao colapso de vários estados da Aliança durante os eventos da Terceira Guerra tornaram o local um chamariz para piratas. A cidade de Ferrúgera, que abrigava a maior parte dos funcionários da prisão vizinha, foi abandonada quando todos foram chamados de volta para Stromgarde para lidar com as catástrofes. A cidade foi reformada por um grupo pirata e transformada em base a partir de onde eles poderiam atacar as cidades de comércio rico ao longo das costas da Baía de Baradin. Ao longo dos anos, alguns piratas viajaram até Kalimdor e recrutaram ou forçaram vários taurens a entrar em suas fileiras, taurens que depois iriam fazer de Ferrúgera seu lar, assim como seus companheiros de bordo.Rhastion55 3d
17 jul Linha do Tempo - Guerras Gente, comprei o livro "World of Warcraft: Ultimate Visual Guide", e lá tem uma coisa muito útil para a galera que quebra a cabeça com os eventos do jogo... Mas, pra manter o interesse, essa é a única informação que consta no livro e que eu vou passar no fórum! A linha do tempo tem como referência a primeira guerra (Warcraft I), e não diz a data de todas as guerras, então algumas continuam na especulação: Ano ~ -25.000: Fuga dos Eredar (Draenei) de Argus: Acuados pela incursão de Sargeras em Argus e pela corrupção de Kil'Jaeden e Archimonde, Velen se viu obrigado a fugir do planeta natal. Ele ouviu um Naaru (K'ure), e reuniu outros Eredares que pensavam da mesma maneira, e fugiu numa nave, hoje conhecida como Oshu'gun. Ano -10.000: Guerra dos Anciãos: O uso de magia dos Elfos Noturnos chamou a atenção de Sargeras. A guerra irrompe entre os Elfos Noturnos e a Legião Ardente. A Nascente da Eternidade é implodida, causando a Grande Cisão, dividindo o continente de Kalimdor em quatro. A Árvore do Mundo Nordrassil é criada. Ano -6.800: Fundação de Quel'Thalas: Os magos Altaneiros são banidos de Kalimdor após continuarem a usar magia proibida (arcana). Esses Elfos Noturnos exilados chegam à costa dos Renos do Leste, se transformando em High Elves*. O reino de Quel'Thalas foi fundado, e usando um vidro com água da Nascente da Eternidade original, se cria a Nascente do Sol. Ano -2.800: As Guerras Troll: Os Elfos Thalassianos lutam uma batalha brutal contra a tribo Amani. As tribos humanas se juntam, formando a grande nação de Arathor. Encontrando a derrota certa, os Elfos se aliam aos Humanos para combater a ameaça Troll, em troca ensinando os humanos os caminhos da magia. A tribo Amani é derrotada. Ano -230: Guerra dos Três Martelos: Nos picos montanhosos de Khaz Modan, o alto rei anão Modimus Anvilmar morre, causando uma guerra civil entre os três clãs enânicos: Barbabronze, Martelo Feroz, e Ferronegro. O cla Barbabronze sai vitorioso e toma controle da capital, Altaforja. Ano 0: A Primeira Guerra (Warcraft I): Sargeras ataca Azeroth usando os Orcs Fel originários de Draenor. Os Orcs saem aos montes pelo Portal Negro, que liga Azeroth à Draenor. Os Orcs deixam um rastro de destruição. Ano 5: A Queda de Ventobravo: O reino de Ventobravo não consegue conter a Horda. O rei Llane Wrynn é assassinado, e a capital de Ventobravo é destruída. Os sobreviventes, incluindo o jovem príncipe Varian Wrynn e o Sir Anduin Lothar, fogem para o norte, para o reino de Lordaeron. Lothar fala à Terenas Menethil II (rei de Lordaeron) sobre a queda de Ventobravo, e o imbatível ataque da Horda. Assim, Terenas une os sete reinos humanos, e mais tarde os Anões, os Gnomos e os High Elves*, formando a grande Aliança de Lordaeron, a fim de combater as forças da sanguinária Horda. Ano 6: A Segunda Guerra (Warcraft II): Depois de um combate brutal contra a Horda, a Aliança sai vitoriosa nas Montanhas Rocha Negra. Anduin Lothar é morto pelo Chefe Guerreiro Orgrim Martelo da Perdição. General Turalyon lidera as forças da Aliança após a morte de Lothar, e finaliza as forças da Horda remanescentes. Os Orcs sobreviventes foram encurralados e postos em campos de internos (internship camps), e o Portal Negro é destruído.Grenlokk54 17 jul
9h Timeline do WoW (Atualizada: 30/08/2017) Olá pessoal, meu nome é Kfour e, sempre que posso, tento juntar as pecinhas da lore do WOW e colocar tudo em um só ficheiro. Mas o mais habitual é me verem por Azeroth dando uns rolê. Uma das coisas que mais vejo o povo perguntar é sobre a ordem cronológica dos acontecimentos do universo Warcraft. Esse foi um dos motivos que eu criei esta Timeline. Ela é bastante útil para quem gosta de lore, para quem quer ler os livros/quadrinhos/short stories do Warcraft, para os amantes de RP que queiram ter mais argumentos para fazer o background do seu personagem ou por simples curiosidade! Como trabalho das 8 às 8 praticamente, não tenho muito tempo livre para tratar deste projeto, até porque quando chego em casa, tento por meus personagens em dia. Criar conteúdo dá trabalho, ocupa muito tempo, mas sempre que posso, eu faço isso, pelo simples facto de me distrair e de gostar de ajudar. Faço tudo também de forma gratuita, pois me dá prazer ajudar aqueles que se sentem perdidos no começo, pois a lore é extremamente extensa (eu próprio passei por isso)! Aqui em baixo irei deixar dois links, um do Google Drive e outro do Dropbox (espero que não seja contra as regras, mas já vi pessoas postando links de Instagram e tudo mais, então acredito que não seja). A Timeline que criei está organizada (logicamente) por data e mostra a data (ano) dos eventos mais importantes. Caso esses eventos estejam in-game (como masmorras ou raids) ou caso exista algum livro/manga/comic eu menciono. Os livros que você pode comprar também estão organizados por ordem cronológica de eventos (e não de lançamento). Nota que alguns livros (como por exemplo o Alvorada dos Aspectos) acontece in media res (a narrativa começa no meio da história - ou seja, existem eventos no passado e no presente no livro), e isso ficou devidamente notado na Timeline. Gostaria de um feedback da parte de vocês! Agradeço o apoio do Cau, Warlaka, Wolfie, Boiata e do Guitarrinha pelo apoio que me deram para atualizar a Timeline a semana passada <3 Qualquer dúvida, crítica (construtiva de preferência) ou sugestão é só gritar <3 Abraços e bom jogo a todos! * OS FICHEIROS ESTÃO EM PDF * Por ser um ficheiro grande (tem imagens) você tem que baixar. Caso tenham conta no Dropbox, dá para ler online! EDIT (21/08/2017) Nova versão disponibilizada: 2.1.4 - Correção de umas concordâncias cronológicas na página 29. Google Drive: http://bit.ly/timelinebykfour_drive Dropbox: http://bit.ly/timelinebykfour_dbKalamityjane45 9h
16 nov Vídeos da Campanha do Warcraft 3 Para os que não jogaram ou querem relembrar, estou colocando todas as cenas da campanha do Warcraft 3 com legenda no Youtube: Warcraft III: Reign of Chaos Parte 1: [Prólogo] O Êxodo da Horda - http://youtu.be/rKmLKEU5X1Y Parte 2: [Humanos] O Flagelo de Lordaeron - http://youtu.be/1ttSMc8Zimk Parte 3: [Mortos-vivos] O Caminho dos Malditos - http://youtu.be/Ychr7M_P5TQ Parte 4: [Orcs] A Invasão de Kalimdor - http://youtu.be/90lhAQVWxOE Parte 5: [Elfos Noturnos] O Fim da Eternidade - http://youtu.be/BcMe74AfrvI Warcraft III: The Frozen Throne (Expansão) Parte 6: [Sentinelas] O Terror das Marés - http://youtu.be/QbrPAfSeqZQ Parte 7: [Aliança] A Maldição dos Elfos Sangrentos - http://youtu.be/ccVxLE0j4IY Parte 8: [Flagelo] O Legado dos Malditos - http://youtu.be/pqV6-wy3g-0 Parte 9: [Horda] A Fundação de Durotar - http://youtu.be/BSsXQXUz5O8 [editado para adicionar os novos vídeos]Fel76 16 nov
52m Vraikals como raça aliada Então galera eu tava aqui pensando, a blizzard ja revelou que tem planos de inserir mais raças aliadas durante BfA, e tem uma chance bem grande dos vraikals serem uma delas. A minha duvida é: se eles fossem introduzidos como raça aliada iriam para qual facção? E visto que a blizzard adorou reutilizar esqueletos das raças que ja tem no jogo, (ao que parece os trolls zandalari serão os unicos com um esqueleto original) eles usariam o mesmo esqueleto dos humanos nos vraikals?Oijh5 52m
8h Raças Aliadas: Forças Especiais (OBS: Apaguei esse post do geral, por que acho que cabe melhor aqui.) Bom, gostaria de fazer um pequeno “debate” sobre a utilidade de cada uma das seis raças aliadas nas linhas de frente de suas respectivas facções e crescimento de conhecimento e recursos delas (facções), lembrando que é para levar em conta somente da lore das raças, não a jogabilidade (raciais passivas ou ativas e etc não serão consideradas nesse debate). Also também, comentar (em lore) qual a melhor classe para cada uma das raças aliadas nos exércitos da Aliança e da Horda para servir melhor contra as forças da facção oposta. Na minha opinião: HORDA: Filhos da Noite: Bom, acredito que essa é uma das mais fáceis. Filhos da noite são magos excepcionais, os melhores de Azeroth em minha opinião (sim, melhor que o Kirin’tor). Eles poderiam servir muito bem na retaguarda, castando magias de destruição arcana nas tropas e nas armas de cerco da Aliança, em uma situação defensiva ou ofensiva. Alem disso, eles possuem aqueles constructos imbuídos de magia arcana que serviria muito contra as formações cerradas da Aliança (parede de escudos), pois os constructos iriam com tudo pra cima e quebrariam a formação, facilitando para as tropas da Horda na batalha. Além das contribuições bélicas para a Horda, os Filhos da Noite também trarão com eles Suramar. Tirando os recursos de guerra que a cidade vai trazer para a facção (tal como alimentos, recursos medicinais e constructos de guerra), Suramar também trará toneladas de conhecimento arcano, deixando a Horda como a facção com mais vanguarda nessa área, talvez comparado ou superior ao próprio Kirin’ tor. Taurens de Alta Montanha: Os “primos distantes” dos taurens que nós conhecemos trarão bastante força bruta para a Horda. Alem de, como seus parentes que já estão na facção, eles terem muita força bruta e serem excelentes guerreiros, os Taurens de Alta Montanha são separados em clãs (embora unificados com Mayla) que tem funções muito especificas que serão de grande valia para a Horda. Acho que as melhores classes podem ser consideradas como os xamãs, já que possui um clã com grande afinidade a isso, e guerreiros. Os seguidores de Mayla poderão causar grandes estragos com poderes elementais e comandar os céus com seus monta-aguias na maior parte das batalhas (não em todas, mas logo mais falo disso). Alta Montanha também trará grandes recursos alimentícios para a Horda, tendo em vista que eles possuam um grande mapa aparentemente muito fértil. Não tenho muita ideia do que (alem de tropas e alimentos) Alta Montanha poderá fornecer a Horda. Zandalari: Bom, aqui muitos já vem especulando a anos. Como possuidores de um grande (mesmo que não tão grande quanto antes) império, os trolls Zandalari podem contribuir em muita coisa a Horda. Com seus guerreiros, mandingueiros, caçadores e até mesmo (talvez) xamãs, os Zandalari trarão para a Horda um leque de possibilidades. Durante as batalhas os guerreiros Zandalari são muito eficientes, alem de possuir uma cura acelerada como todos os trolls, eles possuem armaduras maiores e mais protegidas que seus parentes Lançanegra. Acredito que caçadores com seus dinossauros, mandingueiros e guerreiros são as melhores classes a serem consideradas, mas como disse, eles trazem um leque muito maior. Bom, alem disso, eles trarão literalmente um império para a Horda. Alem de ajudar em muito na economia da facção, virá também recursos alimentícios, medicinais e tecnológicos que ajudaram muito os vermelhos. E assim como os Filhos da Noite, os Zandalaris poderão quebrar as linhas cerradas dos exércitos da Aliança, porem com seus dinossauros. Já foi mostrado dinossauros de tamanhos variados, porem muitos são bem grandes, o que seria muito útil em uma batalha, ou até mesmo no transporte de tropas e recursos. ALIANÇA: Elfos Caóticos: Os polêmicos Velfs não tem muito em questão de recursos para oferecer a Aliança (poucas das raças aliadas da facção azul tem) porem possuem um poder muito grande, mesmo que instável, em suas mãos. Como é uma raça literalmente banhada em Sombra, eles podem ser muito uteis em missões stealth, usando seus poderes sombrios para destruir a mente dos oponentes. Em campos de batalha eles poderiam ficar na mesma posição dos Filhos da Noite, mais na retaguarda, usando seus poderes provindos do Vazio para enlouquecer tropas da Horda e corromper/destruir elas com rajadas e explosões do Caos. Acredito que a melhor classe entre as fileiras de elfos caóticos seriam sacerdotes que lidam com as Sombras. Como eles possuem resistência maior a esse poder, e podem usa-lo ao seu bel prazer, alem de poder assumir formas sombrias com bastante frequência e conhecer algumas habilidades que possivelmente a Alleria irá ensinar a eles. Em questão de recursos os elfos caóticos não tem muito a oferecer. Talvez Umbric tenha conseguido bastante informação sobre o uso das Sombras, já que ele e seus antigos Befls estavam estudando isso, então a Aliança ganhará conhecimento maior sobre essa força primordial. Porem em recursos bélicos, medicinais ou alimentícios (entre outros) os Velfs não tem muito a contribuir. Forjados a Luz: Eis aqui a minha raça aliada preferida. O Exercito da Luz trata uma força militar religiosa para a Aliança. Juntos com Turalyon, que é seu líder, os forjados a Luz tem um conhecimento e habilidade em utilização da Luz superior a qualquer raça de Azeroth, alem de ter tecnologias novas a acrescentar a facção. Nas linhas de frente esses draineis servirão na vanguarda, com seus centuriões e vindicantes, defendendo a formação do exercito. Também poderão estar na retaguarda, tonando-os muito versáteis, afinal o Exercito da Luz conta com magos e sacerdotes de guerra e também atiradores (caçadores) que possuem flechas de poder sagrado. Claro que as classes que mais utilizarão a comunhão com a Luz que esses draineis possuem são os paladinos e sacerdotes. Sobre os recursos que essa raça possui, podemos salientar a tecnologia. Quando eu disse que os Taurens de Alta Montanha poderiam dominar os céus em quase todas as batalhas, usei o quase por conta disso. Com a Vindicaar na batalha, a Aliança dominará os céus, alem de a nave ser muito útil em cercos. Tirando isso, o Exercito da Luz trará muitos avanços tecnológicos para a Aliança, tais como: Transportador Forjado a Luz; Mecatraje Forjado a Luz; o Julgamento da Luz (canhão da Vindicaar) e etc. Mesmo que não possua recursos como capitais ou alimentos (plantações e economia), a Aliança ganhará um grande conhecimento da versatilidade da Luz alem de tecnologia de ponta para essa guerra. Anões Ferro-Negro: Eis aqui um que, teoricamente, não traria nada de novo para a Aliança. Já que os Anões Ferro-Negro estão junto com sua rainha Moira desde os tempo pré-cataclismo, boa parte dos recursos, tecnologia e soldados que eles poderiam fornecer já pertencem a Aliança. Porem é dito que a Aliança irá recrutar os Ferro Negro em Kul’tiraz, então possivelmente eles possuam alguma capital ou recursos lá. Acredito que nas linhas de batalha, os Ferro Negro terão, assim como todos os anões, uma vantagem na vanguarda. Como são excelentes guerreiros, eles poderão lutar lado a lado enfrentando as tropas da Horda. Alem disso, eles poderão ser excelentes assassinos também, ou bruxos devido a frieza deles em relação ao que usar. Sobre os recursos, acredito que são os mesmo de hoje em dia. Porem, tenho esperança de que com achegada dessas novas tropas a serem recrutadas, os Ferro Negro possam recuperar a Montanha Rocha Negra, e ganhar mais uma capital para a Aliança, devolvendo a Moira e seus seguidores seu reino de direito.Andruíl71 8h
11h Guilnéas as Battle for Azeroth Saudações viajante! Desde o anúncio de BFA, estou com dúvidas sobre minha cidade favorita, Guilnéas. Quando saiu o trailler e as novas informações sobre a expansão, pensei que Guilnéas seria retomada pela Aliança, mas vi alguns Players falando que ela seria a nova capital dos Mortos Vivos. O que vocês acham? Vamos fazer uma discussão saudável nos comentários, por favor :)Arturlobz46 11h
13h Zaetar e Theradras Sei que isso é discussao antiga, mas como esses dois individuos tiveram filhos?Kurattan1 13h
19h Zaetar e Theradras Sei que isso é discussao antiga, mas como esses dois individuos tiveram filhos?Kurattan0 19h
22h Eonar e Elune? Uma coisa de Antorus me deixou bastante intrigado: O fato do santuário da Eonar se chamar Elunaria. Aparentemente, Elunaria é o nome do mundo em que a alma de Eonar buscou refúgio. Nele, temos um ambiente parecido com a Bacia Sholazar, com natureza abundante e criações titânicas. Será que existe mesmo uma relação entre Eonar e Elune/Eluna? Pensando sobre isso, não foi a Eonar, então, que criou as Lágrimas de Eluna, e ela representa a titã? Dissertem.Aragiss9 22h
2d Aspectos/Keepers/ Elementais ( 2º round). Esse tópico já foi discutido no começo desse ano, mas, na época, não chegou a nenhuma conclusão... percebi que o motivo disso era a falta de critérios de comparação e a alta conotação de opinião no tópico ( eu próprio estava convencido de que os aspectos eram os mais poderosos...). Resolvi, então, ressuscitar a discussão para tentar chegar a uma conclusão. Dessa vez, não tenho nenhuma opinião formada. Esse tópico terá um caráter de construção conjunta. Quem já participou de uma sabe como é, mas vou explicar brevemente: 1ª fase: exposição de ideias 2ª fase: discussão sobre as ideias. 3ª: conclusão(ões). Como sempre, devo pedir o respeito por parte de todos os participantes. Desde já, agradeço a todos os que participarem dessa construção conjunta. Introdução: esses três grupos de seres poderosos do WoW tiveram grande participação na formação e evolução do mundo de Azeroth. A ideia aqui seria discutir acerca de qual deles é mais poderoso e perigoso. Serão levadas em consideração o poder dos indivíduos participantes de cada um desses grupos, as habilidades, as vantagens e as fraquezas. Nesse primeiro momento da discussão, exporei minhas observações, e os demais participantes poderão expor as suas. Aspectos draconicos: Resumo: armas vivas criadas pelos titãs para substituir os Keepers na vigilância sobre a evolução em Azeroth. O outro objetivo de sua criação era impedir um evento catastrófico chamado “hora do Crepusculo”, durante o qual arautos do vazio de poderes completamente diferentes do que tinha sido visto com os deuses antigos apareceriam para tentar destruir as prisões dos old-gods. São resultado da magia de moldar carne utilizada em protodracos misturada com uma faceta do poder de alguns dos titãs. Principais forças: capacidade de voar, longo alcance de suas magias ( em alguns casos, até mesmo intercontinental), grande poder bruto de destruição ( o suficiente para, em seu máximo, causar destruição a nível planetário.), utilização de artefatos mágicos poderosos( Esses artefatos amplificam ainda mais o poder de destruição dos aspectos, caso sejam usados de maneira correta por estes seres.) e velocidade muito elevada ( podem superar distâncias intercontinentais em poucas horas). Não são apenas gigantescos dragões, mas também armas de destruição em massa. Principais fraquezas: não são tão resistentes ou fortes fisicamente quanto os outros dois grupos citados dessa comparação. Seus poderes mágicos também são bastante limitados a habilidades ofensivas ou de cura, não sendo muito utilitários. Vulneráveis em curtas distâncias e no solo. Lordes elementais: Em resumo: alguns dos mais antigos seres de Azeroth, comandam vastos exércitos de elementais inferiores. Foram derrotados pelos deuses antigos e de novo pelos Keepers, mas, ainda assim, são bastante perigosos e resilientes. Em Azeroth, existe um número elevado de elementais poderosos devido à baixa concentração de espírito no planeta ( ao contrário dos demais elementos, estes sim bastante consentrados) , visto que este foi majoritariamente consumido pelo titã local. Principais forças: maiores e mais fortes do que quase quais quer outras criaturas de Azeroth, estes gigantes elementais só podem ser destruídos nos planos elementais ( onde foram selados por Helya e Ra-den). Contam com elevada resiliência ( ao ponto de que Ragnaros foi derrotado por Malfuryon, Cenarius e Hammul no plano mortal para, pouco depois, se regerar completamente nas terras do fogo ) e utilizam armas poderosas. Em muitos casos, são donos de habilidades como semi-onipresença ( Al’akir) ou combustão de providências inteiras ( Ragnaros( apesar de essa habilidade torná-lo bastante enfraquecido depois do uso). Podem enfrentar sozinhos exércitos inteiros. Principais fraquezas: bastante desorganizados, donos de alcance mágico limitado e muito pouco versáteis em termos mágicos. Lordes elementais tendem a ser limitados à luta direta, pouco familiares com os grandes rituais destrutivos dos aspectos ou os poderosos buffs e debuffs dos Keepers. Pouco hábeis em lidar com situações novas. Keepers: Em resumo: poderosos guerreiros de aço e pedra criados à semelhança dos titãs. Serviram de canais vivos para a transferência de poder mágico dos titãs para os aspectos, além de terem vencido o poderoso império negro. No fim, a ordem acabou se consumindo em uma guerra civil, mas alguns de seus membros continuariam em atividade por alguns milênios. Principais forças: armados com poderosos artefatos mágicos ( tais como a marreta de Thorin e a guarda do grão guardião ), além de grandes exércitos de titan forged e constructos de grande poder mágico ( tais como Nurushen, Ironaya, Ammunae, Rajh, Hymdall( membro dos Valarjares), maiden of vigilance...). Além disso, são bastante resistentes e fortes devido às suas peles de pedra e metal. São, também, consideravelmente menos limitados que os outros dois grupos, sendo criados à semelhança dos titãs e tendo poder sobre diversos tipos de magia para diversos fins. Principais fraquezas: são arrogantes e prepotentes ( até mais do que os outros dois grupos, ao menos, em média), além não contarem com poder de destruição tão elevado quanto o dos aspectos ou lordes elementais, e se valerem bastante de seus exércitos ( mesmo que o poder que os Keepers exercem sobre seus servos de pedra seja enorme.). Por favor, deixem as suas opiniões e contribuam com esta construção conjunta, no objetivo de que se construa uma comparação válida.Fasttloc4 2d
2d Xamanismo orc em Azeroth Como os xamãs orcs conseguem se comunicar com os elementos de Azeroth se a ocupação deles é tão predatória?Rahlmouns3 2d
2d Conceito Órquico de Justiça Refiz a questline em Nagrand de Draenor onde invadimos Grommashar e enfrentamos Garrosh. Quando o Durotan fala que vai levar o orc a justiça, ele responde: "Justiça. Você não sabe o significado da palavra". Qual o conceito de justiça na sociedade órquica? Segundo esse conceito, o Garrosh seria inocente?Brotherwolf8 2d
2d SPOILERS - Lor'themar e Alleria / Sylvanas http://pt.wowhead.com/news=277419/datamined-broadcast-text-for-patch-7-3-5-spoilers Nesse link tem os textos encontrados sobre o 7.3.5. Se formos ver as falas de Lor'themar para Alleria, é nítido que o acontecimento com Void tem haver com ela também, e mais alguns void elfs, provavelmente. Mas pelo que entendi, vai dar um grande problema, quase corrompendo a Nascente da Eternidade outra vez, por culpa da Alleria. Segundo as falar de Rommath, ele exila um tal de Umbric e seus "radicais", provavelmente elfos que mexem com o Void, e, junto com Alleria, colocaram a Sunwell em perigo. Segundo ele mesmo: "Anyone who treats with the Void is a danger to the Sunwell! I advise against it." O mais interessante é que aquilo foi um acidente, mas mesmo assim Lor'themar diz a Alleria que ela não é mais bem vinda em Quel'thalas. Talvez isso reforce a teoria de que Alleria queira retomar sua terra natal. EDIT: Os Void elfs se chamam, em linguagem elfica, de Ren'dorei. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ Além disso, as falas de Sylvanas se mostram meio perturbadoras. Em uma das frases ela diz "The lifeblood of Azeroth belongs to the Horde." Isso condiz com a teoria sobre a queima de Teldrassil. Como a Arvore estava puxando o sangue de Azeroth para ela, segundo a fala da Sylvanas, é condizente que a mesma pos fogo em Teldrassil para conseguir esse sangue só para a Horda.Andruíl137 2d
4d Enchant ou item Pandaria Duvida (Mineração) Pessoal boa tarde eu gostaria de saber se existe algum enchante, ou item que acelere velocidade da mineração en pandaria, assim como en legion como os enchantes legion que aumenta aceleração tanto como para minerios ou plantas ao colher eles nas ilhas partidas ou argus ?Héberus0 4d
5d história-goblins e worgens gente, primeiro desculpa c já existe topico parecido, eh q procurei e num achei... entao eu keria saber c alguem conhece a historia dos goblins e worgens, to upando uma goblina recentemente e achei muito engraçado o modo como os goblins se juntaram a horda. achei as raças goblin e worgen as mais fods pelos movimentos deles, castando, correndo,etc eu keria saber tambem a historia dos lideres deles e porque Gallywix eh o chefe dos goblins c pelo q eu entendi ele soh c importa com ele mesmo e num mato todos os goblin nakela ilha porque a os goblin derrotaram ele primeiro (coisa q eu achei mt engraçado auheauheuahea) nem sei c essas poucas coisas q eu sei sobre os goblin estão certas, eh q eu fiz as coisas meio q correndo com a minha goblina ;PJirtra6 5d
6d Magos da cruzada Escarlate Alguem aqui ja se perguntou sobre os magos que nao atuam/treinam no Kirin Tor? Os magos escarlates por exemplo, quem os treina? É fácil ser um mago desvinculado com Dalaran?Tazmuldan10 6d
8 dez E agora? DH sem a Legião Ardente Como o título já diz, fiquei me perguntando qual o motivo agora de os DH continuarem a lutar, inclusive juntamente com Horda/Ally, pois o maior jargão é "Dedico a minha vida a destruir a Legião Ardente", e com Sargeras agora aprisionado o objetivo dos Illidari foi alcançado e com isso senti um vazio em mim em relação a lore. Gostaria de saber de vocês nobres companheiros, qual a razão de continuar a lutar e qual a razão de se manter na horda/ally?Rorteon12 8 dez
8 dez Bruxaria em Guilnéas Uma questão sobre roleplaying e lore. Como os bruxos e a bruxaria são visto em Guilnéas? A inspiração maior é a Inglaterra vitoriana que era uma sociedade que combinava moralismo religioso, fetiche esoterista e o crescimento comercial. imagino que um bruxo seria alguém abastado, um burguês ou um nobre, mas alguém distante o suficiente da família real para não ser jogado na guerra civil. E com recurso para estudos arcanos e de artes proibidas estranhas em uma sociedade isolacionista (especialmente antes dos eventos do jogo). Por aí...Rahlmouns2 8 dez
6 dez Vale a pena jogar Warcraft 1, 2 e 3? Boa noite! Vale a pena jogar os primeiros Warcraft's para maior entendimento da lore de wow, ou apenas o jogo, expansões e livros são o suficiente? Obs: Apesar da dúvida ser referente a lore, considerando que estamos em 2017/2018, vale a pena tbm em termos de jogabilidade? Valeu.Ghalgandil19 6 dez
6 dez Dúvida! Ontem estava fazendo as dgs da caminhada temporal e fiz aquela dos dracos, se não me falha a memória é "Trilhas do Tempo" uma coisa assim. Até que o primeiro boss é o Baine ai vem a imagem da Jaina e o último é um Draco azul Até que tem o npc chamado Nozdormu e que após terminar ela você fala com ele e pode ir pra Nascente da Eternidade. Qual é a raça dele e dos elfos que ali habitavam?Xxyyxx4 6 dez
5 dez Quem será o novo lider do Trolls? Agora que o Vol'jin morreu, quem vai ser o lider dos trolls?Georgye48 5 dez
4 dez O que foi a Guerra das Areias Cambiantes? Fala Povo Eu tento achar material sobre isso e não encontro em parte alguma, por isso eu resolvi perguntar aqui: O que foi a Guerra das Areias Cambiantes? Me contem com o máximo de detalhes que puderem. Aproveitar e perguntar outra dúvida: pretendo criar um personagem Troll para RP que participou desta guerra e/ou que teve sua tribo (Os Lança Negra ou qualquer outra tribo trólica) afetada por esta guerra, e gostaria de saber como foi este capítulo da história de Azeroth do ponto de vista dos Trolls. Grande Abraço ;)Ferronegrão38 4 dez
4 dez (Teoria/Spoiler) C'Thun e Illidan Depois da última cinemática de Legion eu fiquei pensando, e se C'Thun acordar? já que Sargeras fincou sua espada bem perto de onde ele está, é uma possibilidade muito boa já que eu não acredito que BFA vá se resumir somente em Aliança vs Horda. Com relação ao Illindão, todos nós sabemos que ele fingiu se aliar a legião para dar continuidade com seus planos em BC, e agora ele fez um último sacrifício para salvar Azeroth, mas quem garante que ele não nós enganou também? será que tudo isso não foi um plano para dar um jeito de aprisionar Sargeras só para roubar o poder dele? já que ele é sedento por poder desde Warcraft 3. Se eu escrevi alguma coisa errada por favor me corrijam, não sou um expert em lore.Kohhaka9 4 dez
2 dez Dúvida sobre Old Gods + Teoria Lendo aqui sobre o possível desenrolar da espada de Sargeras em Azeroth me peguei a pensar. Será que aquelas formas que enfrentamos de C'thun e Yogg-Saron são suas formas completas? Da maneira como o Chronicles fala deles e da forma como eles estão intrinsicamente ligados a Azeroth (vide o ruim que deu quando tentaram arrancar o o Y'shaarj e matá-lo), e se seus corpos na verdade fossem muito maiores do que aquilo que enfrentamos? É dito que a saronita que encontramos por toda Northrend é o sangue do Yogg-Saron. E se aquele que enfrentamos em Ulduar fosse apenas um pedacinho dele? Se a tal prisão/selamento que os Titãs impuseram a eles fossem justamente ter boa parte de seu corpo selada por Azeroth, e que aquelas manifestações de consciência representassem apenas uma parte do ser? Outra coisa (a dúvida), eu sempre vejo discussões sobre a morte ou não deles. Se nos é dito que a morte de um Old God acarreta desastres para o planeta, C'thun e Yogg-Saron estão mesmo mortos? Se cavar lá em Silithus não vai sair aquele olho bizarro? O Sangue de Azeroth na jogada não pode mudar as regras desse jogo também? Ainda mais considerando que a última vez que Azeroth sangrou daquele jeito, uma Well of Eternity foi criada.Lexaeus2 2 dez
1 dez (Spoiler) Ilidan e Sargeras Ola a todos, vendo a cinematic final de Antorus nao pude deixar de pensar na seguinte ideia: existe um comic em que aparece o Anduin velho ao lado do Velen e estao indo para a "ultima batalha" que muitos acreditam ser contra o void, até ai tudo certo, porem o void é algo que o proprio Sargeras teme e sendo assim meros mortais por mais overpower que sejam dificilmente poderiam derrota-lo, extingui-lo, ou mante-lo sob controle, mas pense só na batalha final termos uma ajudinha do ilidan em parceiria com o Sargeras... talvez o Sargeras possa compreender que talvez nao precise destruir tudo (dar reset) pra combater o void, talvez ele bote fé nos mortais e resolva assumir seu papel de titã e ao nosso lado combater o grande mal que ameaça o universo. o que voces acham?Drakkmash16 1 dez
1 dez [Teoria] Desenvolvimento das raças em BFA Olar! Esses últimos tempos eu andei repassando tópicos antigos sobre especulações a respeito da nova expansão (na qual já sabemos que será a BFA) e vi um tópico onde as pessoas falavam que em cada expansão eles nos forneciam sinais simples e quase despercebidos sobre a próxima expansão. E comecei a pensar sobre aqueles que o Legion nos deu. Por exemplo, em um naufragio de Azsuna vemos náufragos zandalaris (Zandalar) kul'tiraz (auto explicativo) e goblinicos (Kezan será uma DG). Mais pra frente também temos um participação de Azshara, que também foi confirmada como boss de raid. A Blizzard disse que na próxima expansão o foco da história serão as facções, mas que as raças ganharão 'histórias legais' também, e é para os próximos 'sinais' que eu quero chegar. Se você faz a quest de artefato do warrior como Aliança, aparece o Danath Trollbane, e na campanha dos DK's nós limpamos Stromgarde, que já foi confirmada que será reconstruída. O mesmo vale para a participação do Greymane e seus guilneanos, onde já sabemos que Guilneas também será reconstruída. Por parte dos Orcs, os possíveis sinais foram ainda mais sutis e foram presentes principalmente nos Class Halls. No class hall dos rogues, nós temos a presença de Gordul, líder do clã dos Shattered Hand/Mão Despedaçada, assim como de Kilrath, importante membro dos Bleeding Hollow/Olhos Sangrentos. No class hall dos xamãs nós tivemos a presença de Drek'Thar, líder dos Frostwolf/Lobos do Gelo, e no dos Warriors a de Eitrigg, outro membro importante dos Blackrock/Rocha Negra. E no evento que teve de invasões da Legião, vemos em Barrens/Sertões diversos Orcs do clã da Burning Blade/Lâmina Ardente. Tem mais, quando nós pegamos prestígio dois a Sylvanas nos chama para uma reunião em Undercity/Cidade Baixa, e lá estão presentes muitos líderes, aqui as imagens caso queiram vê-las: https://imgur.com/a/MrpaB Dois me chamaram atenção. São eles: Gargok, possível novo líder dos Warsong/Brado Guerreiro, e Gorfax, possível novo líder dos Dragonmaw/Presa do Dragão. Bom, a presença de Gargok pode ser explicada pelo fato de que estão presentes também aqueles 'battlemasters' que ficam na porta das BG's, tanto que a renegada 'Black Bride' que fica na entrada da BG de Arathi também esta presente no local, do mesmo jeito que os battlemasters da Aliança estão presentes na reunião que o Anduin faz. Mas, como explicar a presença de Gorfax? digo, o clã dos Presa do Dragão não tiveram participação alguma em Legion, e tampouco esta presente na entrada de alguma BG. Na verdade, Gorfax sequer atuou ao lado de Zaela, visto que ele é de uma parte dos Presa do Dragão que lutou em Loch Modan, não em Planalto do Crepúsculo. Nós também sabemos que Saurfang, confirmadamente líder dos Orcs (https://twitter.com/Warcraft/status/901078556855414784) e que até agora teremos 3 aparições do mesmo: A primeira será no novo livro 'Before the Storm', onde ele já atua como líder dos Orcs e é elogiado inclusive pela própria Sylvanas, caso alguém queira ver, aqui esta o prólogo traduzido pelo Morpeg: https://goo.gl/mu5ae9 A segunda é naquela arte da queima de Teldrassil, onde a figura ao lado de Sylvanas tem chances altíssimas de ser ele: http://wow.zamimg.com/uploads/news/12328-speculation-on-the-burning-of-teldrassil-in-battle-for-azeroth.jpg E a terceira, claro, é no próprio trailer de BFA. Lembrando que personagens que aparecem no trailer de anunciamento costumam aparecer também ao algum momento da expansão (como Varian e Sylvanas no Legion). Também sabemos que ele ganhará um novo modelo e até um dublador próprio (ele usa a voz padrão dos Orcs) http://media.mmo-champion.com/images/news/2017/november/WoWWhatsNext003.jpg http://media.mmo-champion.com/images/news/2017/november/NewArtOfWoW038.jpg Acho que tudo isso são fortes indicações de que ele receberá um bom desenvolvimento na próxima expansão. E é ai que entra minha teoria: Sabemos que a Aliança esta reconstruindo ou restabelecendo contato com seus antigos reinos humanos (Stromgarde, Guilneas, Kul'Tiraz e Stormwind ao todo). Será então que o Saurfang tentará reunir novamente os clãs orquicos, tornando-se o próximo 'Lord of the clans'? E mais, se isso acontecer, será que algum desses clãs ganharão cidades? A Aliança ganhará duas cidades humanas, acho justo que a Horda também ganhe duas cidades órquicas. Sabemos que Darkshore virá para a facção vermelha na facção, e é provável que Ashenvale sofra o mesmo destino, vale lembrar que Garrosh Hellscream tinha o sonho de construir uma gigantesca cidade em Ashenvale, que competiria militarmente e economicamente com a própria Orgrimmar, será que o sonho do nosso falecido warchief finalmente se completará? Difícil saber, mas com essa quantidade de informações, confesso que fico animado. E vocês? Viram algum possível 'sinal' de desenvolvimento para outras raças?Bahamulti30 1 dez
29 nov Bruxos Famosos Boa tarde galera, estou começando com a classe agora e to apaixonado com a jogabilidade da mesma. Gostaria de saber de vocês que ja possuem um conhecimento mais amplo sobre alguns bruxos famosos (tirando o gul'dan) pra eu me situar um pouco na lore da classe, aliás se alguem souber de algum livro ou alguma fonte que diga mais sobre a historia da classe eu gostaria muito de ver! Agradecido que a força esteja com vocês!Shandrak14 29 nov
29 nov Floresta do Sussurro Um easter egg comentando pelo Panon no Like a Blizzard, eu resolvi ver eu mesmo e fiquei esperando um certo tempo, ate que as 13:50 começou http://i.imgur.com/oJQFn.jpgCirbafe34 29 nov
29 nov Livros de warcraft Então, eu sei que tem dezenas de livros sobre wow mas eu não tenho condição de ler todos ou mesmo comprar todos, quais vocês recomendam que eu compre? ps: gostaria dos mais focados na hordaOrgotuth5 29 nov
28 nov Os Titãs no final de Legion Pessoal, eu estou com uma dúvida no que tange a aparição dos titãs em Legion. Eu sabia que quando eles foram "mortos" pelo Sargeras suas essências tentaram atingir os Keepers de Azeroth, mas apenas o Ra-Den recebeu a mensagem deles. A minha pergunta é, os titãs que estamos vendo em Antorus são aquelas essências que tentaram chegar em Azeroth, parte dessas essências que ficaram para trás e que Sargeras está tentando corromper ou os titãs em todo seu poder?Nytherios3 28 nov
28 nov Romance confirmado Com a nova construção nas capitais Orgrimmar e Stormwind veio uma bela confirmação. A presença de Wrathion entre os líderes da Alliance na Stormwind Embassy revela que o Dragão Negro é o atual consorte do Rei de Stormwind. Feliciadades! Só pra constar, não tô fazendo piada. Estou genuinamente achando uma boa ideia.Nekasumm42 28 nov
27 nov Valira Sanguinar e Anduin Sabendo que Valira tinha lealdade a Varian, devido sua amizade, vocês acham que essa lealdade possa ser passada a Anduin? É dito que ela não serve a Aliança, somente servia a Varian, porem parece que ela gosta bastante do rei prodígio (Anduin). Algo pode indicar que ela irá oferecer seus serviços a Anduin também?Andruíl2 27 nov
24 nov Duvida sacerdote RP Como alguns participantes ativos do fórum sabem, estou montando um sacerdote disciplina para rp e não to sabendo algumas coisas da interpretação da classe. Enfim, eu queria saber se os símbolos religiosos e templos são de extrema necessidade na vida do sacerdote, como ele é um disc priest não seria mais racional e menos apegado a isso? Não veria a luz e sombras como objeto de estudo? Queria fazer um usuário da luz e das sombras realmente racional. Quando digo racional eu falo sobre não seguir algo irracionalmente, com a emoção , sem se questionar muito, seguir com o coração, como a fé é. Esse background me atraiu pq gostei da ideia do priest "os fins justificam os meios" e isso não parece uma frase de um homem de fé e é a definição do discpriest em legion. Outra coisa é sobre o carisma, o sacerdote precisa ser carismático para conquistar as pessoas como todo sacerdote ou líder religioso? Ou ele pode apenas ser um manipulador da luz/sombra sem se preocupar com a evangelização, por assim dizer? Uma pergunta se liga a outra.Tazmuldan5 24 nov
24 nov Suposições sobre o fim de BFA É eu sei, esse tópico não deveria nem estar na aba da história, mas como não tem a aba futurologia achei melhor criar aqui, devido a qualidade dos frequentadores dessa aba. Pois bem, vou falar de algo que percebi em Legion e que foi aprofundado em BFA. Pelo menos pra mim está ficando claro que a Blizz entrou de cabeça nessa empreitada fan service, como eu havia dito em outros tópicos o fan service é uma caixa de pandora, uma vez aberto não tem como voltar atrás a não ser que você deseje começar uma guerra nuclear com os fãs da franquia. Eu não digo isso em tom pejorativo, acho que está ficando cada vez melhor essa nova abordagem da Blizz. Gostei muito de Legion e acho que BFA está pelo menos em linhas gerais uma expansão muito interessante. Pois bem, vou falar do que acho que ocorrerá no jogo seguindo essa premissa de fan service. Primeiramente, WOW precisa dar uma sacudida na sua lore, e seguir surpreendendo os fãs e fazendo com que eles se identifiquem com apelos clássicos da franquia para manter o hype nas alturas. Acho que BFA está deixando claro que mudanças profundas vem por ai. Acho que após BFA se tornará incontornável a necessidade de se refazer os mapas do clássico, e acredito que até alguns mapas mais novos sofrerão mudanças devido a tecnologia phasing que eles estão introduzindo. Seguindo essa premissa, qual seria o fan service mais interessante ao meu ver que a Blizz poderia fazer? Vou enumerá-los: Acho que o possível desfecho do conflito envolvendo os renegados será o de sua completa expulsão de EK. Acredito que eles se verão forçados a construir uma nova capital, provavelmente tendo que migrar para Kalimdor. O melhor local para eles se reencaixarem é a antiga Theramore, o pantano das mágoas é o local ideal para eles, tão ou mais sombrio que a floresta de Tirisfal, que inclusive na cinemática me pareceu um lugar bem pouco sujeito a interferência dos renegados. Já os elfos noturnos ainda não cheguei a uma conclusão, acho que terras agreste perto da capital dos martelo feroz, já que lá há aquela árvore noctiélfica e construções da raça , portanto me parece o mais provável. Os draeneis fatalmente teriam suas terras usurpadas também e se estabeleceriam em algum lugar de EK. Os elfos sangrentos, mesmo a Blizz tendo dito que não tocará Silvermoon me parecem praticamente incapazes de defender seu reino sem o escudo de Cidade Baixa. Por isso acho que eles serão vítimas de um expurgo cedo ou tarde ao longo da expansão. Agora tem uma coisa interessante na introdução desses Shaldoreis para a Horda. A cidade de Suramar é uma cidade mágica tão ou mais poderosa que Dalaran, é uma cultura de uma similaridade com a cultura dos bes assustadora. Talvez introduzir uma divisão pós Dalaran do Kirin Tor, tendo elfos sangrentos e shaldorei pro lado da Horda e humanos e high elfs para a Aliança me parece o mais possível. Por isso penso que o caminho natural dos elfos sangrentos caso sejam exilados será buscar guarita na cidade de Suramar seu lar ancestral, dado que eles também são derivados da casta superior da cultura noctiélfica. Os humanos seguindo essa lógica fatalmente construiriam seus reinos ancestrais, e acho que nem é necessário um gap na história mto longo, já que Stromguard foi reformada rapidamente em BFA, o mesmo pode ocorrer com Lordaeron. Mas ai seguindo essa premissa de várias hubs para a Aliança teríamos um problema, e a Horda? Bom, eu acho que novas hubs para a Horda podem ser preenchidas com a adição de fortalezas para os clãs órquicos que forem introduzidos ao longo da expansão ( o que acho uma possibilidade forte). Brado guerreiro ganhando hubs em ashenvale, e rocha negra talvez em Desolace, não cheguei ainda a uma profunda reflexão sobre o assunto. Em todo caso, essas são as idéias que eu tenho para o devir de WOW, acho que isso traria uma dimensão RPG bem forte ao jogo delineando bastante a identidade das facções, e ai o que vocês acham?Arthenius53 24 nov
22 nov Facção vencedora?(Próxima expansão) Estive pensando, pois ouvi rumores acerca de que possivelmente afirmaram que essa expansão trará o fim de uma das facções. Além disso tem muita gente defendendo que será a aliança, pela profecia do velen e claro por uma preferência dos devs. Nesse contexto, confesso que isso me perturba um pouco, porque particularmente se a Horda acabar adeus adeus WoW vou fazer outra coisa da vida. A dúvida prevalece, e com esse bando de gente tentando adivinhar o que vai acontecer, julgando as coisas, defendendo algo, tá uma bagunça. Trago essa discussão pra cá, o que vocês acham que vai acontecer, essa afirmação de facção vencedora está certa? Se sua facção acabar o que você vai fazer, como vai lidar com o jogo como um todo? E se não for a sua, qual fac. vencerá? Sim, são muitas perguntas, se possível gostaria de ouvir respostas que abrangessem todas elas, com sinceridade e sem desmerecer ninguém por ser da facção oposta ou com aquele julgamento prévio de algo. Até agora temos uma cinematic com luta empatada e uma destruição de Teldrassil. Agradeço a quem leu até aqui, e mais uma vez, se você se interessar em participar dessa discussão, venha de mãos limpas. Pela Horda, por Quel'thalas!Vesneci17 22 nov
22 nov A fé em azeroth Não é segredo a inspiração dos priest de Warcraft, são baseados em religiosos da idade das trevas, idade média... Toda essa mecânica de penitência e disciplina vem dessa figura conhecida como padres. Mas se analisar a luz e as sombras não é bem uma questão de fé, ambas são palpáveis, da pra ver, sentir e até estudar como uma ciência como os belfs fizeram. Acredito que seja um material digno de estudo científico assim como o arcano e o fel. Vocês discordam? Oque tem de fé numa classe que se apropria em algo que tem a certeza que é real?Bartanis32 22 nov
21 nov Vilões em 7.3. Bom dia a todos. De novo sobre 7.3 mas, dessa vez, algo bastante positivo. Aqueles que jogaram Legion percebem que houve um trabalho eficiente na construção de Bosses entre 7.0 e 7.1, e, em 7.2, tivemos problemas sérios nessa área. Por melhores que sejam as interações do Kil’jaeden dentro do raid e no vídeo, sua ausência ao longo da expansão se fez sentir, o que terminou com uma luta que não teve o impacto que deveria. Em 7.3, a Blizzard parece ter percebido seu erro ( ao menos, parcialmente). O objetivo desse tópico é analisar a qualidade da construção de vilões nesse fim de expansão, discorrendo sobre os erros e acertos de 7.3 nesse âmbito. A seguir, escreverei minhas opiniões e conclusões... por favor, compartilhem as suas também. Kil’jaeden: apesar de já morto, houveram flashbacks interessantes sobre ele nesse patch. Presenciamos tanto a batalha final das forças da BL contra os quatro Naa’ru quanto o primeiro contato entre Sargeras e os Eredar. Aprendemos lore nova sobre o enganador( como , por exemplo , o aprisionamento de L’ura), e vimos os primeiros passos de sua transformação demoniáca. Por outro lado, houve também uma grande falha expressa na ausência de consequências para a BL no tocante a sua morte. Não vemos menção de que o fim do Enganador tenha sido um golpe duro para a Legião ( pelo menos não ainda. Pode ser que 7.3.5 traga algo novo), e, inclusive, descobrimos que ele não era tão elevado na hierarquia quanto se acreditava. Para o bem ou para o mal, Kil’jaeden acabou perdendo parte de sua força como personagem. Talgath: esse é um personagem bastante importante na história da Horda. Foi ele quem contou a Kil’jaeden sobre os orcs. Também passou milênios cassando os eredar e foi importante no resultado da guerra civil de Argus, tendo traído seu amigo Veelen e passado para o lado de Kil’jaeden. Tudo isso foi muito bem explorado em flashbacks e nas falas in-game. Seu combate final contra o profeta é, certamente, um dos pontos altos da campanha. Um exemplo de exploração bem feita de um vilão menor, também foi central no desenvolvimento de Veelen, sendo uma espécie de representação de todos os erros do líder Draenei. Alta nobreza da Legião: ainda temos muito a descobrir sobre esse grupo, em Antorus provavelmente fará tal função. Até agora, já entramos em contato com Nathra’xxas( senhor defensor da periferia de Argus), o conciliábulo de Shivarra( as mais próximas seguidoras de Sargeras , responsáveis por corromper os ecos dos titãs), Raalgar ( líder da ala religiosa da BL. Se tornara “imortal “ por meio de um vínculo direto com o planeta de Argus .) e o conselho de guerra da Legião ( um corpo burocrático responsável por organizar as atividades militares do exército de Sargeras). Em suma, demônios imponentes, como os tão falados “verdadeiros mestres da Legião “ deveriam ser. L’ura: a principal antagonista das quests de Argus, é um personagem ainda envolto em mistérios. Sob um certo aspecto, é um dos pontos negativos de Argus pois, apesar de extremamente poderosa é importante para a história do planeta, não teve o foco que se esperaria de um personagem que é um dos mais perigosos do universo. Ainda assim, não deixa de ter alguns pontos positivos, como a narração de sua participação na batalha final( a Naa’ru ficou para trás e travou um último combate contra Kil’jaeden e seus exércitos, sendo aprisionada no final.), que pode ser vista ao longo do segundo e do primeiro atos da campanha. Ainda tem um ponto a seu favor. Vemos tanto no áudio drama quanto no terceiro ato que ela detém certa influência sobre Aleria, tendo sido responsável por salvar a elfa das forças da Legião quando ela e Turalyon foram a Argus pela primeira vez. Agora a Naa’ru caída vive dentro do corpo da windrunner, e pode vir a fazer algo em BfA. No geral, podemos dizer que, até agora, ela poderia ter sido melhor aproveitada. The shadow guard: a participação do grupo no patch soa mais como uma introdução de história contra o void, mas tem o mérito de ter sido utilizado para começar a construir o Locus Walker, um personagem interessante e que ainda tem muitos mistérios a serem explorados . Notemos que o líder deles ( Nezhar) tinha o título de vice-rei, indicando que ainda existem mais grupos da shadow guard atuando pelo universo. Mas, claro, ainda está muito no começo de sua participação para julgarmos... Argus/ Panteão sombrio: a principal ameaça presente em Argus ainda não teve sua devida exploração. Devemos esperar Antorus para ter uma visão mais completa mas, até agora o titã de Argus se dá mais como uma extensão de Sargeras, um ser moldado em torturas desde o nascimento para ser a arma suprema da Legião. O Panteão sombria, já sabemos, não é, de fato, um grupo de vilões, estando mais próximos a prisioneiros. Resta saber como isso será abordado no raid. Sargeras/ Agrammar: a dupla representa o ponto alto do patch em termos de antagonistas. Suas interações são bastante interessante, tendo ,de um lado, o frio e morto por dentro “tenente do Panteão “ e, do outro, o altamente passional e apressado Sargeras. O destaque vai para a quest recente na qual vemos ambos discutindo sobre a captura da mãe da vida. Enquanto Sargeras tem uma certa pressa e, principalmente, satisfação com a chance de capturar sua principal oposição dentro do antigo Panteão, Agrammar apresenta uma marcada frieza absoluta calma em relação à importante missão à sua frente. Devemos ver a conclusão desse arco em Antorus. Conclusões: Argus sofre bastante pela falta de tempo. Também devemos observar que muita coisa acontece rápido demais. Cabe observar, porém, que, apesar de muitos vilões não serem bons por si só , eles têm seu valor no conjunto da obra ( como sempre foi com a Legião). Temos personagens decepcionantes, como Kil’jaeden e Argus, bem como personagens bem feitos , como o Agrammar. Além disso, existem arcos que ( aparentemente) estão apenas começando, como o da L’ura. Em suma, um desenvolvimento com altos e baixos, mas que fica legal no conjunto. Veremos ( já disse isso algumas vezes, eu sei...) o que Antorus reserva. Obrigado a todos os que leram até aqui. Estou ansioso para ler as suas análises sobre os Bosses e antagonistas de 7.3.Fasttloc21 21 nov
20 nov Nunca é tarde para a magia? O estudo do arcano exige uma idade máxima? Ou é possível treinar adultos na arte da magia? Oa estudos são contínuos como nossas escolas? (Matematica, Química, biologia...) continuo eu digo que precisa ter um nível base até chegar um nível avançado de acordo com a idade. Ou se trata de um estudo fixo, sem muitos níveis diferentes de aprendizado? Me compreendem?Talzuman3 20 nov
20 nov Sacerdote Disciplina Roleplay Quando interpretava em sacerdote no wow ou era um devoto da luz ou das sombras, preto ou branco. Quando voltei a interpretar um sacerdote me disseram que o disc priest era uma especie de gray priest, usufrui da luz e das sombras. Alguem pode me explicar como funciona um disc priest? Estava pensando em um sacerdote mais frio,calculista, menos devoto e mais egoista, porem tem seu lado bom , ajuda os proximos e as causas da Aliança e de Azeorth e preza pela ordem e paz porem sempre com a visao em seu planos individualista pela busca do poder, é possivel montar esse sacerdote com essa especializaçao? Enxerga a luz e as sombras como ferramentas e nao apenas dignos de toda devoçao.Tazmuldan2 20 nov
20 nov Raça e classe de acordo com a Lore. Boa noite pessoal, estou a fim de upar novos personagens antes de Legion chegar, a questão é a seguinte: Quais raças combinam com quais classes no jogo segundo a Lore? Quais seriam as combinações clássicas da Aliança e da Horda que fazem sentido de acordo com a história do Game? Muito obrigado! aguardo a resposta da galera, flws!Phietro32 20 nov
19 nov Como sempre a horda começas as Tretas GameSpot Interviews John Height The burning of Teldrassil is the event that causes the Alliance to lay siege to the Undercity. Anduin’s moment in the cinematic is him realizing what he is really about, healing over fighting. essa entrevista do John Height confirma que a horda atacou primeiro, sendo assim o Genn não esta influenciando o Rei, Anduin está apenas respondendo a agressão da Horda. Outra duvida será que teremos outro Warchif da horda virando boss, silvanas anda fazendo muitas merdas. ps. escrevi o nome da sua líder errado de propósito.Lafîel55 19 nov
18 nov Moira shadowpriest??? Então, a Moira Thaurissan, regente dos ferro negro, é uma shadowpriest? Onde encontro um artigo ou estória explicando como ela comungou com o void/luz? É importante para o desenvolvimento de um personagem meu.Bartanis1 18 nov
18 nov [SPOILERS] - O Deus de Sangue em BfA! Fala galera, com esse turbilhão de informações e conteúdos novos, procuro ler tudo que é possível para achar informações interessantes a serem compartilhadas... Bom esse tópico contém spoilerse quem não quiser saber, recomendo não continuar. Bom um dos novos conteúdos em Zandalar é a questão dos Trolls de Sangue, que virão a tona. Com isso muita gente começou a borbulhar com a possibilidade de Hakkar The Soulflayer, ou também conhecido como O Deus de Sangue voltar. Porém isso foi por água baixo quando em uma entrevista na Blizzcon, foi informado que não é o Hakkar, mas sim um outro/novo Deus de Sangue chamado: G'huun e ele é classificado como um Loa. Ou seja, Hakkar não é o único Loa/Deus de Sangue! Mas a revelação mais bombástica vem ainda... Perguntado sobre a origem desse Loa, foi informadoo seguinte: "Então, há uma instalação em Nazmir, onde os Titãs estavam fazendo experimentos sobre Deuses antigos. Eles estavam tentando resolver o problema do Deus Antigo.... E você pode imaginar quando você começa a realizar experimentos com um Deus Antigo, coisas ruins podem acontecer. E o que eles acabaram criando foi algo MUITO PIOR; esse cara é um tipo de novo Deus de Sangue - quem você vai ver eventualmente (e isso é uma grande quantidade de spoiler), está mais fácil, pois tem apenas um dos três selos restantes. Durante a expansão você vai descobrir o que acontece com esse último selo." Fontes: http://warcraft.blizzplanet.com/blog/comments/blizzcon-2017-jeremy-feasel-interview-world-warcraft-battle-azeroth https://youtu.be/zhU9AvMlAQM?t=338 1 - Já foi informado que os Titans estudavam a flora e fauna dos planetas, principalmente em Azeroth. Que até mesmo estavam combinando as 6 magias que representam as forças universais para criar novas fontes de energias. Mas... Usar o N'zoth como experimento? Fiquei surpreso... 2 - Mais de um Loa/Deus de Sangue venerado pelos Trolls? Hakkar vai ficar com ciumes! 3 - Esse Loa/Deus de Sangue ser algo pior que o N'zoth.... Fiquei surpreso... [2]. O que vocês acharam?Manwër7 18 nov
17 nov Lightlands/Guardiões de Reis Antigos Bom dia senhores (a), venho aqui deixar uma pequena teoria que desenvolvi, vendo outros comentários, acerca da Luz. Bom, até o inicio de Legion e o Chronicles, ainda não tínhamos completa certeza da origem correta da Luz. Muitos de nós (inclusive eu) acreditávamos que ela era viva, consciente e originalmente boa, e em contraparte o Void era completamente mal. Porem nós tivemos a confirmação que não é bem assim, que a Luz não tem vontade própria e não pode agir afinal a Luz em si é apenas uma energia. Bom, tendo isso em vista alguns pontos dentro do game me despertaram certas duvidas. Vamos começar com a questline do classhall dos DK’s: O Lich King estava recriando os Quatro Cavaleiros, e como cavaleiro final ele queria Tirion Fordring. Então ele envia Darion Mograine, o Senhor da Morte (player) e mais um grupo de DK’s até a Capela Esperança da Luz para roubar o corpo do campeão da Luz. Ao chegar até o classhall dos paladinos, os cavaleiros da morte lutam e enfrentam vários, até que encontram a Lady Liadrin. Uma batalha acontece e Liadrin é derrotada. Após sua derrota o Senhor da Morte tenta reerguer o corpo de Tirion, porem a Luz intervém e impede-os, criando uma enorme barreira (sem ninguém a conjurar) para proteger o corpo caído do campeão. A Liadrin fala o seguinte: “seus tolos. Você realmente pensou que a Luz permitiria isso? O próprio Lich Rei não tem poder aqui! A Luz protege esta capela, Darion. As Trevas não podem permanecer dentro da Luz!” Bom, embora as falas dos personagens normalmente não tem uma visão ampla da situação (os próprios paladinos e sacerdotes veem a Luz como divindade ainda), na fala de Liadrin tem algo interessante, “A Luz protege essa capela...” (guardem esse ponto por um minuto). Bom, além dessa vez, temos a vez (no passado) em que Arthas e seus antigos DK’s foram derrotados na Capela Esperança da Luz, onde Tirion apareceu. É comentado que aquele solo é consagrado devido aos inúmeros campeões da Luz que estão enterrados lá. Porem, como um corpo inerte, sem alma e vida pode proteger algo? Bom, tendo isso em mente eu bolei uma teoria, novamente falando, devido a alguns comentários vistos em posts distintos, principalmente do Boitata. Nós sabemos que existe a Shadowlands, lugar onde todas as almas vão para seu descanço final. Também sabemos que pessoas que “brincam” demais com poderes do Vazio, vão para um lugar dentro do plano do Void, para serem torturados eternamente por sua negligencia (como no caso de Arthas). Então e se os campeões da Luz também vão para o plano Dela? Vou organizar mais o pensamento: Novamente, nós sabemos que a Luz não tem vida própria. Então aquela ação “voluntaria” da Luz no classhall dos paladinos deve ter vindo de algum lugar. Bom, se formos ver na questline para obter a Crematória, no momento em que Tirion morre, a alma dele é de pura Luz, e “sobe” aos céus, provavelmente indo para algum lugar, que pode muito ter sido essa “ligthlands” (usarei esse nome para facilitar). Além disso temos as figuras misteriosas dos Guardiões dos Reis Antigos. Essas entidades de grande poder tomam o corpo dos paladinos em momentos de necessidade. Porem não tem personalidade nenhuma, é basicamente um grande ser de poder da Luz que “possui” momentaneamente o paladino e lhe dá grande poder. Bom, acredito que assim que um campeão da Luz morre, sua alma não vai para as shadowlands como os outros, e sim para lightlands. Na ligthlands, a alma do campeão une-se a própria Luz, se tornando parte de uma espécie de “consciência coletiva” que protege e guia os campeões, e por fim tornam-se os próprios Guardiões dos Reis Antigos, tendo em vista que todos os paladinos do mundo (que são os maiores campeões da Luz) possuem uma dessas entidades para os proteger. Diferente dos Naa’rus, que são seres vivos, com personalidades e livre arbítrio, os Guardiões dos Reis Antigos e a Consciência Coletiva da Luz não possuem individualidade. São seres em que o único propósito é proteger os campeões da Luz. Outra habilidade dos paladinos que contribue para essa teoria é a Intervenção Divina, que consiste em proteger o paladino de um ataque mortal, lhe concedendo imunidade e curando seus ferimentos. Nós sabemos que a Luz não é uma divindade, e essa habilidade é ativada automaticamente, então não é conjudada pelo paladino. O que pode ser dado a ação para a Consciência Coletiva da Luz, que vê um campeão em momento de vida ou morte e intervém para protege-lo e livra-lo da morte. E embora eles não tenham nenhuma individualidade, provavelmente não lembrando do seu passado mortal, eles podem sim proteger seu lugar de morte. Como Tirion provavelmente foi para esse local (segundo essa teoria) e juntou-se a Consciência Coletiva da Luz, ao ver que a corrupção das trevas se achegava para corromper o corpo caído, a Consciência ergueu uma grande barreira que puniu os seres das trevas, e protegeu o corpo do caído Tirion Fordring. Bom, tendo em vista que a Luz não é necessariamente boa, a Consciência Coletiva da Luz não protege a todos, e sim somente aos campeões da Luz, que possuem fé nela e seguem seus caminhos. Por isso não vemos a Luz protegendo todos os seres vivos de qualquer mal, por que ela não é uma divindade, mas essa consciência coletiva protege os paladinos e sacerdotes mais fieis, que no fim, também poderão se tornar parte da Luz. Bom, o que acham?Andruíl8 17 nov
17 nov Crimes de guerra Hey pessoal, eu criei esse tópico por causa de um debate que eu estava tendo com o Karakuchama num outro tópico. Como esse debate desvia o assunto original do tópico eu resolvi criar esse. Se alguém quiser se juntar a nós, a discussão começa aqui: https://us.battle.net/forums/pt/wow/topic/20759212137?page=2 Bom, aqui vai minha resposta: ... Como ele impediria a Scourge? Talvez deixando o exército unido, ou fazendo uma estratégia decente. O erro dele foi mandar o Kael'Thas se virar simplesmente por ter 'ranço' da raça élfica. ... Passou a ser a partir do momento que os NE começaram a atacar as bases deles mesmo eles ainda sendo neutros. Talvez esse trecho do wowpedia explique melhor as coisas: The blood elves were caught in the throes of constant combat: with the Scourge presence emanating from Deatholme on one hand, and continued raids and attacks coming from the Amani trolls, who maintain their own holdings within the ruins and ziggurats of Zul'Aman on the other. The former threat was ultimately neutralized, thanks to the combined efforts of the sin'dorei Magisters and Farstriders, along with support from the Forsaken. Under direction from leaders within the Ghostlands, this culminated with the eventual battle with and demise of the Scourge leader, Dar'Khan Drathir, whose head was sent to Regent Lord Lor'themar. Concurrent with failed negotiations with the Alliance, and night elven incursions into Quel'Thalas, Lor'themar began to forge an alliance with the faction his Forsaken allies now belonged to: the Horde. Several ambassadors were sent to and from Silvermoon, and Dar'Khan's death allowed the blood elves to take an equal seat at Warchief Thrall's political table. https://wow.gamepedia.com/Blood_elf ... Sim sim, eu entendo o motivo dos humanos fazerem isso e eu não estou tentando injustificar isso, o que eu estou dizendo é que quando a situação mudou os humanos se provaram tão cruéis quanto os Orcs. Tanto é que homens como o Pantanegro (nome ridiculo em PT, mas eu não lembro como é inglês, foi mal) eram ruins até com os próprios humanos, ele estuprava a Taretha men, que tipo de pessoa estupraria uma garota como a Taretha? Tipo, eu sei que o aedelas especificamente não representa toda a Aliança, mas ele representa o tipo de gente que controlava os campos de concentração. E na realidade a Horda estava pagando tanto pelos erros deles próprios quanto pela maldade da Legião. ... Sim, mas sabiam que os goblins não tinham nada a ver com a situação e atacaram da mesma maneira. ... Exato, como eu falei, não estou tentando inocentar a Horda. Nós atacamos sim Guilneas, e nem da proporção, porque de fato os goblins estavam em menor número ali, o que eu estou dizendo é que quando a situação se inverte a Aliança também se mostra uma facção extremamente brutal. ... O plano era DESTRUIR o monte navalha, Orgrimmar e aldeia sen'jin, onde que isso não é considerar ataque aos civis? ... Não exatamente, porque as outras raças tiveram participação na escravidão dos Orcs também. O Kael'Thas por exemplo, no livro 'Rise of the Lich King' é dito que ele pregava a extinção total dos Orcs, pois segundo ele eram seres demoníacos e quem se envolvia com magia vil merecia a morte (irônico, não?) Altaforja e Quel'Thalas tiveram sim participação na decisão de encarcerar os Orcs, tanto que por anos eles pagaram impostos altos para Lordaeron, o que causou inclusive a saída de reinos como Kul'Tiras de dentro da facção pois, segundo eles, era muito caro manter os Orcs vivos e seria mais eficiente simplesmente mata-los. Os únicos que diziam que os Orcs deviam ser encarcerados era Lordaeron (Terenas) e Dalaran (Antonidas). O Antonidas queria eles vivos para estuda-los e o Terenas porque não achava justo extinguir uma raça inteira que inclusive possuia civis, o problema é que muitos campos de concentração estavam nas mãos de outros reinos, então ele não sabia o que rolava por lá. De qualquer maneira, o encarceramento da raça órquica é sim responsabilidade da Aliança, de novo, não estou injustificando a ação, apenas mostrando que ocorreram muitas barbaridades por lá. Aliás, fica aqui minha admiração pelo Terenas, grande homem. ... Porque o Garithos estava representando toda a Aliança ali, diferente do General. Não havia ninguém acima do Garithos, ele era a unica autoridade ali (já que o resto tava morto) diferente do General Krom'Gar que foi morto pelo próprio Garrosh. Lógico que tem outras coisas que da pra responsabilizar a Horda inteira, Theramore é uma delas. ... Todos os exemplos que você deu tiveram uma contra parte. Você falou de Costa Sul, eu falei de Taurajo. Você falou de Vale Gris, eu falei dos Sertões. Você falou de Costa Negra, eu falei de Durotar. Você falou dos guilneanos, eu falei dos goblins. Você falou da Primeira e Segunda Guerra, eu falei da invasão a Draenor e dos campos de concentração. De todos esses ai, os únicos que eu concordo que podem não ter tido a mesma proporção foram a invasão a Guilneas, de resto, todo o resto aconteceu na mesma escala. É o que a Blizzard faz, se ela ferra um lado, ela ferra o outro. Essa desproporção toda que você apresentou não existe. ... Sim mas em momento nenhum eu comparei Taurajo com Theramore, eu comparei Taurajo com Costa Sul. E mesmo Theramore não é exatamente um crime porque só morreram militares ali, os civis foram evacuados antes do ataque. Outra, o fato da Horda ter revidado esses ataques de maneira nenhuma apaga as atrocidades que haviam na região, a Aliança revidou os ataques em Ashenvale e isso não apagou nada. Also, pode ser considerado crime mas não contra a ally, e sim contra os dragões azuis, que tiveram seu artefato roubado. ... Lógico que tem comparação, nós não estamos falando dos métodos de ataque, estamos falando do ato em si. A Aliança ter usado métodos convencionais não importa porque no final morreram civis de qualquer jeito, mesma coisa em Costa Sul. A questão é o fato de mesmo não usando armas de destruição em massa a aldeia foi arrasada do mesmo jeito. Also, não tem soldados do Garrosh em Hillsbrad, o Garrosh só alocou em soldados em UC pra manter a Sylvanas 'sob controle' (ou tentar, né). O único Orc que tá em Hillsbrad é o Cromush e ele sempre aceitou tudo que a Sylvanas fazia. ... Isso in game meu caro, na Lore é dito claramente que os soldados atacavam aquela região: Garrosh thought that what Gorgonna had said by the lake was absurd. His own father had been the first to drink the blood of Mannoroth, he knew that—by the ancestors, how he knew it; no one would ever let him forget it—but Grom had in turn slain Mannoroth and ended the curse for them all at the cost of his own life. His debt was paid in blood. What more could anyone want? It was Krenna’s words that truly nagged him. They nagged him when the night elves ambushed lumber caravans from Ashenvale. They nagged him when soldiers from Tiragarde Keep robbed Razor Hill. They nagged him when the dwarves of Bael Modan and the humans of Northwatch Hold refused to leave the Horde territory that they had usurped. https://worldofwarcraft.com/en-us/story/short-story/leader-story/garrosh-hellscream ... Pera ai, você já ta confundindo as bolas. Eu não estou discutindo se a Horda é mais brutal nos seus métodos, ela de fato o é, as raças da Horda tem sim uma natureza mais violenta que as da Aliança, eu estou discutindo se no final a Horda cometeu, como você diz '10 vezes mais atrocidades' quando não, não cometeu, todos os exemplos que você deu tinham uma contra parte. Quando eu falei dos goblins eu não me referia aos números, mas sim ao fato de que mesmo eles não tendo nada a ver com a situação a Aliança os atacou mesmo assim. ... Certo, mas a proteção que a Horda deu não foi apenas indireta. Você fala como se a Horda não tivesse ajudado a proteger Monte Hyjal, ou a derrubar o Illidan e o Lich King, como se o DW tivesse sido derrubado apenas por caras da Aliança ou como se até mesmo a maioria dos Orcs não tenha se voltado contra o Garrosh. A ajuda que a Horda deu a Azeroth foi indireta e direta.Bahamulti46 17 nov
17 nov Curiosidade! Mardum é um outro planeta? E tem um outro Local lá onde os DHs vão pra completar a quest do Class Hall (me esqueci o nome do Lugar) o Mapa é muito louco.Xxyyxx8 17 nov
16 nov RP : Elfo Noturno Sacerdote ( Dúvidas) Bom, tenho pesquisado sobre a luz já faz um tempinho, no caso, estou construindo um Elfo Noturno e sacerdote, eis que me deparo com várias dúvidas. 1.Um Elfo Noturno que não tenha crescido em meio a costumes de seu povo e sim dos humanos... poderia usar a Luz normalmente ? sem associação nenhuma com Eluna? 2. Ele poderia seguir a vibe de "Eremita" e andarilho? como dizer isso... assim como li em outros tópicos, já que não existe a necessidade de cultuar a luz e sim de acreditar nos ideais que a mesma representa. Integridade, benevolência, justiça, redenção... esse personagem poderia fazer uso da energia sem problemas de contradição com a lore ? 3. Posso levar em conta os acontecimentos com Alléria como exemplo de algum acontecimento com o personagem e a suposta ida para o lado das sombras ? ( Claro, nada extravagante) Só quero saber se posso fazer uso desse exemplo no BG dele ou é só individual daquele personagem da lore mesmo... Bom, espero que tenha dado pra entender as minhas dúvidas e agradeço se conseguirem me ajudar.Zakrön1 16 nov
16 nov Livros PTBR??? Bal'a dash, malanore... Gostaria de lançar uma ideia que provavelmente já existe (se tiver pfv link). Se vocês são amantes da LORE de Warcraft tanto como eu, vão apoiar... Muito tem se falado a respeito das novas expansões e do que vai rolar, inclusive estou ansioso para o lançamento do novo livro da Christie Golden, mas com a novidade de um servidor classico, isso me fez pensar: E AS HISTORIAS QUE JÁ FORAM CONTADAS MAS O POVO BR TÁ POR FORA??? pois é, tem muito livro do World of Warcraft que com o passar do tempo foi ficando pra trás justamente pq n ta em ptbr... livros que velho td gringa fala muito bem, como "Stormrage'' e ''Arthas''... e se nós, comunidade, fizessemos uma petição para que a blizz/editora lançasse estes livros em ptbr? a relevância do interesse depende unicamente do consumidor, nós. Então antes de iniciar qualquer coisa, queria saber a opinião de vcs... bora trazer algum livro pra ptbr??? ...... Shorel'aran.Izacaël1 16 nov