Tristeza em ser Blood elf

Geral
Anterior 1 32 33 34 39 Próxima
18/10/2012 17:26Citação de Kar
Eu fico na frente da sala de aula prestando atenção ao professor enquanto o resto da sala fica berrando como um monte de retardado...


CDF detected!

Cara eu era um CDF também na época da escola e olha que eu virei.

Um...

Pandaren!

Falando sério: Continue assim, quem está perdendo tempo são eles.
0 Exclusivamente heterossexual
1 Predominantemente heterossexual, apenas eventualmente homossexual
2 Predominantemente heterossexual, embora homossexual com frequência
3 Bissexual
4 Predominantemente homossexual, embora heterossexual com frequência
5 Predominantemente homossexual, apenas eventualmente heterossexual
6 Exclusivamente homossexual
X Assexual


caralho... nem sabia que existia isso...


E não existe. É como música techno inglesa. Tem no máximo 3 correntes distintas, mas os caras inventam nome até dizer chega e dizem que é um estilo diferente.

Mas isso só é levado a sério por quem fala. Ninguém além deles mesmos acredita nessa diversidade artificial.
CDF detected!

Cara eu era um CDF também na época da escola e olha que eu virei.

Um...

Pandaren!

Falando sério: Continue assim, quem está perdendo tempo são eles.


Pois é, embora eu odeie qualquer coisa da area de exatas, eu tambem era bem CDF (cara ser nerd hoje em dia é facil, queria ver vocês serem nerds na minha é poca de guri, hehe)
Mas, valeu a pena estudar e hoje me pagam até bem pra eu fzer algo que eu realmente adoro (me divirto MUITO no trabalho).

Ps.: Kar, fale mal do Dragon Ball novamente que te darei um kame hame ha na fuça!
É o nome do personagem do Jhon Travolta, no filme Os Embalos de sábado a noite.

Já que tão falando de minorias por aqui, também faço parte de algumas quer ver?
Sou brasileiro e nao gosto de futebol, sou canhoto, me recuso a jogar lixo no chão, prefiro mostarda do que catchup e quero que o carro fique com a patroa pois detesto dirigir, vê se pode, hehhehe.


Igual a eu '-', na verdade as únicas diferença é que eu não sou canhoto, e não tenho nem patroa e nem carro para dirigir, mas também não tenho a minima vontade de aprender.

"hehe"
CDF detected!

Cara eu era um CDF também na época da escola e olha que eu virei.

Um...

Pandaren!


Não, um GORDO HEAUHEHUEHUEUHEUEHUEUHEHU brinks =D

Mas eu não sou nem um pouco CDF, CDFs tem facilidade em aprender, coisa que eu nunca tive, fui diagnosticado com Desfict de Atenção, tenho que tomar remédio para prestar atenção... eu apenas me esforço para aprender na escola... afinal tão pagando escola para eu dar uma de vagabundo? Ah... esqueci de um fato, eu também não colo em prova, acho isso tão desonesto quanto roubar dinheiro publico, eu só colo em prova quando o professor é um fdp ou um desonesto.

18/10/2012 17:37Citação de Alispher
Ps.: Kar, fale mal do Dragon Ball novamente que te darei um kame hame ha na fuça!


Ui que meda, vai fazer o que depois? Pedir para todos levantarem as mãos e me da um guenkidama? HAHAHAHAHAHA que tosco.

os primeiros drabonball eram legalzinhos, mas depois do GT o cara não teve criatividade, por que ficou um LIXO, nada de novo, os personagens são muito parecidos em aparencia, o goham usa a mesma roupa do goku, os poderes também são os mesmos, o que muda é a cor deles.

Pois é, embora eu odeie qualquer coisa da area de exatas, eu tambem era bem CDF (cara ser nerd hoje em dia é facil, queria ver vocês serem nerds na minha é poca de guri, hehe)
Mas, valeu a pena estudar e hoje me pagam até bem pra eu fzer algo que eu realmente adoro (me divirto MUITO no trabalho).


Ser Nerd hoje não é tão fácil assim não cara.
http://jezebel.uol.com.br/ser-gay-nao-e-bom-para-ninguem-diz-vereador-eleito-em-sao-paulo/

FYI.

Só mais um exemplo de porque ainda é muito difícil para adolescentes se descobrindo "Sairem do armário".
18/10/2012 17:46Citação de Kar
Ser Nerd hoje não é tão fácil assim não cara.


Hoje em dia é chique ser nerd, quem nã é nerd fala que é só pra ganhar moral, fora que na atualidade nós nerds namoramos, temos vida social e tudo mais, hehe.

P.s.: Dragon Ball GT é ruimzinho mesmo, concordo com você (raios), mas também, não foi o Toriyama quem escreveu...
Isso aqui virou o novo "Jogador por trás do Personagem" HAAHAHAHAH

Hoje em dia é chique ser nerd, quem naó é nerd fala que é só pra ganhar moral, fora que na atualidade nós nerd namoramos, temos vida social e tudo mais, hehe.

P.s.: Dragon Ball GT é ruimzinho mesmo, concordo com você (raios), mas também, não foi o Toriyama quem escreveu...


Sim, mas não é tão fácil assim não, você é meio zoado por que faz algumas coisas de nerf as vezes
Não gosto tomar sol e nem de ir em praia.

Eu fico triste no ano novo por que parece que alguém tá morrendo, que o ano tá morrendo... eu sei, é estranho.


pensei que fosse o único D:

18/10/2012 17:26Citação de Kar
Eu não gosto de lugares com muita gente


quase me da claustrofobia D:

18/10/2012 17:26Citação de Kar
bom... acho que se eu ficar aqui falando todas as coisas que eu sou contrario a sociedade, vai dar uns 3 posts cheios lol... por isso tá bom haha


v6 ficam falando que são diferentes, olha ai o

tudo igual a eu u_u
18/10/2012 17:51Citação de Kar
Sim, mas não é tão fácil assim não, você é meio zoado por que faz algumas coisas de nerf as vezes


Quer vingança? Mostre pra eles seu contra cheque daqui a ums anos, hehe.
18/10/2012 17:54Citação de Alispher
Quer vingança? Mostre pra eles seu contra cheque daqui a ums anos, hehe.


Dá vontade mesmo, eu fico prestando atenção enquanto o pessoal fica berrando na sala de aula, fico pensando... qual será o futuro desses caras? bom... não sou eu que vou morar de baixo da ponte mesmo haha
18/10/2012 17:54Citação de Alispher
Quer vingança? Mostre pra eles seu contra cheque daqui a ums anos, hehe.


Boa Alispher.

Na verdade não vejo como vingança mas uma recompensa pelo esforço.

Não precisamos nos vingar deles, eles já estarão cheio de problemas nessa época.
Não precisamos nos vingar deles, eles já estarão cheio de problemas nessa época.


THIS
18/10/2012 16:31Citação de Kar
O que vocês precisam fazer é mudar a sociedade ^^

É isso que queremos e lutamos pra fazer. Queremos os MESMOS direitos que os heteros, nem mais, nem menos. Só que se ficarmos de braços cruzados esperando a sociedade mudar, ela NUNCA muda. A mudança só ocorre quando se choca a sociedade. Foi assim com os negros, foi assim com as mulheres, vai ser assim com os LGBT. Ou você acha que a primeira NEGRA que estudou em uma escola branca não chocou a sociedade americana. Os estudantes brancos trataram ela pior que lixo. Mas foi essas pessoas, que foram a luta e deram a cara pra bater que conseguiram mudar a sociedade.
Cara, tem deputado querendo regulamentar a "cura" gay. Tem deputado querendo separar sangue gay de sangue hétero nos hemocentros. Quando você fala que nós estamos tentando indo rapido demais, você vê apenas um lado. Se não corrermos pra assegurar nossos direitos o Brasil vai ficar como a Russia, onde é PROIBIDO sequer citar as palavras "gays, lesbicas, homossexual" em publico, pq tu corre o risco de ser PRESO.

Agora cara, não é meio estranho uma sociedade achar normal ver dois homens se MATANDO e achar ofensivo ver dois homens se amando?

E não existe. É como música techno inglesa. Tem no máximo 3 correntes distintas, mas os caras inventam nome até dizer chega e dizem que é um estilo diferente.

Mas isso só é levado a sério por quem fala. Ninguém além deles mesmos acredita nessa diversidade artificial.

Serio, não existe? PROVE.
O que existe então?
É facil falar que uma coisa não existe quando VOCÊ não entende porra nenhuma dela.
Você fala que não existe, mas ta eu, a Luccy, o Nimb, o Wyldsoul provando que existe.
E ai, quem tem razão, você (que comparou sexualidade com musica techo inglesa) ou nós (que vivemos isso no dia a dia)?
Oo
eu ainda não entendi o foco da discussão.
Oo
eu ainda não entendi o foco da discussão.


Não tem foco lol
o foco e que o cara ai ta reclamando que os Belf sao afemininado gay mas ele nao quer falar diretamente iso
Btw: http://www.glaad.org/spiritday
Queria agradecer os posts em resposta às questões que levantei.

Principalmente ao Wyldsoul. Gostei muito as suas respostas, é agradável debater algo assim. Você se colocou como um observador imparcial e levantou fatos importantes. Parabéns!

Agora voltando ao debate:
O Nimb na sua resposta me mostrou que eu sou ofensivo por perguntar. Buscar esclarecer a sociedade sem permitir perguntas ou esperar que as pessoas pisem em ovos para interagir com outras pessoas é uma boa política de integração.

E alias, integração é uma palavra totalmente ridícula. Nós já fazemos parte da "sua"(risos) sociedade. E não estamos pedindo permissão para "entrar" nela.


É uma questão de integração SIM. Logo em seguida o post do Oficial vai dizer o seguinte:

A grande maioria dos LGBTs que sofrem violência nas ruas são travestis e transexuais que se veem OBRIGADAS a trabalhar com isso, pq NÃO ACHAM serviços ditos normais. E pq não acham? por causa justamente do preconceito.


Com essa frase, ele afirma que LGBT's são marginalizados pela sociedade. A palavra integração se aplica. Ou não é o interesse de todos (eu disse todos, inclusive a mim) que as pessoas sejam vistas como iguais? Isso é integrar e não marginalizar. Agora, se você tem orgulho de fazer parte da sociedade pela metade, tendo seu ingresso impedido em certos locais (como foi citado anteriormente, por exemplo a questão de doar sangue) tá lutando errado.

Nimb também respondeu que não posso perder a fome por ver dois caras peludos rolando num campo florido. Querem a liberdade de vocês, porém querem restringir a minha. Não tem sentido.

Se for extrapolar a idéia de vocês, todo mundo que assistir 2girls1cup não vai poder ficar com nojo, pq ofende os coprófilos. Se fizer carinha de nojo, pode levar um coprófilo ao suicídio.Também é uma idéia ridícula.

Eu não gosto dessas coisas e pronto, é meu direito de não gostar. Não posso julgar alguém UNICAMENTE baseado nisso, mas não gosto e pronto.
Vocês buscam mudar a visão de todo mundo, fazendo todos acharem isso normal?
Meu, o que é normal pra você, não é normal pra mim.

A questão é TER DIREITOS IGUAIS e o principal deles é o RESPEITO.

Agora outro ponto:
Exageros? Cara, tu não fica sabendo nem de 10% de toda a violência que sofremos. A imprensa não noticia noticias relacionadas a gays. Os números apontados pelo Movimento Gay da Bahia não é fabricado: a cada dois dias um LGBT é morto UNICAMENTE por ser LGBT. Assassinatos é apenas UMA das formas de violência que vivenciamos todos os dias.


Os dados que fui obrigado a levantar para apresentar um seminário no meu curso superior (de EXATAS, vai entender esse mundo!) dizem o contrário. Você lia assim:
"A, profissional do sexo, encontrado morto em uma área de prostituição.
B, cabelereiro, surrado na rua por um grupo.
C, profissional do sexo...D profissional do sexo, E idem, F idem, G professor..."

A lista seguia, mostrando que a maioria pode ter morrido por discutir o preço do passeio, enquanto apenas uns 30% eram mortos por questões realmente homofóbicas, como abraçar o companheiro na rua, etc. Isso eu falo com PROPRIEDADE pois os dados são do mesmo movimento que você citou, postados periodicamente no site deles. Eu fiz uma pesquisa séria e não estou inventando nada. Li a lista toda e notei esse padrão. Me desculpem mas é um FATO. Meia dúzia sofreu em casa, no trabalho (digno), na escola.

Isso não diminui o problema. Se apenas uma pessoa tivesse sido atacada por intolerância, ainda assim seria motivo de vergonha nacional e de medidas urgentes. Porém temos que ser realistas, hoje em dia muita coisa se mistura. Se o cara morreu por outro motivo, mas ele era gay, morreu porque era gay e foi crime de ódio. Só deve ser tratado como crime de ódio o crime realmente de ódio.

Ai eu levanto outras questões. Profissionais do sexo merecem tanto respeito quanto qualquer outro profissional, é hipocrisia da sociedade não querer enxergar isso.


Não, não merecem. Não seja você hipócrita e me responda uma pergunta. Se sua mãe fosse profissional do sexo, você contaria isso aos outros? Teria orgulho como se ela fosse médica ou empregada doméstica (profissões realmente dignas)? Se seu filho fosse, ou irmã? O próprio uso do termo "profissional" do sexo é uma ofensa a todos os verdadeiros profissionais, que estudam anos a fio para desempenharem suas funções.

Horários inapropriados, quem define o que é apropriado, se eu quiser sair na rua as 4 da manhã eu deveria me sentir seguro para, é dever do estado.

Você não pode, e sério, não pode mesmo, querer culpar a vítima pelo que aconteceu com ela. A criminalização da vítima é uma das piores formas de preconceito. Eu deveria ser livre para andar na rua de madrugada, as prostitutas deveriam ser livres para se prostituirem.


Apesar de prostituição não ser considerada crime por nosso brilhante código penal (que permite tantas outras barbaridades), você não pode estar falando sério ao sugerir que a polícia, paga com o imposto de todo mundo, deve garantir segurança pra quem frequenta "zonas". Ai tá mexendo no meu imposto e o bicho pega!

Quer proteção pra andar no submundo? Só o que me faltava...
Claro que não é culpa do cara morrer por BURRICE. O Kar citou um exemplo que OWNOU vocês. Isso só prova que não da pra fazer tudo o que você quer. Vai na torcida do Corinthians com a camisa do Palmeiras que você vai entender bem o que eu digo.

E pra finalizar, essa busca por liberdades infinitas só serve pra associar LGBT's a obscenidades.
70% dos crimes contra LGBT's associados à prostituição e divulgados pelo próprio movimento de vocês e defender o prostitutas gonna prostitutear só serve pra ferrar ainda mais a imagem de vocês(fica parecendo que todo gay gosta de p******). Assim parece que todo LGBT é vulgar, obceno e isso NÃO É VERDADE.

Como o próprio Wyldsoul colocou, tem muito homossexual que é de um caráter inquestionável, mas sofre por ser o que é. Esse é o foco e vocês o perdem a cada 5 minutos. Enquanto tem uns que querem andar por ai numa boa, trabalhar, estudar, doar sangue, conseguir uma união homoafetiva na justiça (ou seja, OS MESMOS direitos que todo mundo tem, coisas que eu concordo plenamente), outros querem que o mundo vire uma palhaçada. Porque não pedem bolsa-prostituição também? Bolsa-drogas?

Ou então logo teremos liberdade para fazer tudo, porque é legal ser new hippie? Liberdades DEVEM ter um limite senão acaba o conceito de sociedade e viramos animais.
Eu não gosto dessas coisas e pronto, é meu direito de não gostar. Não posso julgar alguém UNICAMENTE baseado nisso, mas não gosto e pronto.
Vocês buscam mudar a visão de todo mundo, fazendo todos acharem isso normal?
Meu, o que é normal pra você, não é normal pra mim.


Você pode ter nojo, ninguém tá te proibindo disso. O que tu não pode é sair verbalizando isso por ai. De novo, se tu tivesse um filho e ele fosse gay, como tu acha que ele se sentiria ao ouvir isso de ti?

19/10/2012 10:37Citação de Wowcoholic
Com essa frase, ele afirma que LGBT's são marginalizados pela sociedade. A palavra integração se aplica. Ou não é o interesse de todos (eu disse todos, inclusive a mim) que as pessoas sejam vistas como iguais? Isso é integrar e não marginalizar. Agora, se você tem orgulho de fazer parte da sociedade pela metade, tendo seu ingresso impedido em certos locais (como foi citado anteriormente, por exemplo a questão de doar sangue) tá lutando errado.


Não, não, a palavra não é integração. Integrar é entrar na sociedade, eu já estou nela, já vivo na sociedade. A última vez que chequei pelo menos eu não vivia na floresta. Não vivo numa sociedade à parte. Assegurar direitos é diferente de "entrar para a sociedade".

19/10/2012 10:37Citação de Wowcoholic
Não, não merecem. Não seja você hipócrita e me responda uma pergunta. Se sua mãe fosse profissional do sexo, você contaria isso aos outros? Teria orgulho como se ela fosse médica ou empregada doméstica (profissões realmente dignas)? Se seu filho fosse, ou irmã? O próprio uso do termo "profissional" do sexo é uma ofensa a todos os verdadeiros profissionais, que estudam anos a fio para desempenharem suas funções.


Sim, merecem sim. E não é ofensa coisa nenhuma, é um trabalho "digno" como qualquer outro.

Vamos marginalizar garis, pessoal que trabalha com coleta de lixo, eles também não estudam a anos a fio para desempenhar suas funções. Coleta seletiva, porteiro de prédio, quem carrega tuas malas no hotel.
Vamos fazer uma sociedade linda e maravilhosa de engenheiros, médicos e advogados. Todos muito bem letrados.

Ai os serviços necessários, mas indignos, a gente importa de Marte. Ou escravizamos os negros/índios de novo, quem sabe.

E por favor, sem hipocrisia, você teria orgulho de trabalhar limpando a casa de outra pessoa? Ok. Não deixa de merecer respeito, não é porque não estudou que não merece respeito.

Apesar de prostituição não ser considerada crime por nosso brilhante código penal (que permite tantas outras barbaridades), você não pode estar falando sério ao sugerir que a polícia, paga com o imposto de todo mundo, deve garantir segurança pra quem frequenta "zonas". Ai tá mexendo no meu imposto e o bicho pega!

Quer proteção pra andar no submundo? Só o que me faltava...
Claro que não é culpa do cara morrer por BURRICE. O Kar citou um exemplo que OWNOU vocês. Isso só prova que não da pra fazer tudo o que você quer. Vai na torcida do Corinthians com a camisa do Palmeiras que você vai entender bem o que eu digo.


Então eu sair de uma festa de madrugada com um namorado meu abraçado é burrice e eu não deveria fazer. Claro, eu deverir abrir mão de meus direitos por "segurança". Wrong, again. Deve ser garantido que eu possa fazer isso sem ser espancado.

Sim, a polícia deve sim garantir segurança para prostitutas, são cidadãos como quaisquer outros. Você tá querendo colocar a culpa do crime na vítima. Vai me dizer também que uma mulher que usa vestido curto tá pedindo para ser estuprada, e se ela for, a culpa é dela que provocou o "homem".

"He who sacrifices freedom for security deserves neither".

19/10/2012 10:37Citação de Wowcoholic
Ou então logo teremos liberdade para fazer tudo, porque é legal ser new hippie? Liberdades DEVEM ter um limite senão acaba o conceito de sociedade e viramos animais.


Qual parte exatamente você tá chamando de animais? A polícia garantir segurança para prostitutas, eu andar de mãos dadas com outro homem?

--

Eu não tenho como discutir mais que isso, tu tem uma visão de "sociedade/moral/bons custumes" totalmente diferente do que acredito, não tem nada a ver com "hippie" ou "vulgaridade". Mas sim com respeito. Você acha que tem direito de julgar alguém como inferior porque trabalha com sexo, acho isso ridículo.

As pessoas deveriam ser livres para fazerem sexo com quem quiserem, com quantos quiserem, sem serem taxadas por outras pessoas. Alias, para mim, tu só propaga a visão machista de que a mulher tem que "se dar o respeito" (Dizer que é contra prostituição é basicamente fazer isso).

E não, eu não disse que é ofensivo por perguntar, mas as suas afirmações são ofensivas e prejudiciais. É, querer segurança para as pessoas serem livres é querer que o mundo vire uma palhaçada. Vai ver tu quer que o mundo seja cristão e vá na igreja todo dia, quem sabe assim ele melhora, né. Ou quem sabe marginalizar e rejeitar, quem sabe até criminalizar, todas as profissões "não dignas"(sério isso?) que ferem a "moral e os bons costumes". Porque se permitimos alguém se prostituir com segurança acabou a sociedade.

Junte-se à conversa

Voltar ao fórum